A entrevista de Jacques Villeneuve ao Esporte Espetacular

Jacques Villeneuve: 'Você quer ganhar a prova, não importa o prêmio'

Por Renato Peters Montreal, Canadá

Campeão de Fórmula 1 em 1997 recebe a equipe do Esporte Espetacular e fala da expectativa de participar da Corrida do Milhão da Stock Car, no dia 7

Estrela convidada para disputar a Corrida do Milhão da Stock Car, no próximo dia 7 de agosto, o piloto Jacques Villeneuve recebeu a equipe do "Esporte Espetacular" na casa dele, no luxuoso bairro de Westmout, em Montreal, no Canadá. Munido de uma caneca de chá, falou sobre Fórmula 1, Stock Car e Brasil. Ele disse que está ansioso para pilotar o carro.

- Estou empolgado, porque nunca entrei num Stock e ouvi muito a respeito do campeonato mais importante do automobilismo do país. Sei também que o brasileiro adora corridas, e isso deve deixar o clima ainda melhor no autódromo.

O canadense revelou estar feliz também por voltar a guiar em Interlagos, onde venceu o Grande Prêmio do Brasil em 1997, ano em que foi campeão mundial de F-1. Ele chega ao país no início da semana e vai fazer alguns treinos para se acostumar com o Stock.

Confira abaixo os principais trechos da entrevista:

O prêmio de R$ 1 milhão
"Quando você está dentro do carro, você esquece tudo isso. Você quer ganhar, não importa quanto seja o prêmio".

Sobre o Brasil
"Acho o país muito bonito, quente, com pessoas hospitaleiras. Pena que sempre tive pouco tempo para conhecê-lo. Quando ia correr de Fórmula 1, tinha pouco tempo livre para passear. Espero aproveitar mais agora".

O pai Gilles Villeneuve
"Sempre amei os carros e muito mais ainda a competição. Ganhar os metros, viver o risco, buscar o limite, tentar o máximo, dar o melhor. Isso eu tenho guardado do meu pai".

(Gilles morreu aos 32 anos num acidente durante os treinos de classificação para o GP da Bélgica, em 1982.)

Michael Schumacher
"Enquanto éramos adversários, não tínhamos uma relação muito boa. Hoje, isso melhorou muito. Eu acredito que ele ainda seja um grande piloto, mas os tempos são outros. Ele não tem mais o poder de uma Ferrari".

Felipe Massa
"As coisas mudaram desde a chegada de Alonso. Ele é centralizador, e acredito que com Kimi Raikkonen seria mais fácil para o Felipe vencer. Não sei como ele está hoje, mas era muito alegre e um grande cara quando corremos pela Sauber".

Crítica à atual F-1
"Eu não gosto das novas regras e acho que os equipamentos e muita tecnologia fazem o carro parecer um videogame. Você não vê nenhum grande talento. Você vê um cara apertando um botão e indo. Eu não gosto disso".

Fonte: GloboEsporte.com



Oh God!!! Simplesmente adorável ver uma entrevista com Jacques. Infelizmente, embora eu tenha tentado achar uma forma de ir a esta corrida no próximo fim de semana (será impossível, o que me deixa arrasada!!!), ficarei só de longe, mas aqui, definitivamente vocês encontrarão tudo o que sair sobre Jacques na mídia.

Não vou ficar falando sobre como me irrita a emissora oficial se "apoderar" da imagem de campeão de F1 de Jacques porque caso contrário vou ficar irritada. Sobre isto já falei aqui. Quero é comentar o quão fofo, querido e adorável é este canadense e o quanto faz falta uma pessoa como esta na F1.

Tenho dois comentários para fazer sobre a entrevista, Villeneuve e o repórter da Globo Renato Peters, estão ambos descalços e isto tem uma explicação. Desde sua passagem pelo Japão quando competiu na F3 Japonesa, ele adquiriu o costume nipônico de pedir às pessoas que tirem os sapatos ao entrar em sua casa. Em seu motorhome havia um tapete que dizia: "Shoes off!". Lembro perfeitamente quando li isto, há muitos anos, e ao ver esta entrevista, foi impossível não relembrar.

O segundo comentário é sobre ele ter ficado envergonhado quando foi pedido para cantar. #tãofofo Ok, ele vendeu poucas cópias mesmo do cd, mas e daí? Não fez para ser famoso, fez porque era algo que queria. E eu adorei! Uma destas poucas cópias se encontra em minhas mãos, devidamente autografada, na minha música favorita (vejam aqui). Uma das minhas relíquias. E a única coisa sobre a qual consegui falar com ele, quando o conhcei em 2009.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Manu disse…
Eu vi a reportagem e achei bem legal. Não vou dizer que a reportagem e a entrevista foi legal pq é com o Renato Peters que é araguarino como eu, pobre ser... Hehehehe...

Mas falando sério, a Globo com essa da Stock foi até agradável na entrevista pq a chamada da tv para o evento é simplesmente ridícula.

=*
Eu chorei assistindo! Jac mexe comigo sempre. É um amor eterno! Sempre dá aquele calorzinho bom no coração quando vejo ele.

Bem que ele podia curtir a stock e vir para Santa Cruz!!!!

Nossa!!! Eu ia começar a tomar remédio para não infartar agora :)))

Jac vindo me ver ia ser o cúmulo da felicidade elevada ao cubo.

Bjs, Lu
Vc nem quer nada não né Lu?! rsrsrs... Eu também fiquei meio bobona assistindo a entrevista. Entendo perfeitamente a sua reação!!! :)

bjs, Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!