29 de julho de 2014

Feliz Cumpleaños Fernando!


29 de Julho é uma data especial, afinal, foi neste dia em que nasceu um dos maiores pilotos que a F1 já assistiu (e ainda assiste!)... Fernando Alonso!

É com muito desejo de felicidades e sucesso profissional e pessoal que digo:



Ao Fernando só posso desejar o dobre, triplo de felicidade que ele já proporcionou na minha vida: Amigos, histórias, viagens e muitas alegrias. Foi isso que ele me deu de presente até hoje. E é isso, e muito mais, que desejo a ele.

Este ano não vou deixar nenhuma poesia, mas deixarei uma música que ADORO e que, sempre que ouço, me fez sentir mais melhor... 

***

Bjusss, Tati

28 de julho de 2014

Semana Fernando Alonso 2014 - Dia 1: Por Ciro Mota


Imaginem se nós torcedores pudéssemos escrever uma carta a Fernando Alonso...

Pois bem, pensando nisso, pedi aos meus colegas alonsitas que escrevessem uma carta para Alonso. Algo que eles gostariam que Fernando lesse...

E o resultado por este...

Espero que gostem, e que, quem sabe Alonso leia... #sonharnãocustanada

POR CIRO MOTA


Olá Samurai, como vai? 

Apesar das dificuldades, espero que esteja bem.

Minha história com sua pessoa começa em 2004, com aquele carro azul de muito boas largadas, em um momento em que eu não curtia mais a F1 desde que perdemos Ayrton Senna, fui apenas um admirador dele, o melhor piloto da história sem dúvida, mas não diria que fui fã. Contudo, como troco um jogo de futebol por uma competição de carros quaisquer, mantive o meu costume de acordar Domingo e ligar a TV para ver as corridas.

Foi ali, naquele ano que eu o descobri, de espirito valente, batalhador, mesmo não tendo o melhor carro (e isso viria a ser mais comum do que imaginaríamos, anos depois) você já conseguia obter bons resultados, em uma época onde o alemão Schumacher e a sua Ferrari hoje, dominavam o campeonato.

Em 2005 veio a primeira glória, como trabalho muito e ganho pouco e por morar muito distante eu teria um custo muito elevado para ir a São Paulo ver ao vivo as corridas, pude acompanhar o título pela TV, aquilo que você já mostrara merecer pelo fruto do trabalho naquele ano e nos anos anteriores.

2006 veio a segunda glória, um início de campeonato fantástico e uma segunda metade um tanto sofrida, parecia que o título ia escapar por suas mãos em uma luta dura com o alemão mas no fim a sorte estava ao seu lado, ao nosso lado e pudemos comemorar mais uma vez aqui no Brasil, eu, em frente à TV mais uma vez.

Em 2007 inicia-se um período de mudanças na sua vida, você finalmente alcançou a equipe que sonhava à época em alcançar, equipe onde correu seu ídolo Ayrton Senna, mas esta mudança nos trouxe experiências ruins, mas o que seria da vida sem essas experiências ruins? Valente e batalhador, contra pessoas até da sua própria equipe, você nos orgulhou e por pouco não trouxe a nossa terceira glória seguida.

Um ano que não nos deixará saudades, um ano muito conturbado, um ano onde você teve que passar por provações, um casamento que não deu certo. Você retorna então a sua antiga casa, ela não é mais azul, equipe e azul este que até hoje sentimos falta. Foram dois anos sofridos mas de muito aprendizado, as coisas não saíram como esperávamos e para nós fãs foi algo mais traumático do que somente um aprendizado, toda a sua luta não era suficiente para bons resultados, teve que carregar a equipe nas costas o tempo todo, parece que a sorte decidiu deixar você, nós, em 2006.

Final de 2009 recebemos o comunicado da oficialização de um dos segredos mais mal guardados, a Ferrari o contrata, como o alemão havia se aposentado, o pensamento de todos era de que uma nova hegemonia se avizinhava. Hegemonia nem sempre é bom, mas certamente é bom para os fãs daquele que está vencendo. Mal poderíamos esperar.

Ledo engano. Parece que a sorte decidiu deixar você, nós, em 2006. O que era para ser uma passagem vitoriosa não aconteceu, você luta todo o fim de semana pelos seus resultados, uma luta inglória carregando a equipe toda nas costas mais uma vez, em 2012 por muito pouco o homem não venceu a máquina, em um campeonato que você brilhou, conseguiu atuações fantásticas, uma vitória emocionante como aquela em Valência, mas não pôde vencer a máquina, onde os pontos cruciais foram os abandonos provocados por, quem diria, carros da sua antiga casa.

A Rossa, hoje é cercada por pessoas de competência duvidosa, você chegou até ela em um momento ruim e as perspectivas de mudanças não são boas aos nossos olhos. Se por um lado o alemão conseguiu êxitos, foi porque os tempos eram outros, treinava noite e dia, hoje seu treinamento resume-se a simulador, algo artificial que sinceramente, não enxergo como refletindo uma situação real de pista.

Você disse recentemente que prefere mais os troféus do que o respeito, te digo sinceramente, o respeito é muito mais importante do que os troféus, valente e batalhador, você fez por merecer esse respeito, não é à toa, hoje você é o melhor piloto da categoria, conseguiu isso com muita batalha, fez por merecer este respeito.

Em 2007 você foi convidado pelos touros vermelhos, será que se você tivesse aceito, teria conseguido emplacar uma sequência de títulos seguidos? Se sim, este respeito seria em uma mesma proporção do que é atualmente, onde com carros medíocres você já conseguiu vencer, mostrando merecedor absoluto deste respeito como um dos melhores de todos os tempos?

Acho até que com uma declaração como estas você já se mostra de saco cheio de tudo, onde o melhor piloto não consegue vencer a máquina, onde em todos os fins de semana você precisa se preocupar em economizar combustível ao invés de acelerar. Cansado de tanta incompetência a seu redor, remando contra a maré sempre. Uma luta inglória, nós sabemos e entendemos.

Parece que a sorte decidiu deixar você, nós, em 2006. Porém nós não o abandonamos e estamos lá, todo fim de semana esperando por ela voltar, vai ver ela foi dar uma volta por ai e se perdeu, logo ela deverá voltar e poderemos desfrutar de momentos e glória novamente, só pedimos que tenha um pouco mais de paciência, não se desanime, não desanime, por mais difícil que possa ser, nós, verdadeiros fãs, faça chuva ou faça sol, remando sempre contra a maré, estaremos sempre contigo e agradecemos pelos shows dados todos os Domingos, mesmo com todas as dificuldades.
"Un hombre común lo toma todo como una bendición o una maldición. Un samurai es un guerrero que acepta todo como un desafío."
** 

Obrigada Ciro pela participação, mais uma vez. Pelas palavras... palavras que nos levam facilmente a emoção... GRACIAS!!!!

Amanhã tem mais!

Bjuss, Tati

Sem ilusão!

Mattiacci celebra reação da Ferrari após “sábado extremamente complicado”, mas avisa: “Não podemos nos iludir”

 Embora Fernando Alonso tenha perdido a vitória para Daniel Ricciardo nas voltas finais do GP da Hungria, a prova deste fim de semana deixou um salto positivo para a Ferrari. Depois de errar na estratégia de Kimi Räikkönen ainda na fase inicial do treino classificatório, o time viu seus dois pilotos completarem a prova de Hungaroring dentro do top-10.

Com o segundo lugar de Alonso e Räikkönen conseguindo saltar de 16º para sexto, a Ferrari somou um total de 26 pontos, chegando a 142 e abrindo sete de vantagem para a Williams, que aparece na quarta posição do Mundial de Construtores.

 No comando da Ferrari desde abril, Marco Mattiacci celebrou o resultado e avaliou que o desempenho do time em Hungaroring mostra que a esquadra de Maranello está seguindo um bom caminho em busca de sua recuperação.

“Foi uma ótima corrida e o nosso time reagir após um sábado extremamente complicado”, disse Mattiacci. “Kimi e Fernando demonstraram do que são capazes e toda a equipe estava à altura da tarefa”, avaliou.

Mesmo animado com o resultado, Mattiacci alertou que a Ferrari precisa manter os pés no chão, já que este é apenas o primeiro passo de um longo caminho.


“Entretanto, este resultado é apenas um passo de uma jornada que começou alguns meses atrás. O segundo lugar do Fernando é uma injeção de confiança e mostra que o grande esforço que todos estão fazendo para levar a Ferrari de volta ao topo está na direção correta, mas nós temos que ser realistas sobre isso”, defendeu.

“Aqui, o clima e as condições da pista nivelaram as diferenças de performance e é por isso que não podemos nos iludir. Agora temos apenas que voltar para casa, com a meta de sempre fazer melhor”, encerrou.  
(fonte: Grande Prêmio)

**

Hahahahahahahahahahahahahahhaha... Por acaso ele está achando que tem algum trouxa que ACHA que a Ferrari realmente mehorou e que agora iremos VENCER TUDO???? hahahaha

Querido, deixei de acreditar em Papai Noel e Coelhinho da páscoa há muito tempo... rsrs

AH! A BLASFÊMIA DO DIA: "Kimi e Fernando demonstraram do que são capazes e toda a equipe estava à altura da tarefa”

Hahahahahahahaha a Ferrari NUNCA estará à altura de Alonso e Kimi! NUNCA!

Bjuss, Tati

Semana Fernando Alonso 2014: Dia 1 - Tribute


Semana Fernando Alonso 2014: Dia 1 - Fernando ALONSO Tribute

***

À noite tem mais SFA!

Bjuss, Tati

27 de julho de 2014

My Comments By Tati 2014: GP da Hungria

Olá queridos ...

Depois de um longo tempo, cá estou eu de volta! Eu quase desisti de fazer o post, mas já que vamos entrar em férias na F1, resolvi fazer o MC...

Let´s GOOOO!!!!


* Gentemmm quanto tempo não?!!!! Sentiram saudades?????? Digam que SIM!!! Please!!!


* Quem diria que hoje assistiríamos um GP da Hungria que fosse emocionante?!


* Quem diria que veríamos uma Ferrari liderando REALMENTE e com chances de vencer?!


* Quem diria que veríamos duas Mercedes atrás de uma FERRARI?!


* Quem diria que as duas únicas vitórias da Red Bull do ano seriam de Ric?! Oops... rsrs


* Quem diria que finalmente Massa seguiria chegar a frente de seu companheiro?! Milagres acontecem, às vezes...

* A única coisa que foi como o imaginado foi Lewis vindo babando lá detrás, papando todo mundo com seu carro supersônico. Outra coisa que não foi surpresa foi o fato de que NUNCA, eu disse NUNCA, Hamilton abriria para Nico passar! Alguém em sã consciência achou mesmo que Lewis iria facilitar a vida do Rosberg?! Eu deixei de acreditar em Papai Noel, há tempos... rsrsrs


* O que foi Reginaldo Leme dizendo que sempre reparou em Vergne?????! Aliás, onde terminou este menino mesmo?! Eu "num guento" que só porque o cara às vezes faz uma aparição relâmpago em uma corrida ou outra, o povo adora dizer que é "grande talento". 


* Grande Talento é Alonso. E eu escrevo que letra maiúscula porque o Talento do Fernando é muito grande. É imenso... e gostem vocês ou não dele, admitam: meu piloto é FODA! Poucossss, pouquíssimos, são capazes de fazer um milagre como ele fez hoje na Hungria, lutando com Mercedes e Red Bull mesmo com os "pés descalços".

* AH! Outro momento "engraçado" foi Reginaldo Leme (o que ele ainda faz na transmissão da Globo, além de falar merda?!) perguntar como Alonso fazia aquilo?!!! Hahahahahahahahahhahahaha Até Galvão, que tem lá sua limitações definiu com maestria... ALONSO É ALONSO. Ponto final!


* Às vezes desconfio que a conviência do Regí como Felipe Massa tem afetado sua capacidade de ver as coisas claramente. O padrão dele é muito massista... deve isso!


* Confesso que há muito tempo não ficava tão nervosa em uma largada de F1, como fiquei hoje. Vocês pode não acreditar, mas eu, às vezes sou meio intuitiva, e eu sabia que hoje Alonso faria parte da festa. Quando o vi liderando REALMENTE a corrida e com chances de vencer depois de tanto tempo, meu coração sorria de felicidade. E também tive certeza mais uma vez, que minha intuição não falha.


* Mas confesso que na hora que acabou a corrida senti uma sensação imensa de injustiça. Alonso merecia esta vitória, mas do Ric, na minha opinão. Mas ao mesmo tempo, a Ferrari não merecia vencer, porque mais uma vez uma outra equipe foi mais inteligente e soube pensar numa estratégia melhor. Foi injusto e justo, ao mesmo tempo...

* E agora é tempo de férias! Não que a F1 vá fazer alguma falta na minha vida, porque definitivamente não vai, mas depois do desempenho do Alonso hoje na Hungria, eu fiquei com aquela sensação gostosa que um dia a F1 deixou no meu coração. Algo que só mesmo Alonso para me fazer sentir em tempos de vacas tããão magras... Aquele gostinho de "quero mais"... só que da próxima vez eu espero que o 1o. lugar seja nosso, seja do melhor, seja do Alonso! Bye, bye...


Até a próxima!! E tratem de comentar aqui e na SFA!!!!!!!!!!!!!!

Bjuss, Tati

Semana Fernando Alonso 2014


Olá que queridos amigos...

É com muito prazer que anuncio que estamos começando mais uma SEMANA FERNANDO ALONSO. E esta será a 7a. edição.

O tempo passa não?!

Eu diria que não há dia melhor para começar mais esta edição da SFA do que hoje, depois mais exibição de gala nosso bicampeão no GP da Hungria.

Foi por muito pouco que a nossa vitória não veio. Me doeu no peito "perder" quando tudo parecia que seria nosso, mas depois de tanto tempo de dificuldades, se a gente não aprender a apreciar as pequenas conquistas, pode-se dizer que não teremos aprendido nada. Apesar de que, de pequeno, o nosso segundo não tem nada. O segundo posto de hoje só demonstra a grandeza do nosso Gigante e Gênio Fernando Alonso.

Orgulho é uma palavra muito simplória para definir o que Alonso nos faz sentir quando está na pista! Mas ela é única capaz de se aproximar deste sentimento especial que Fernando nos sentir quando está fazendo mágica!

É por isso que não haveria dia melhor para começar nosso especial. E ele sabendo disso, resolver dar um show!

Obrigada Alonso por mais um ano de SFA e obrigada também aos meus amigos participantes, que a partir de amanhã começarão aparecer por aqui com suas lindas contribuições.

Por isso AGUARDEM mais amanhã!!!!!!!!!!!

Para estrear a SFA 2014 deixo um vídeo em tributo ao nosso BICAMPEÃO DO MUNDO!!!!!!

**

E desde já agradeço a audiência de vocês!

E por favor COMENTEM!!!!!

Bjus, Tati

Aposta errada

Jenson Button, décimo: “Estou contente que tenha sido uma corrida empolgante para os fãs, mas foi uma tarde difícil para nós. Não tomamos as decisões corretas hoje. As primeiras voltas, na chuva, foram ótimas: subi para quinto, mas fomos ladeira abaixo a partir dali. Com a pista secando, pensamos que iria chover novamente. Infelizmente, contudo, fomos os únicos que pensaram isso”.

Fonte: Grande Prêmio

Apostaram na volta da chuva e não deu certo. Pena. Teria tido um resultado beeeem melhor que um pontinho mirrado de décimo lugar. Ainda mais no dia em que Jenson lembra o aniversário do pai. 

By Lu

Ups and downs

"That was a disappointing afternoon. A few things didn't work out for me and it was a very up and down race. In the beginning it was all under control. Unfortunately the safety car cost me the lead, because I just missed the pit entry and then I couldn't pit. I also had some braking issues after the safety car went in and a difficult period of time with handling this, which cost me some positions. Then I was able to push a lot. I had a great last stint and at the end there was one chance to overtake Lewis in the last lap, but it didn't work out. So that is massively disappointing. We need to sit down and analyse internally what went wrong today. I'm still leading the championship, which is a positive thing, and I'll be ready to attack again after the summer break."

Um SC no momento errado e tudo mudou. Se Ericsson não tivesse batido a corrida teria sido outra e Nico, provavelmente, teria tido um resultado melhor ou pelo menos uma vida mais fácil na Hungria. Não, não estou culpando as estrelas e nem o Ericsson é só uma constatação de como tudo pode mudar em segundos ou menos. Às vezes brincam e perguntam se Nico já sabe onde vai comemorar o título, mas isso é besteira. Haverá luta até a ultima volta, até a última curva. É um campeonato de "ups and downs" mesmo. 

By lu

Kimi by Ludy - Hungary - Day 4


 Beijinhos, Ludy

Lema do Dia: Indomitable will


"Strength does not come from physical capacity. It comes from an indomitable will."
Mahatma Gandhi 

Bjus, Tati

Merecimento

Raikkonen: I deserved better this weekend

ESPN Staff July 27, 2014

Kimi Raikkonen says he cannot take a great deal of satisfaction from his best result of the season as he was left wondering what might have been in Hungary. 

Ferrari's decision to keep Raikkonen in the garage in the closing stages of Q1 meant he was knocked out of the session and started 17th, though he fought his way back to sixth by the end of Sunday's race. Raikkonen knows that decision meant a better finish was always going to be an uphill battle but finds it frustrating nonetheless. 

Asked how he felt about the result, Raikkonen said: "Sixth doesn't really give me anything. I think we deserved a bit more, but not after yesterday. I'm here to try and win races, OK it's some good points but it's nowhere near where we want. The car has been feeling pretty OK all weekend but it was a hard race to make any better result from where we started." 

After the struggles he has endured this season Raikkonen says he enjoyed racing a lot more than he has done previously. 

"It was more fun, for sure. The car was also feeling a bit better so it makes life a bit easier and means you can enjoy it more. It was a fun race. Difficult, but fun. However the big picture does not change from one result. It's welcome to get some points and a bit better result but it doesn't change the fact that we could have scored much better points in some of our races, but always something happens. I'm happy for it but its disappointing overall how things went and we have to make sure we don't make those things [happen again]. There were some signs of improvements and the car is a lot better than at the start of the year but that's normal." 

Raikkonen spent much of the closing stages within striking distance of Felipe Massa but he was unable to get past. 

"After yesterday's mistakes, problems, at this kind of place it is still hard to pass and we are lacking straight-line speed a bit. I had difficulties getting past a Sauber at the start of the race even with DRS. It was a bit tricky but we managed to gain places. It's hard, we were faster than the Williams but we couldn't get past it and following it for so many laps takes a lot out of the tyres. I had a few times where I got close but it was impossible." 

Read more at http://en.espnf1.com/hungary/motorsport/story/169749.html#8pLI7twTGkE5mW6p.99

O Iceman tem toda razão, nesta prova ele (não nós como Kimi diz no texto) merecia muito mais. Exatamente como eu pensei esta semana com os meu botões, resultado bom na ferrari Kimi conseguiria por si só, jamais porque teve apoio de sua equipe.

Então você percebe o pesadelo em que se encontra, pois quando uma corrida acaba e você percebe que ficou satisfeita porque o seu piloto terminou em sexto, eu disse sexto lugar, claramente significa que há algo de errado.

Quando o piloto pelo qual você torce é campeão do mundo, sexto lugar não é bom resultado, é péssimo. Mas daí, você faz uma análise do mundial e percebe que este bendito sexto lugar foi a melhor posição que ele, seu piloto, conseguiu até agora.

E daí você para e pensa: "até quando vou ter que acordar para ver Kimi ser sujeitado a isto?!". Eu não nego que até pouco tempo atrás, para ser mais precisa, até o GP da Inglaterra, estava muito irritada com Räikkönen e algumas de suas atuações fraquíssimas. Mas sabe quando até as forças para se irritar simplesmente desaparecem? Pois é...

Não estou mais irritada e especialmente depois de hoje, porque hoje, finalmente Kimi pode ser um pouquinho competitivo, pode finalmente tentar competir, embora tenha ficado claro, especialmente na briga com Felipe, que na F1 atual, carro ruim com piloto campeão não tem chance contra carro bom com piloto mediano.

Kimi tentou contra Massa, mas aquele lixo vermelho que ele pilota não deu a ele condições de ultrapassar Felipe, que só terminou na frente do Iceman porque sua Williams (para sorte dele) tem o melhor motor do mundial.

Porém, mais triste do que ter que se conformar com o sexto lugar é olhar a tabela de classificação do mundial e ver a diferença abismal entre Kimi e seu companheiro de equipe. Pior ainda, você tem certeza absoluta de que estes números que o separam não são nem de longe a tradução real da diferença entre eles, mas que no futuro isto não vai importar, porque todos vão se lembrar que foi Kimi o derrotado. E o que vai sobrar serão os adjetivos de humilhação.

Para finalizar, a esta altura do campeonato nem pensar que a próxima etapa será em Spa me anima. Não adianta ter esperanças de nada, não na ferrari. Digo e repito, Räikkönen cometeu o maior ao voltar para Maranello, acabou com sua carreira e infelizmente, a nós fãs, só resta rezar para que este pesadelo se encerre logo.

Beijinhos, Ludy

Sétimo

Sétimo, Vettel resume GP da Hungria marcado por erro e azar em entrada do safety-car: “Não foi uma grande corrida”

Sebastian Vettel estava em terceiro nas voltas iniciais, mas se viu no lugar errado na hora errada no momento em que o safety-car foi acionado após a batida de Marcus Ericsson. Dali em diante, tudo deu errado para o tetracampeão

Sebastian Vettel foi lacônico ao definir o GP da Hungria: “Não foi uma grande corrida.” Para ele, não foi mesmo.

Segundo no grid, perdeu a posição na largada para Valtteri Bottas e acabou se dando muito mal quando o safety-car entrou na pista após o acidente de Marcus Ericsson. Depois, ainda rodou e se viu com o carro no modo errado em uma relargada, o que custou mais posições. Cruzou a linha de chegada em sétimo.

A rodada de Vettel aconteceu pouco antes da metade da prova, depois do acidente de Sergio Pérez, na entrada da reta dos boxes. E, numa demonstração de habilidade — e com uma dose de sorte —, conseguiu evitar a batida em alta velocidade no muro.

“Eu rodei, o que foi um erro meu, e antes disso eu tive azar com o safety-car no primeiro stint. O timing significou que os quatro primeiros perderam posições para aqueles que estavam atrás. Infelizmente, ainda ficamos no modo errado para a relargada e perdemos posições”, disse. 

No final, parabenizou o colega Daniel Ricciardo pela segunda vitória na temporada. “É bom que Daniel tenha vencido hoje, estou feliz por ele”, falou. 

Vettel está em sexto no Mundial de Pilotos após a primeira metade do campeonato com 88 pontos, 43 a menos que Ricciardo, o terceiro. A F1 volta a se reunir apenas no fim de agosto. O GP da Bélgica acontecerá no dia 24 no lendário circuito de Spa-Francorchamps. 

Fonte: Grande Prêmio

Foi uma corrida de altos e baixos para Sebastian. No final, acho que por conta da rodada que ele teve, a posição em que terminou acabou sendo melhor do que nada.

Beijinhos, Ludy

Ricciardo vence na Hungria

Ricciardo venceu a segunda corrida da vida na Hungria. O homem de todos os dentes lutou pela vitória e ele, Hamilton e Alonso tem que agradecer a Marcus Ericsson, da Catherhan, pela corrida. Sem o primeiro SC provocado por ele no início da prova no momento certo para esses três a história teria sido outra. Quem ditou o rumo da prova não completou a  corrida.  Nico conquistou o quarto lugar e mantém a liderança 202 a 191 pontos. Esse campeonato não vai ser de lavada seja para quem for. 

A corrida que tinha tudo para ser de um jeito, mudou completamente.

A corrida começou com pneus intermediários  e pista úmida na Hungria. Todos esses anos treinando largada renderam para Nico uma bom habilidade. Largando bem, o alemão manteve a ponta  ao se defender de Bottas e Vettel nas primeiras curvas. O finlandês da Williams ganhou a posição do alemão da Red Bull.

Hamilton, que largou dos boxes,  cometeu aslguns erros na tentativa de recuperar o prejuízo. Chegou a bater de leve no guard rail danificando uma pontinha de asa. Um clima de tensão se ele tinha ou não avariado seriamente o carro.

Tudo se  encaminhava para uma Hungria calma e chata com Nico lá na frente abrindo uma farta diferença de Hamilton. Tudo parecia assim e nem mesmo ameaça de chuva parecia preocupar o alemão estrelado. Assim foi até Ericson estampar o carro em uma barreira de pneus, SC na pista e os cinco primeiros já tinham passado da entrada do box para aproveitar e fazer o pit logo. Assim, os que vinham atrás foram beneficiados parando antes de todo mundo e trocando os pneus intermediários por de pista seca.

Antes que se pensasse  em tirar o SC da pista, Grosjean deu uma panca também garantindo mais uma voltas do Mercedão e da fila indiana de F1 na pista.  Quando finalmente os destroços de carro foram retirados e a turma foi  liberada para acelerar, Nico que era o primeiro aparecia em quinto tendo entre ele e Hamilton só o Vettel. E Jenson sentiu o gostinho de liderar a prova por algumas voltas.

Falando em liderar por algumas voltas, quando Jenson foi para os boxes quem aproveitou a oportunidade foi Alonso, que há muito não sabia o que era isso. Enquanto o espanhol  se acomodava na primeira posição, um pouco atrás a briga ia meio pesada entre as Mercedes e Vettel. Nico torcendo pela Red Bull e Hamilton assediando o alemão taurino de todo o jeito para diminuir a diferença de pontos e poder lutar mano a mano com Nico.

Corrida animada até que Perez foi o responsável por um novo SC, após bater de frente no muro da reta dos box. O mexicano saiu tonto do carro e teve sorte de não bater com o bico do carro primeiro. Poderia ter machucado os pés se fosse de pontinha.  Nem 27 voltas completadas e mais um SC e todo mundo embolado novamente.

A partir daí, lutas  em todos os pontos. A Mclaren errou a estratégia apostando na volta da chuva, que não veio, e derrubou Jenson lá para o final da tabela. Vettel teve a maior sorte do mundo quando rodou na reta dos box e não bateu no muro por um fio de cabelo, enquanto Nico fazia um pit-stop um pouco mais demorado. Custou caro aquela ajeitadinha de asa. O piloto que estava a frente do Hamilton, teve que correr atrás do  inglês na metade final da corrida.

Com um pit a mais que Hamilton para fazer, a equipe sugeriu que Hamilton deixasse o alemão passar para ganhar tempo. O inglês fez ouvidos de mercador e nem aí. Nico "mimimizou", reclamou e não passou. Fez um novo pit e nas ultimas 16 voltas precisou ultrapassar muito para conseguir diminuir ao máximo o prejuízo.

Mais na frente, Ricciardo e Alonso alternaram a liderança da prova com Hamilton no cangote no final da prova. Alonso sem pneus teve que usar de toda a sua habilidade para segurar Hamilton - com pneus nada santos também.  Isso até Ricciardo chegar na briga e passar os dois, um na sequencia do outro. A partir daí, foi só correr para a vitória.

Na disputa pelas ultimas duas posições pelo pódio, Alonso e Hamilton brigaram até que Nico conseguiu tirar 14 segundos em pouco mais de 5 voltas e chegar na briga. Não conseguiram se ultrapassar, mas garantiram emoção nas ultimas voltas. Quase sem pneu Alonso manteve a segunda posição (estava seco por uma champs rsrsr) com Hamiltom em terceiro e Nico, em quarto minimizando  o prejuízo e mantendo a liderança do campeonato.

Em prova que todos os Otetes pontuaram, Kimi terminou em sexto, Vettel em sétimo e Jenson em oitavo. Agora, aquela parada para as férias e o retorno em Spa. 

By Lu

26 de julho de 2014

Phillip Morris Photoshoot

http://994527.tumblr.com/
http://994527.tumblr.com/
http://994527.tumblr.com/
http://994527.tumblr.com/
http://994527.tumblr.com/
Lindas fotos!!!!!!! Lindas...

Bjuss, Tati

Lema do Dia: Be better

Peço desculpas pela ausência de posts do Lema do Dia nos últimos GPs, mas por conta da viagem, ficou inviável! ; ))



"I don't believe you have to be better than everybody else. I believe you have to be better than you ever thought you could be."
Ken Venturi

É isso que Alonso tem feito, all over, and over, and over again!

Bjuss, Tati

Kimi by Ludy - Hungary - Day 3


 Beijinhos, Ludy