21 de janeiro de 2017

20 de janeiro de 2017

Fernando Alonso subirá a la Peña Ubiña con Jesús Calleja en 'Planeta Calleja'

Fernando Alonso subirá a la Peña Ubiña con Jesús Calleja en 'Planeta Calleja'

Escasean sus apariciones en televisión, pero en esta ocasión no ha podido resistirse. El honor de su tierra está en juego y más si el reto se lo lanza un leonés. El doble campeón de Fórmula 1, Fernando Alonso, se convertirá en el próximo invitado de 'Planeta Calleja' para descubrir qué hay detrás de la mítica rivalidad entre babayos y cazurros. Una aventura por Asturias y León que terminará en uno de los picos que hace frontera entre las dos comunidades: Peña Ubiña.

Jesús planteará a Fernando un gran reto en un deporte que no es su especialidad. Alonso corre a diario, practica ciclismo, fútbol, golf... además de pilotar coches. Parece que nada se le resiste, pero ¿conseguirá subir con Jesús a uno de los picos más emblemáticos del noroeste español? Juntos intentarán el ascenso a Peña Ubiña, una de las cumbres más queridas por los montañeros que, además, es la frontera natural entre Asturias y León.

Fernando y Jesús, por separado, han recorrido medio mundo. En 'Planeta Calleja' jugarán en casa, en Asturias y León, defendiendo cada uno lo suyo, como grandes exponentes del babayo asturiano y el cazurro leonés. Tendrán la oportunidad de compartir momentos con los habitantes de Quirós, un concejo asturiano que hace frontera con León y cuyos habitantes han estado ligados con sus vecinos del sur durante siglos.


Jesús Calleja también quiere conocer al verdadero Fernando Alonso, más allá de las polémicas. El niño que empezó a pilotar karts con sólo 3 años es ahora uno de los deportistas más reconocidos del mundo pero también una persona que presume de sinceridad y de decir siempre lo que piensa. Jesús entrará en su vida y no dudará en preguntarle por todo aquello que sus seguidores quieren saber de él... incluso si piensa retirarse o no de la Fórmula 1.
(fonte: formulaTV.com)

***

Parece que Alonso vai participar de um "reality" de aventura... tô curiosa para ver isso!

Bjuss, Tati

Alonso, 66 e 65

Alonso, 66

Alonso, 65
Bjus, Tati

ROC 2017: Miami - Practice Day

Como todos já sabem, amanhã e domingo acontece em Miami a edição de 2017 da Race of Champions, mais conhecida por todos como ROC.

Então vou tentar fazer uma cobertura bacana para vocês porque teremos quatro octetes (JB, DC, Montoya e Vettel) participando desta já tradicional brincadeira do automobilismo mundial.

Hoje foi dia de treinos, reconhecimento de pista e coletiva dos pilotos. #confiram
Uma foto publicada por raceofchampions (@raceofchampions) em
Uma foto publicada por raceofchampions (@raceofchampions) em

Uma foto publicada por raceofchampions (@raceofchampions) em



Um vídeo publicado por raceofchampions (@raceofchampions) em

Beijinhos, Ludy

Kart com Kimi e Grönholm

E o Iceman segue curtindo as férias em sua terra natal.

Na foto abaixo ele está com o bicampeão mundial de rali e também finlandês Marcus Grönholm, que o recebeu na abertura dos trabalhos na pista de kart. 

E o Iceman fez a volta mais rápida. #vroomvroom


Beijinhos, Ludy

Hockey com os amigos

Aproveitando a estada na Finlândia, Kimi saiu para jogar uma partidinha básica de ice-hockey com os amigos.

Uma foto publicada por Henri (@karjulahenri) em

Beijinhos, Ludy

19 de janeiro de 2017

Hoje é dia de Jenson Button!


AêêÊÊEÊêÊÊ!!!!!!! 💖💖💖

Happy Birthday JB!!!!!!!!!!!!!!!!!!! #saudades

Bjus, Tati

18 de janeiro de 2017

Kimi, o Embaixador do Esporte finlandês

Ainda sobre ontem, o site da Ferrari publicou uma nota a respeito do prêmio que Kimi recebeu em Helsinque e que veio do governo finlandês, entregue pelo primeiro-ministro Juha Sipila.

Esta foi a primeira vez na história que o governo da terra do Iceman nomeou um Embaixador do Esporte. #quelindo #estouorgulhosa #elemerecemuito

Veio em um ano especial para o Iceman, quando ele completará 10 anos de seu único título mundial na F1 (em novembro) e também quando a Finlândia celebrará seu centenário de independência, em dezembro.

Finnish Prime Minister honours Raikkonen in Helsinki: “Thanks to my family and the Team”

The Finnish government has never before appointed anyone as an Ambassador for Sport, but it did so at a Sport Gala, held in Helsinki on Tuesday 17 January. The recipient was none other than Kimi Raikkonen, who received the honour from Prime Minister Juha Sipila. Kimi’s presence at the gala had been kept secret right up until the last moment. “I’m not that used to making formal speeches,” said Raikkonen. “But I would like to wish all the best to the winners in every category, as well as those who missed out on the prizes this year. I would stress how important it has been in my case to have the support of my family and help from trustworthy colleagues and the people within the Ferrari Team, with whom I have worked for so many years now.” In 2017, Finland celebrates the centenary of its independence.

Fonte: formula1.ferrari.com

Beijinhos, Ludy

Alonso, 67


😍😍😍😍😍

Bjus, Tati

Drops F1 ladies - É do Brasil il il il!!!!

Bom, vocês já devem prever que minha vida neste blog, agora, tomará o rumo das ladies (Deus me abençoe porque a qualidade delas anda no magma terrestre de tão baixa) já que agora eu sou aposentada. Sim! Aposentada e fofoqueira da janela! Meta de vida! Tks, Nico.

Bem, e não é que 2017 começa com boatos nesse nível? Podemos ter uma lady brasileira nos braços do muso (ha-ha-ha) Hamilton? 

Faz uns dias que vejo sobre isso, mas agora consegui postar...

Hamilton no Bang da Anitta e já falam que é peguete desde novembro. Será que chegou na época de férias e mandou aquela msg "oi, sumida!" ???

Bem, tem foto que mostra os dois brincando de quadriciclo no México. É o que temos de concreto. o resto fica por conta da nossa mente maldozinha que já não ia para o céu mesmo. 


 By Lu

17 de janeiro de 2017

Alonso, 68


Bjuss, Tati

Kimi recebeu prêmio na Finlândia

Kimi recebeu hoje um troféu especial como embaixador do esporte na Finlândia no evento Finnish Sports Gala.

Teve discurso para uma plateia com presença que tinha até Heikki Kovalainen, que eu não via há tempos.

Deixo fotos e se quiserem se arriscar em ver o vídeo, ele segue abaixo, porque entender finlandês é outra história. hahaha...


Mas segue o agradecimento dele em inglês: "I want to congratulate all who got awarded today and all who didn't. This is a great honor to get awarded. For whole my career I've had the pleasure of working with good people and good teams. Right now I'm working in one of the world's best companies (Ferrari) and teams. The biggest thing for me (in my life) has been the ability to do all the thing my way. Sometimes there have been some mishaps. But all and all I've believed in my own thing and did just that. You don't always have to do things like your neighbour does them. Sometimes doing things your own way gets you success." (via instagram do @kimiraikkonenteam )



Twitter via @miezicat1 @FansOfKR @iceman7news

Barriguinha da Minttu está discreta, mas logo logo teremos mais um Räikkönen no mundo. #quefofo

Beijinhos, Ludy

Primeiro live do ano de Nico

Ontem, a Mercedes confirmou que Nico não foi totalmente desligado da empresa (ufa! Ainda tem salário! Estava preocupada com os carnês!). Ele será um embaixador da marca estrelada e continuará indo a eventos e todas essas coisas. Se vai nas corridas não sabemos, mas eventinho e presença vip é com ele.
Bem, há pouco ele fez o primeiro live do ano no FB e caiu uma lágrima aqui... Acordei das sensíveis hoje.  Ele está em uma evento da IWC, aquela marca cara de relógios em Genebra.

Além de falar sobre o evento, ele comentou o anuncio do Bottas e disse que não vai sumir das redes sociais - senti um quentinho no heart nesse momento.

Dá play e veja por si mesmo  o live quentinho:

·
Live from Geneva in my new role for the team at the watch event IWC Schaffhausen
-2:05
 
by Lu

16 de janeiro de 2017

2017 - Villeneuve: Schumacher legacy 'hard' for Mick

Jacques não poderia ter sido mais perfeito em tudo o que falou sobre a chegada de Mick à F1, um dia. Porque é óbvio que vai acontecer né?

Concordo totalmente com todos os pontos que ele falou, a pressão que vai ter que suportar por ser filho de quem é, o assédio da mídia, dos fãs, as redes sociais, enfim, comentário perfeito.

Villeneuve pode não ter sido filho de um multicampeão com milhões de recordes, mas ele é filho do maior ídolo que a Ferrari já teve, porque sim, Gilles mesmo sem título algum e com apenas seis vitórias na carreira foi um ídolo como poucos dentro da Scuderia. E se Jacques sofreu comparações, imaginem Mick? Então o canadense sabe do que fala.


Beijinhos, Ludy

Alonso, 69


Bjuss, Tati

O dia é: 24.02.2017


Marquem na agenda!!!

Bjuss, Tati

Deu Bottas

Ninguém mexeu esse mercado como Nico. Com a saída de Nico - dizem que só usa o carro agora se for para ir no mercado e a compra for grande - até Massa saiu da aposentadoria que durou menos que férias.

Bottas foi anunciado na Mercedes e eu não lembro bem como ele é, mas espero que seja bem metido e esquentadinho. Só isso. 


Muitos milhões na conta do finlandês...

Ah!Olha a curiosidade:  Mercedes só vai buscar na Williams? Nico veio de lá também, lembram? 

By Lu

15 de janeiro de 2017

Alonso, 70


Bjus, Tati

2017 - No Stroll for new boy Lance

Ontem durante o Autosport International 2017, Jacques em entrevista a SkySports, deu sua opinião sobre a quase já definida volta de Felipe Massa à Williams, a ida quase definida de Valtteri Bottas para Mercedes, além de como Lewis poderá reagir e também a chegada de Lance Stroll na equipe de Grove.


Adoro que Jacques não fica cheio de dedos e chama Bottas de piloto de Toto Wolff... hahaha

Beijinhos, Ludy

Erro da F1

Villeneuve: F1 errou quando começou a ouvir os fãs

Campeão de 1997 acredita que categoria tomou o caminho errado quando começou a dar mais atenção aos torcedores na tentativa de melhorar o show 

Jacques Villeneuve foi árduo crítico do sistema DRS, introduzido em 2011 como uma maneira de promover mais ultrapassagens. Ele sente que isso também prejudicou o show, dizendo que o dispositivo faz com que um piloto não fique atrás de um rival, tentando descobrir como encontrar uma maneira de ultrapassá-lo.

"A F1 errou quando começou a ouvir os fãs, porque eles reclamavam que não havia ultrapassagens", disse Villeneuve no palco do Autosport International.

"Ao ouvir isso, o que a F1 fez? Colocou o DRS. Porque dessa forma teríamos uma centena de ultrapassagens em uma corrida. Mas me lembre aqui uma ultrapassagem marcante desde o início do DRS. Você não consegue, porque você não vê o trabalho do piloto."

"Em uma corrida de moto, um piloto leva 10 voltas para ultrapassar o outro. Mas nestas 10 voltas você vê o trabalho dele. Quando a ultrapassagem acontece, wow!"

"Agora você pressiona um botão, ultrapassa e é isso aí."

Ele acrescentou: "Você quer ver uma grande competição. Você quer que os boxeadores realmente machuquem uns aos outros para saber quem é o mais forte." 

"Você não quer que eles tenham luvas maiores para que não se machuquem. Isso é um pouco do que o DRS é: não vamos correr o risco, vamos pressionar um botão. É como ultrapassar em uma estrada." "Você consegue várias ultrapassagens, mas é chato. Então, isso derrota o propósito de sua existência." 

F1 mais rápida e muito cara

Villeneuve também lamentou o fato de que a F1 perdeu sua qualidade "louca", criticando o fato de que os pilotos foram forçados a rodar muito abaixo do limite devido à natureza dos pneus. 

"A F1 sempre foi extrema, chegando aos limites", disse o canadense. "E supostamente sendo muito rápida, muito cara e louca. Isso não é o que temos." 

"Você vê os pilotos saindo do carro sem suar, porque eles massagearam o carro por toda a corrida."

Fonte: br.motorsport.com

Assim, eu não discordo de Jacques com relação ao DRS, acho uma porcaria e é para enganar os leigos, aqueles que nunca veem uma corrida de F1 e quando assistem ficam: "uau!! quantas ultrapassagens!!". Mas ele não precisava ter colocado a culpa na gente né?! hahaha... Jacques sendo Jacques...

Beijinhos, Ludy

12 de janeiro de 2017

There is only one... Fernando Alonso

Clique na imagem para ler a matéria

AMEIIIIIII!!!!!

Bon Jovi e Pizza?!!!???? Aiiiii... tem como não amar o Alonso, gente?!

Bjuss, Tati

Alonso, 73


Bjuss, Tati

Bwoah!!!

Muito bom!!!! hahahaha


Beijinhos, Ludy

Zoom 2017: Jenson e Kimi

A quinta edição do evento beneficente Zoom acontecerá no dia 3 de fevereiro em Londres e desta vez vai ajudar o Starlight, uma instituição de caridade inglesa que leva entretenimento aos hospitais e casas de repouso em todo Reino Unido.

Das fotos tiradas por octetes, tenho duas para compartilhar, a primeira de Kimi, tirada durante o último GP de Abu Dhabi e a segunda tirada por nosso JB, quando esteve passando por Bali, em setembro passado.

Via @ZoomAuction


Para ver as fotos de outros pilotos e pessoas do meio da F1, cliquem aqui.

Assim que as fotografias dos nossos outros octetes forem divulgadas, compartilharei com vocês.

Beijinhos, Ludy

11 de janeiro de 2017

Alonso, 74


Bjuss, Tati

O que foi desta vez?

Chefão da Mercedes revela o que pensou ao ver ligação que contaria aposentadoria de Rosberg: “Lewis, de novo, não...”

A decisão de Nico Rosberg se aposentar da F1 apenas cinco dias depois de conquistar o título chocou o mundo do esporte a motor e pegou de surpresa a Mercedes. Só que a notícia chegou de maneiras diferentes aos chefes da marca alemã. Enquanto Toto Wolff foi comunicado pelo próprio piloto, outro importante nome da cúpula da montadora também recebeu uma ligação do austríaco, porém a primeira coisa que passou por sua cabeça não foi nada com relação a Rosberg, mas, sim, com Lewis Hamilton.

Dieter Zetsche, chefão da Mercedes, estava saindo do banho quando percebeu que Wolff estava ao telefone. "Eu estava saindo do chuveiro sem roupa - como normalmente eu faço quando saio do banho. E meu celular estava tocando sem parar", contou o executivo em entrevista à revista 'Autocar'.

"E eu vi que era Toto e logo eu pensei: 'Ah não, Lewis de novo, não. Achei que era algo com Lewis. Mas então veio a notícia. E eu tenho de dizer que não esperava nada disso", completou.

O dirigente admitiu ainda que a decisão tomada por Rosberg frustrou os planos da fabricante para 2017, porque excluiu o luxo de ter dois campeões mundiais defendendo a marca da estrela de três pontas. Ainda assim, Zetsche reiterou o respeito pelo desejo que o alemão manifestou de parar e deixar o esporte.

"Eu respeito a decisão dele", afirmou. "Quero dizer, obviamente, um diz sempre que quer mais e mais, que quer quebrar recordes e fazer história, enquanto o outro diz que tudo está bem agora, que finalmente conseguiu o sonho de uma vida. Ambas são visões legítimas e temos de respeitá-las", emendou.

"É claro que tudo seria mais fácil e mais agradável para nós se tivéssemos dois campeões do mundo em nossa equipe para essa temporada, mas isso faz parte do jogo e agora precisamos de um novo piloto. É assim que as coisas são. Então, não ficou ofendido ou totalmente decepcionado. Apenas respeito a decisão dele", encerrou o executivo.

A Mercedes ainda não confirmou quem vai alinhar ao lado de Lewis Hamilton, mas tudo indica que seja mesmo o finlandês Valtteri Bottas. O acordo ainda deve promover a volta de Felipe Massa à Williams, como noticiado pelo GRANDE PRÊMIO no mês passado.

Fonte: Grande Prêmio

Notem a fama do Lewis na empresa... (pausa para os risinhos nervosos e maldosos) 
 
O tio do bigodinho com toda a certeza do mundo não curte o lifestyle do Lewis, mas prima pela eficiência, atura o inglês por conta dos resultados.

Gostei muito foi do comentário dele sobre a decisão do Nico e o respeito por ela.

By Lu

Os pneus de 2017

Pirelli revela que pneus para temporada 2017 apresentam baixo desgaste e tendência a 'resfriamento' rápido

Mario Isola, diretor da Pirelli para a F1, afirmou que os novos pneus de 2017 apresentaram uma baixa degradação e que o objetivo de um gerenciamento melhor do desgaste foi atingido. O dirigente, entretanto, se manteve cético quanto aos ganhos de performance

Depois de uma análise inicial, a Pirelli concluiu que os novos pneus para a temporada 2017 vão apresentar uma "degradação muito baixa". Como parte das grandes mudanças técnicas da F1 neste ano, os pneus também sofreram alterações e serão maiores. Além disso, os novos compostos desenvolvidos pela fornecedora italiana visam ainda reduzir a necessidade de um gerenciamento do desgaste ao longo das corridas, além de um controle melhor das temperaturas.

A Pirelli realizou 24 dias de testes durante o ano passado, utilizando carros de 2015, adaptados aos novos níveis de downforce. A Mercedes, a Red Bull e a Ferrari foram as equipes que participaram das atividades. Após os trabalhos, a fabricante se mostrou satisfeita e espera que os novos pneus não apresentem também nenhuma queda de rendimento.

"São compostos completamente novos", afirmou Mario Isola, diretor da Pirelli para a F1, em declaração ao site norte-americano 'Motorsport.com'. "Nós vimos que a degradação foi muito baixa, mas essas simulações são uma coisa. Haverá uma janela de desempenho completamente diferente que as equipes vão atingir na segunda metade da temporada, especialmente em pistas com temperaturas mais altas", completou.

Além dos estudos quanto ao desgaste, a Pirelli acredita que também conseguiu atender aos pedidos dos pilotos com relação ao controle das temperaturas dos pneus - os competidores queriam uma solução para tornar mais fácil o gerencimento e evitar o superaquecimento. "Em poucas ocasiões, nós notamos algum superaquecimento, mas rapidamente percebemos que voltou ao valor normal." 

"Os pilotos fizeram pedidos específicos sobre isso para nós, porque eles sentiam que, em uma perda de downforce quando seguiam de perto outro carro, surgia esse superaquecimento dos pneus e o controle era difícil. O nosso objetivo é que o pneu retorne às condições normais em um período curto de tempo, o que deve ajudar a melhorar a aderência", acrescentou.

"Nos testes, nós vimos que essa meta foi atingida, mas precisamos ver isso acontece também nos carros reais, então teremos de esperar um pouco pelas primeiras corridas", emendou Isola. 

O dirigente, entretanto, ainda admitiu que os dados recolhidos dos carros de 2015 podem ser enganadores porque "faltava um pouco de desempenho". As simulações feitas no circuito de Barcelona, tradicional palco de testes da F1, sugerem que a performance dos carros deve mesmo dar um grande salto.

"Embora os carros modificados visassem simular os níveis de downforce, nós ainda vimos o verdadeiro desempenho dos carros de 2017. Só vimos às simulações enviadas pelas equipes, com base em padrões com os novos carros. Mas isso ainda nos deixa com alguns pontos de interrogação", encerrou. 

Fonte: Grande Prêmio

Como diz Kimi, teremos que esperar para ver.

Beijinhos, Ludy