30 de outubro de 2014

Special teachers


Austin, 30 October- Hardly surprising that Scuderia Ferrari drivers, Fernando Alonso and Kimi Raikkonen, were given an enthusiastic welcome by the young students that Shell invited along to a service station on Ben White Boulevard, a few miles from the Circuit of Americas, which hosts this weekend’s United States Grand Prix.The meeting took place as part of the Shell Eco Marathon project, whose main objective is to seek out alternative and renewable energy sources that can be used to reduce fuel consumption. In addition, the project is a useful training tool for the students who have to build a concept car that makes the most of aerodynamics and materials, so as to reduce the impact on the environment. Both Ferrari drivers took a turn at the wheel of two concept cars on a track laid out around the service station. Before getting in the cars, Fernando and Kimi spoke with the youngsters to learn more about these special cars and took tips relating to the best driving style to adopt to get the highest level of efficiency out of them, in terms of fuel consumption. After driving the cars, the two drivers met some Shell guests and the technical staff that follow the cars on the Eco Marathon. It was a day the talented American youngsters will no doubt remember for a long time.

See more at: http://formula1.ferrari.com/news/special-teachers#sthash.HYfvgiZw.dpuf

Beijinhos, Ludy

Kimi by Ludy - USA - Day 1


 Beijinhos, Ludy

100% confiante

Räikkönen nega rumores de carro da Ferrari ainda pior em 2015 e garante: “Tenho 100% de confiança no meu time”

Kimi Räikkönen afirmou que a Ferrari está conseguindo desenvolver o modelo da temporada 2015, ao contrário do que havia dito a revista 'Autosprint'. Questionado se teria tomado a decisão errada ao voltar para a Ferrari, o finlandês garantiu que não

A temporada 2014 da Ferrari segue cheia de problemas. E, segundo a revista italiana ‘Autosprint’, o início de desenvolvimento do carro do ano que vem não é dos mais animadores, com o modelo se mostrando mais lento que o atual. Contudo, Kimi Räikkönen negou as informações da publicação e garantiu que confia plenamente no time e no aprendizado tirado da atual temporada.

O finlandês garantiu que acredita no trabalho de todos do time e que as informações são infundadas.

“A F1 é cheia de rumores, mas eu tenho 100% de confiança no meu time, nas pessoas que estão fazendo este carro, nos mecânicos. As pessoas sempre falam, mas não são elas que estão ali na produção", disse. 

O campeão mundial de 2007 admitiu não saber o tamanho da evolução para o próximo ano, mas vê a Ferrari brigando por posições melhores. 

“Tenho certeza que vamos ter um bom pacote. Se será bom o suficiente? Só o tempo dirá, mas ainda há muito trabalho pela frente. Aprendemos muito com este ano, claro que não esperamos sobrar em relação aos rivais, mas sei que vamos dar um salto de qualidade, brigar bem e melhorar algumas coisas”, declarou. 

Indagado se teria feito a escolha errada ao retornar para o time de Maranello, Räikkönen disse que não. 

“Com certeza eu tomei a decisão correta. Obviamente não tive os resultados que eu queria, nem que o time queria. Mas as coisas são assim. Melhoramos em relação ao início, claro que já tivemos momentos melhores, mas algumas coisas são complicadas de serem ajustadas”, falou. 

O experiente finlandês explicou que os problemas na Ferrari foram se somando e tornando a evolução do carro de 2014 cada vez mais complicada. 

“Você começa com um pequeno problema. Aí vem outro pequeno problema. No fim, o preço pago por isto fica muito alto. Mas eu estou feliz na Ferrari”, completou. 

Räikkönen tem apenas o 12º lugar no Mundial de Pilotos com 47 pontos. Companheiro de equipe do finlandês, Fernando Alonso é o sexto com 141. 

Fonte: Grande Prêmio

Prometi para mim mesma que não vou mais analisar a ferrari, nem nada que ela faça ou que ela deixe de fazer. Assim já me preparo para 2015, depois do inferno vermelho que foi 2014.

Vou me ater a Kimi. Pronto, assim fica menos complicado.

Não tenho esperanças para nada de bom vindo do time de Maranello. Esta equipe é fim de carreira, então, para não desistir, focarei apenas em Räikkönen. O que tenho de confiança e esperança será somente dele e para ele.

Beijinhos, Ludy

Kimi admite estar ficando louco! rsrsrs...

Fonte: MTV.fi

Há uns 10 dias o piloto brasileiro Felipe Massa afirmou com muita propriedade (bom, no caso dele é realmente verdade...) que Kimi está sendo derrotado por Fernando Alonso na Ferrari durante esta temporada porque o espanhol fez "Kimi perder a cabeça e que o psicológico do finlandês está abalado."

Na época eu fiz este post, para quem não leu.

E hoje, em entrevista ao site finlandês MTV Kimi respondeu à análise de suas condições mentais por parte do brasileiro: "É, eu acho que estou mesmo perdendo a cabeça e enlouquecendo".


Momento da Ludy para enlouquecer também (sou fã dele, afinal...rsrsrs) depois da MARAVILHOSA resposta de Kimi Matias Räikkönen.


E Kimi continuou: "Ele pode falar o que quiser. A verdade é que tem sido um ano difícil e isto acontece às vezes".

Como eu disse várias vezes aqui neste blog, e inclusive no post em que Felipe campeão-mundial-de-F1-de-2008-por-30-segundos Massa afirmou categoricamente que Kimi perdeu porque é fraco psicologicamente, eu repito: Não há ninguém neste grid atual da F1 mais confiante em si mesmo do que Kimi. 

Ele não se importa com quem é seu companheiro de equipe não por menosprezo (ele respeita todos os seu colegas e se perguntarem, os caras vão confirmar, Kimi não é uma pessoa injusta). Quando ele diz que não se importa com quem pilota ao seu lado é porque para ele jogos psicológicos não contam, o que conta é a pista. E como ele mesmo já admitiu verbalmente em uma entrevista, sim, ele perdeu para Alonso. Ponto. Assunto encerrado. Acabou.

A carreira dele acabou por causa disto? Não! Se há quem pense assim, olha o que ele acha da opinião destas pessoas...

 
E querem saber? Eu também. Pouco me importo se há quem ache que Kimi é pior na pista, no psicológico, na disputa de poles, de qualquer porcaria que seja.

Kimi é um dos pilotos mais fodásticos que eu já vi pilotar. Eu o admiro dentro e fora das pistas. Tenho as minhas desavenças ideológicas com ele (rsrsrsrsrs), mas jamais, nunca, vi ninguém tão forte mentalmente como ele. Passando todo o julgamento que eu já o vi passar, pouquíssimas vezes o vi apontar o dedo ou culpar alguém por seus próprios erros (né Felipríncipe?!). Então...


Para encerrar, deixo o trecho perfeito de uma música que tenho escutado bastante recentemente e que cabe de forma perfeita para como Räikkönen encara a análise de Felipe.

'Cause the players gonna play, play, play, play, play 
And the haters gonna hate, hate, hate, hate, hate 
Baby, I'm just gonna shake, shake, shake, shake, shake 
I shake it off, I shake it off

Ah, e Kimi baby.... amoooo ironia!!!!! #Kiitos

 

Beijinhos, Ludy

Alonso: “Tengo un proyecto muy ambicioso y que va bien”



Alonso: “Tengo un proyecto muy ambicioso y que va bien”

Tiene la intención de dejarse la barba tan larga como está siendo el proceso de negociación para saber donde correrá el próximo año. “Hasta que no me lo diga mi madre no me afeito, quiero que se vea en la cámara on board”, dice Fernando Alonso. Y sonríe. Sonríe mucho últimamente mientras el mundo se pregunta por su futuro. Ningún piloto, ni los que se juegan el título, tienen tantos periodistas pendientes de sus palabras.

 Ayer en Austin tampoco dejó nada claro, pero ofreció algunas pistas. Y mostró una gran seguridad en que su decisión será la correcta. Pero primero habló del momento actual y de cómo ve sus opciones en la cita del domingo: “Será una carrera difícil, complicada como lo han sido las últimas porque hemos perdido un poco el ritmo que teníamos que nos hacía pensar en el podio. Daré el 200% como siempre y trataré de aprovechar las oportunidades, pero no a a ser fácil”. Tras la pregunta de cortesía el tema del día, de las últimas semanas, meses.

¿Y del futuro qué, Fernando? “Van a llegar cosas buenas, como ya dije en Japón y en Rusia, todo va bien, según lo previsto, se están dando los pasos que tienen que darse y los sabremos pronto… o cuando sea”. Pues eso. ¿Pero desde luego será fuera de Ferrari? Tampoco lo confirma: “Respecto a Ferrari no hay nada nuevo que decir, como ya dije mi prioridad en estos momentos se dirige a lo que hay que hacer en la pista y respecto a mi futuro, creo que debo tomar la mejor decisión para mí y también para el equipo que amo, que es Ferrari”. Después deja un resquicio para el famoso año sabático. Puerta cerrada sin llave.

Es ahora cuando las negociaciones están en marcha según el piloto asturiano: “En estos momentos sé más o menos lo que va a pasar, pero no puedo ser categórico sobre el hecho de que vaya a estar en Fórmula 1 en 2015 y dónde voy a estar. Tampoco pasaría nada como demostró Kimi que volvió y estaba al máximo nivel, pero creo que es algo bastante improbable”.


Luego un toque a los periodistas, como suele en estos casos: “Tengo un proyecto muy ambicioso para mi futuro y todo va de acuerdo a mis planes. Pero a veces queréis conocer el sabor del plato antes de cocinarlo”. Nosotros y la afición. Sobre todo. Y ante todo. Será por eso que Fernando ofrece optimismo: “Quiero ganar el tercer título y creo que en los próximos años voy a poder hacerlo”. Así sea.
(fonte: As.com)

****

Falou, falou e não disse nada!

Bjuss, Tati

WTF????! hehe

via Twiter   
ME-DOOOOOOOOOO!!!!! hehehehehehehehe

Bjuss, Tati

Nada diferente

Sem confirmar ida para Ferrari, Vettel minimiza veto a teste após GP de Abu Dhabi: “Não esperava nada diferente”

Sebastian Vettel mais uma vez se calou diante das perguntas sobre seu futuro, mas aproveitou a deixa para cutucar a Red Bull, que já o proibiu de testar um carro da equipe para onde vai, a Ferrari, nos treinos após o GP de Abu Dhabi

Sebastian Vettel parece querer revelar ao mundo o segredo de polichinelo de seu destino na F1, mas é a Ferrari quem está pondo obstáculos para isso. Mais uma vez, o alemão foi questionado sobre a equipe em que vai estar no ano que vem — fato confirmado pelos seus atuais chefes quanto por Luca di Montezemolo, ex-presidente da montadora italiana —, e o que se viu foi, na verdade, uma alfinetada à cúpula da Red Bull.

Ao jornal italiano 'La Gazzetta dello Sport', Vettel lamentou o silêncio momentâneo. "Sinto muito, mas não posso dizer nada em relação ao meu futuro", declarou o tetracampeão da categoria.

Então, Vettel foi questionado sobre o veto ao teste em sua nova equipe após o GP de Abu Dhabi. "Há razões para esta decisão", comentou. "Desapontado? Vamos dizer que eu não esperava nada diferente", cutucou.

Vettel está na quinta colocação do Mundial de Pilotos, fato que lhe permitiu usar uma cláusula de desempenho — estar fora dos três primeiros na classificação — para aceitar o convite da Ferrari e ocupar o lugar de Fernando Alonso em 2015. O alemão deve ser companheiro do amigo Kimi Räikkönen.

Neste fim de semana, Vettel tenta garantir, junto com Daniel Ricciardo, o vice-campeonato de Construtores para a Red Bull numa pista onde já venceu, em 2012, e obteve um segundo lugar, 2013: a de Austin, no Texas. O GRANDE PRÊMIO acompanha os treinos livres em tempo real nesta sexta (31) a partir das 13h (de Brasília).

Às vésperas do GP dos Estados Unidos, Vettel se disse ansioso pela prova no Circuito das Américas e destacou que quer aproveitar estes seus últimos momentos com o time dos energéticos.

“Estou ansioso para correr aqui. Pelo fim de semana aqui e para aproveitar essas últimas corridas que tenho com o time”, comentou Vettel. “Obviamente, nós vivemos muitas coisas nos últimos anos, então acho que será um momento especial chegar em Abu Dhabi para a última corrida”, completou.

Fonte: Grande Prêmio

Será que neste fim de semana esta história toda desenrola? #veremos

Beijinhos, Ludy

Tudo na mesma

Família reitera que Bianchi segue em estado crítico e estável, e confirma permanência em hospital no Japão

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (30), a família de Jules Bianchi ratificou o estado crítico, mas estável, do piloto da Marussia, que se acidentou ao bater em um trator durante o GP do Japão. Ainda, a família aproveitou para confirmar a permanência do francês no Hospital de Mie

25 dias depois do acidente no GP do Japão que levou Jules Bianchi ao Hospital Geral de Mie, a família e a Marussia divulgaram uma nota conjunta nesta quinta-feira (30) em que voltam a confirmar o estado "crítico, mas estável" do piloto francês. 

Ainda, a família de Bianchi refutou os últimos boatos de que o piloto da Marussia seria transferido para o Centro Hospitalar de Lausanne, para onde Michael Schumacher foi levado após a primeira internação em Grenoble, e confirmou a permanência do tratamento no Japão. 

Bianchi continua internado com uma lesão axonal difusa. A FIA anunciou há dez dias a formação da comissão que vai investigar em detalhes o acidente. Destacam-se entre os dez nomes da lista o bicampeão mundial Emerson Fittipaldi e os ex-diretores da Ferrari Ross Brawn e Stefano Domenicali. Fittipaldi é presidente da Comissão dos PIlotos e atua esporadicamente como comissário nas corridas. Brawn e Domenicali estão afastados do contato direto com a categoria desde que deixaram suas respectivas funções nas equipes Mercedes e Ferrari.

Leia o comunicado aqui.

Fonte: Grande Prêmio

Que situação!!! Um menino tão novo!!!! A gente só pode rezar para que tudo melhore! Infelizmente, nós que estamos de fora, não podemos fazer nada além disto! #ForzaJules

Beijinhos, Ludy

Fala, fala, mas não diz o que queremos saber

Eis o preview de Jenson sobre a corrida de Austin.  Muito bom, muito bonito, mas o que todos querem saber ele não diz. Queremos saber o que vai ser da  vida em 2015, JB. Não nos venha com menos.


Interessante já ser o terceiro GP do Eufrazino. Lembro quando o Bernie ainda esperava o cheque americano para decretar se ia ou não ter corrida lá. O tempo realmente voa. 

By Lu

29 de outubro de 2014

SURPRISE!

**

Alonso ainda tem de fazer eventos pela Ferrari?! Achei que já estava liberado...

Bom, pelo menos, este foi legal... mas também estamos na terra da fantasia: EUA!!!

Bjuss, Tati

By @InsideFerrari

Entre os compromissos de hoje nos EUA, Kimi esteve nas instalações da UPS (empresa americana de logística) para ver como funciona um dos aviões usados para fazer as milhões de entregas da companhia ao redor do mundo.



Via @InsideFerrari

Beijinhos, Ludy

Culpa das grandes

Fernandes culpa equipes de ponta pelos problemas financeiros dos times menores e reitera pedido por reformulação na F1

Tony Fernandes afirmou que nunca vai existir espaço no grid para equipes pequenas como a Caterham enquanto a F1 não impor um corte significativo nos gastos. O proprietário da AirAsia e do clube inglês de futebol Queens Park Rangers se desfez em julho deste ano da esquadra que fundou no Mundial e agora também se viu em envolvido no imbróglio administrativo depois da grave financeira em que o time está mergulhado.

O empresário malaio ainda disse que as equipes de ponta também possuem certa responsabilidade pela atual situação da categoria no que diz respeito aos times com menor orçamento.

"As pessoas podem culpar quem quiserem, mas as equipes grandes têm tanta culpa quanto os demais. A diferença se tornou gigante, assim como o dinheiro. Por isso, pensei: 'Eu não posso competir com isso'. Mas posso competir no QPR, posso competir na AirAsia", afirmou Tony em entrevista ao canal inglês Sky Sports News.

Nem a Caterham e nem a Marussia, a principal rival da equipe verde nos últimos anos, vão aos EUA para a disputa da antepenúltima etapa da temporada 2014. Ambas atravessam um momento financeiramente delicado na F1. As duas, inclusive, estão sob administração legal e devem ser vendidas. De acordo com a emissora britânica, 500 postos de trabalho estão ameaçados devido aos problemas dos dois times.

"Ao invés de continuar, eu pensei antes: 'Primeiro, eu não tenho o tempo necessário e, segundo, nós não estamos vencendo ninguém mesmo'. Por isso, nessas horas é preciso ser corajoso e dizer: 'Olha, nós estragamos tudo. Fizemos besteiras. Não podemos competir, fizemos o podíamos, mas agora é hora de sair'", contou.
  
E novamente Tony pediu por uma reformulação da F1 e admitiu que a Caterham acabaria falindo de qualquer jeito diante do modus operandi do Mundial. "O esporte tem de examinar a si mesmo também. Em última análise, não podíamos mais continuar, e a equipe acabaria em uma administração legal eventualmente ou fecharia", completou.


"Ainda há pessoas que querem correr na F1 por diversas razões, e a Caterham tem tudo pronto para isso. Há equipes que querem ter um segundo time, como acontece com a Red Bull e a Toro Rosso. Então, é um caminho, mas eu não vou mais me envolver. As corridas acabaram para mim", encerrou o empresário.
(fonte: Grande Prêmio)

***

E mais uma vez a F1 só perde... perde e perde... aonde vamos parar?!

Bjuss, Tati

Por aí...

                            WTF1 - The Alternative F1 Blog

E poderia ser adaptado para nós, esperando a decisão do Sr. Alonso! PUTZ!!!

Bjuss, Tati

28 de outubro de 2014

Sempre trate bem sua equipe

"What a week we had after Russia. Being back at Brackley and Brixworth with a Constructors' Championship title for Mercedes-Benz - the first one ever, of course - and celebrating with all the people I've watched working flat-out, day and night for nearly five years to achieve this goal - it was just fantastic. I'm really proud to be a part of this team along with all the great people within it, so it's great to see them get such a reward for all their efforts. Now, of course, we target a big finish to the season in the final three races. It's still all to play for in the battle for the Drivers' Championship and I won't be giving up the fight until the flag drops in Abu Dhabi. Hopefully we can keep the entertainment going right to the end for the fans out there enjoying the contest. The first step comes in Austin, which is a really cool city and a great race track. I haven't had the best races there so far, but I'm determined to change that this year."

Vou confessar para vocês de coração apertado que  quanto mais eu leio esses quotes, mais eu encho minha cabeça da minhocas. Essas entrelinhas dando a entender pilotinho da casa para sempre ao mesmo tempo em que entendo o marketing - sempre seja legal com sua equipe, pois você depende muito deles -  me enlouquecem. Não quero pensar em algo "assinamos longo prazo e temos tempo de vencer com você, loro". Ia ficar de cara no chão se minhas minhocas virassem verdade. De cara no chão mesmo.

By Lu

Uma imagem...



Há algum tempo me deparei com esta foto, em uma das corridas da temporada. Guardei nos meus arquivos porque queria usá-la um dia qualquer. Já não me lembro de qual GP é, mas isto também não importa.

O que quero falar é sobre o olhar deste pequeno, o encantamento que a gente percebe quando olha para este menino e nota o quão feliz ele está, o quão incrível é para ele estar em um circuito de F1, como a magia ainda está lá para ele. É um sonho que ele nem sabia que tinha (por ser tão jovem), mas que o deixa com este sorriso lindo, sapeca e contagiante.

Ver isto é inspirador. Pelo menos para mim, que trabalho com crianças diariamente. Gosto da forma como elas encaram a vida, sem rodeios. Pena que quando este pequeno crescer, ele perceberá que na vida real, a magia vai embora bem antes do que imaginamos.

Beijinhos, Ludy

27 de outubro de 2014

Drops F1 ladies - Lilo e Stitch

Um Jenson desses, um corpo desses e uma humilde mansão no Hawaii e eu não pedia mais nada na vidinha, viu? Juro!




By Lu

Burn: Fernando will look good in black & gold


Hahahahahaahahahahahaha... #vaisonhando

Alonso fala logo o que será de 2015... please!!

Bjuss, Tati

Vi no Tumblr...

Vi estas fotos com dois de nossos octetes e resolvi postar por aqui. O tempo realmente voa, principalmente quando você percebe que o que as fotos mostram, você viu acontecer.

Jenson Button  Williams - BMW 2000
Berger , Coulthard  , Schumacher  1995

Fonte: f1pictures.tumblr.com

Beijinhos, Ludy

De ladinho em Nürburgring

O que vocês fizeram no final de semana?  Nico deu uns paus de Merça novinha em folha em um evento em  Nürburgring. Sabe como é aquela coisa toda andanando de lado aqui e ali só para desopilar com alguns fãs sortudos que nunca vão esquecer esse dia.









By Lu