27 de novembro de 2014

Amigo Oculto do Octeto 2014 - Chegou a hora!!!!


Quando eu chego para fazer este post percebo como o tempo realmente voa!!!!! Sim, chegamos àquela época do ano, cá estamos para a 4ª edição do Amigo Oculto do Octeto Racing Team. Começamos em 2011 e olha só o tempo que já se passou! #loucura

Bom, para quem já está acostumado as regras para participarem continuam as mesmas. Já para quem brincará pela primeira vez, o esquema funciona da seguinte maneira: vocês devem mandar um e-mail para o blog com o título: "Quero participar do Amigo Oculto do Octeto 2014". Assim que eu recebê-lo vou enviar o convite para o e-mail de vocês e assim será preciso fazer o cadastro no site do Amigo Oculto. Todos devem enviar este e-mail, os veteranos e os novatos ok?

Como todos já sabem, nosso propósito aqui é a troca de cartões de Natal, mas geralmente a galera sempre manda lembrancinhas também, portanto, fiquem à vontade, embora não seja obrigatório. Cada um faz o que for melhor.

A revelação do amigo oculto acontecerá em um e-mail que enviarei, então façam por ele, não criem outros. Esperem pelas minhas instruções. Geralmente a gente posta fotos dos cartões/presentinhos recebidos e faz o agradecimento. #simples

Para participar do Amigo Oculto do ORT vocês deverão me enviar o e-mail para solicitar participação até o dia 30/11, pois o sorteio será no dia 01 de dezembro, para termos mais tempo de enviarmos os cartões pelos Correios.

Para encerrar, apenas um aviso, não aceitarei pedidos postados nos comentários. Somente via e-mail.

E lá vamos nós de novo!!!!! Diversão à vista!!!! #asalways

Beijinhos, Ludy

p.s subindo o post do dia 18.11.14

Kimi: “Working as a team”

Maranello, 27 November – Kimi Raikkonen ended his 2014 season with a day of testing at Abu Dhabi and before returning to Maranello, where he will take part in further 2015 development work alongside the team, he summed up how testing had gone and what the near future held in store for the Scuderia. “The components we tested in Abu Dhabi have produced a lot of useful data, which can now be analysed along with that from Sunday’s Grand Prix. The team’s priorities are clear and we are well aware what are the areas that did not match up to our expectations. I am sure that thanks to the knowledge we acquired over the course of the season, we will be able to develop a more competitive car. Clearly, how much progress we make depends on the time available and the possibilities presented by the regulations, which for the moment, impose certain limits for everyone, but I have every confidence in the ability of the team.” 

Working as a team. Kimi also commented on his new team-mate, Sebastian Vettel: “It was nice that he joined us in the garage for the first day of testing, although I have to say that didn’t surprise me, because I know what he’s like and his approach to work. I think we can enjoy ourselves on track together, both of us fighting to be ahead of the other, while also working as a team to reach the common target of progressing in order to get the Scuderia back to the level it should be at.” 

The right man. Raikkonen also commented on the change at the top of the Scuderia: “I’ve known Maurizio Arrivabene for a long time I believe he is an extremely competent person and perfect for the role of Team Principal that he has been given. Maurizio has known Ferrari and the business of Formula 1 for a long time and I believe he has the ability to motivate and push the team back to the level it deserves to be at. Everyone in the team, in every area of activity will now have to tackle a lot of hard work to get the new car ready.”

See more at: http://formula1.ferrari.com/news/kimi-working-team#sthash.MqwaKGzC.dpuf

Desculpem a ausência de muitos comentários nas postagens de Kimi sobre ferrari, mas ando sem ânimo e sinceramente, não tenho o que falar. Vocês já sabem o que penso.

Bom que ele está animado para 2015. Bom para ele.

Beijinhos, Ludy

Muito trabalho

Vettel reconhece que Ferrari tem muito trabalho pela frente, mas mostra confiança: “Quero provar que foi a decisão certa”

Sebastian Vettel reconheceu que a Ferrari tem muito trabalho pela frente para voltar a ser competitiva. Germânico, no entanto, se mostrou confiante em sua decisão de trocar a Red Bull pela escuderia de Maranello

Tetracampeão pela Red Bull, Sebastian Vettel decidiu deixar o time dos enérgicos e assinou com a Ferrari por três anos. Apesar de 2014 não ter sido o melhor ano para os rubro-taurinos, a fase em Maranello é um tanto pior.

Além da contratação de Vettel, a Ferrari também passa por uma troca de comando, mas o piloto segue confiante em sua aposta. “Não foi uma decisão que eu tomei durante a noite”, disse Vettel ao jornal alemão ‘Welt’.

“Depois dos resultados desapontadores da primeira metade da temporada, deixar a Red Bull se tornou uma possibilidade”, continuou.

“Então isso levou a discussões mais detalhadas com a Ferrari. O interesse estava lá. Acho que o timing foi simplesmente o certo para tudo”, comentou. 

Vettel, no entanto, desembarca na Ferrari em um momento em que a escuderia de Maranello está longe de sua melhor forma. 

“Não estou me enganando achando que poderemos bater a Mercedes no próximo ano”, ressaltou. “Estou bem ciente de que a Ferrari tem muito trabalho pela frente e vai levar tempo, especialmente quando a Mercedes tem uma vantagem competitiva tão grande”, reconheceu. 

Ainda assim, o tetracampeão se mostrou confiante no sucesso do time italiano. 

“Toda mudança é um passo rumo ao desconhecido e, portanto, um risco. Mas eu pensei muito nessa decisão antes de tomá-la”, falou. “Se não estivesse convencido de que posso ser bem sucedido, não estaria fazendo isso”, assegurou Sebastian. 

Mesmo confiante, Vettel não quis estabelecer uma meta. “Primeiro, só quero provar que foi a decisão certa — para a Ferrari e para mim. Isso vai levar algum tempo”. 

Para facilitar sua adaptação ao time de Maranello, Vettel vai recorrer a aulas particulares de italiano. 

 “A língua é muito importante para mim”, disse Sebastian em entrevista ao jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’. “Então quero entender todo mundo na Ferrari da melhor forma possível”, completou.

Fonte: Grande Prêmio

Que bom que alguém está empolgado. E deveria estar mesmo, casa nova, time novo, é normal a empolgação.

Sobre o italiano, está certo ele, tem que aprender a falar a língua dos caras mesmo. Schumacher aprendeu, Alonso já falava quando chegou à equipe. Tenho certeza absoluta que pilotos que fazem isto têm um processo de comunicação muito menos complicado com o time. Só ajuda.

Beijinhos, Ludy

Alonso, 107


Bjuss, Tati

Festa e festa

A vida depois do final da temporada é festa e festa. Nico está com agenda cheia de eventos nesses dias - uns mais divertidos por assim dizer que outros rsrsrs - e outros mais elegantes exigindo um tuxedo

Em alemão o piloto convida para o Stars & Cars, evento fino, elegante e sincero que acontece sábado no  Museum em Stuttgart.

Ah! David Coulthard - Octete Arroz de Festa - vai estar lá tb :)




 


By Lu


26 de novembro de 2014

Alonso, 108


Bjuss, Tati

Octeto Entrevista - Eric Oliveira

Olá gente! Mês passado foi uma correria tão grande que não deu tempo de fazer o Octeto Entrevista de outubro, mas cá estamos nós, final de novembro e sim, com o entrevistado da vez, nosso leitor e torcedor de Kimi Räikkönen, o paraense Eric Oliveria.

O papo com ele está bem bacana. Convido todos a lerem! Vocês vão curtir!

Eric, nosso entrevista da vez

1. Eric, conte-nos um pouco sobre sua vida. O que faz, de onde é. 
Fala galera, me chamo Eric Souza de Oliveira, tenho 23 anos, estou cursando o 5º semestre de contabilidade e sou da cidade das mangueiras, minha amada Belém do Pará, rsrs... Sou um cara muito tranqüilo, não muito normal rsrs... Mas é na medida certa!! Sincero e amigo. Sou meio viciado em games, tá bom... um pouco mais do que meio!! Rsrs... Adoro curtir balada com a minha galera, mas também curto muito ficar em casa, escuto música pra relaxar(sou totalmente eclético), acredito que música dependa muito do momento, e quem me conhece sabe, adoro dormir, tipo muito mesmo!!!hahaha... Basicamente é isso. ^^ 

2. Qual foi o momento que você percebeu que a F-1 era parte da sua vida? 
Bem, eu acompanho a F1 desde 1996 e o mais curioso é que ninguém na minha família gosta, ninguém me apresentou, até porque não vi o Senna correr e quando ele faleceu eu tinha apenas 3 anos, creio que essa paixão nasceu por si só dentro de mim e o mais engraçado é que alguns familiares me perguntam por quê? Eu sinceramente não sei responder!! Quando comecei a assistir tinha apenas 5 anos, não entendia nada, mas ficava fascinado em ver os carros dando voltas e mais voltas, e falava que queria ser piloto de F1, óbvio que todos me enganavam né? Diziam que um dia me colocariam no Kart, e eu ficava todo iludido com isso, rsrs... Mas enfim... Passado esse trauma eu percebi que não conseguia ficar sem assistir, e que quando eu perdia algum GP eu ficava de péssimo humor, hoje já não fico tanto porque tem como rever as corridas na internet, em canais fechados, apesar de não ser a mesma coisa, mas já é alguma coisa, já alivia meu humor de alguma forma!! Rsrs. 

3. Você é torcedor de Kimi Räikkönen. Por que o Iceman? 
Vou logo ser sincero e dizer que quando o Kimi entrou na F1 eu não gostava dele nenhum pouco, era fã do Jacques, e impressionante, toda vez que esses dois duelavam o Ice sempre ganhava e isso me deixava com muita raiva, rsrs... Mas aí em 2005 com Montoya na McLaren, o Finlandês começou a me chamar atenção, comecei a olhar mais as corridas dele, e aos poucos ele começou a ganhar minha torcida, até porque começou a disputar o título, e como aquele ano foi sofrido, só nós que somos fã do Ice sabemos, quantas corridas de recuperação ele fez? E sem dúvida isso me firmou mais como fã dele, ver aquela persistência que não tinha fim, a corrida de Suzuka eu me lembro como se fosse ontem, foi à corrida mais incrível que já vi!! INESQUECÍVEL. 

4. A participação feminina nas pistas ainda é tímida, mas fora delas vem crescendo. O que você acha desta visão feminina sobre o esporte? 
Acho essencial, hoje a mulher tem conquistado seu espaço em praticamente todos os meios, além de vocês do Octeto, conheço outras mulheres que entendem muito mais de F1 do que muitos homens que opinam no meio, mas só falam besteiras. Não me entendam mal, não estou querendo dizer que o homem deveria saber mais por ser homem, apenas que antigamente o esporte era tido como exclusivo para o público masculino, e hoje as mulheres mostram que isso independe de gênero e que podem ser superiores no assunto sim!! Basta terem interesse, lógico que ainda existe preconceito, mas acredito que daqui a algum tempo isso acabe, a prova disso é que hoje temos até chefe de equipe mulher. 

5. Qual a sua opinião sobre o futuro dos pilotos brasileiros na F-1? 
Bem, nós sabemos que a CBA é uma droga e por conta disso creio que um dia, ficaremos sem pilotos brasileiros no meio, não há investimento por parte deles, e se os jovens pilotos não correm atrás do sonho de chegarem na F1, dificilmente vai cair do céu, hoje na F1 infelizmente apenas o dinheiro fala, além do Nars que está por chegar, só escuto falar do Pietro Fittipaldi, ou seja, tu tens que ser muito rico e se puder ter um sobrenome tradicional do meio pra ter chance de conseguir uma vaga. 

6. Qual análise você pode fazer da temporada 2014? Quem foi o seu destaque e quem você vê como uma decepção? 
A temporada de 2014 pra mim foi uma das mais chatas e mais sem graça dos últimos anos, qualquer supremacia deixa o esporte chato, teve bons momentos, como o duelo entre Lewis e o Nico no Bahrein, foi espetacular, tirando isso tiveram raros momentos de emoção, mesmo com as vitórias do Ricciardo, que pra mim foi o destaque desse ano junto com o Bottas, os dois guiaram muito, algo que eu não esperava, e a meu ver o Ricciardo só ganhou corridas em situações que a Mercedes teve algum problema, não desmerecendo as vitórias dele, pois sorte também faz parte do esporte, mas em situação normal seria muito difícil. E a decepção infelizmente foi o Kimi junto com a Ferrari, apesar de ser fã dele tenho que ser sincero, além de todos os problemas que teve e situações adversas, poderia ter puxado mais a orelha da Ferrari pra lhe dar um carro decente, mas isso de forma alguma muda a minha torcida pelo Ice, mas fã tem que saber admitir quando o ídolo vacila e esse ano ele vacilou em alguns momentos, já a Ferrari mesmo lixo de sempre, nada muda, saudades Jean Todt. 


7. Este ano Kimi teve uma temporada ruim. O que você espera para o Mundial de 2015? 
Eras, essa é difícil, mas bem... Torço, rezo, macumba, sacrifícios, voodoo, simpatias!! Tudo já tá pronto!! Mentira, só zueira... hahahah... mas de verdade torço que as coisas sejam diferentes no ano que vem, que por algum milagre divino a Ferrari acerte a mão e faça alguma coisa decente, até porque o carro de 2015 está sendo feito pro estilo do Ice, mas sinceramente acho muuuuito difícil, pela regra de congelamento dos motores só poderem ser mudados de novo em 2017, e vimos nessa temporada o quão superior era o motor Mercedes em relação aos demais, então acho que não mudará muita coisa, espero que a Ferrari crie vergonha na cara e de igualdade pros 2 pilotos, pelo bem do esporte, apesar disso ser difícil pelo histórico que a equipe tem. 

8. No Brasil ao falarmos de automobilismo, especialmente de F-1, há muito preconceito quando o torcedor revela sua admiração por um piloto estrangeiro e não um nacional. Como você vê esta situação? 
Realmente, mas eu simplesmente ignoro a situação, primeiramente a maioria das pessoas que critica à torcida por pilotos estrangeiros raramente entende de F1 ou entende pouco, e os que entendem quando me criticam eu apenas respondo ‘’ Não torço pra piloto bundão ’’, o Brasil já não tá bem servido de bons pilotos há muito tempo e ainda tem Galvão e companhia torcendo daquela maneira ridícula que já conhecemos, aí que não consigo mesmo!! Rsrsrs... 

9. Além da categoria máxima do automobilismo, você acompanha alguma outra? 
Sim, acompanho a Indy sempre que posso, torço pelo Scott Dixon e também pelo Montoya já que ele regressou!! Rsrs... E vou ser sincero, jamais imaginei que se o Montoya voltasse seria pela Penske, pra mim voltaria pela Chip Ganassi equipe pelo qual ele foi campeão, mas enfim... O bom é que ta de volta!! Rsrs... 

10. Antes do Iceman, você torcia por outros octetes, Jacques Villeneuve e Juan Pablo Montoya certo? 
Exato, primeiro foi pelo Jacques em 1996, gostava da dupla Jacques e Hill, mas em 2001 ele não participou da temporada e foi justamente no ano que o Montoya foi contratado pela Williams, e já conhecia o Colombiano da Indy ( época que passava no SBT ainda, velha guarda rsrs...) e me lembro muito bem dos duelos Montoya x Gil de Ferran!! Creio que a Indy foi a única categoria em que torci por um brasileiro, mas continuando... Com Montoya na Williams a equipe deu um grande salto depois de ter algumas temporadas pífias, e em 2005 ele foi pra McLaren, ai o resto vocês já sabem rsrs. 

11. Agora um momento para elogiar as mulheres que frequentam os paddocks da F1: monte o seu top five das F1 Ladies mais sexy. 
1. Nicole Scherzinger 
2. Susie Wolff 
3. Jessica Michibata 
4. Vivian Sibold 
5. Minttu Virtanen (às vezes a acho bonita, às vezes não... , mas enfim rsrs) 

12. Como você conheceu o Octeto Racing Team? 
Ah foi através do meu amigo e Corinthiano José Renato, ele já tinha me indicado vocês em 2007 e 2008, mas abri a página e vi muitas postagens em inglês, então naquela época não tive interesse no blog já que meu inglês é deplorável, também não tinha entendido a proposta do blog!rsrs... Mas aí em 2012 na volta do Kimi à F1, aquela ansiedade de ver o Ice de volta em um cockpit de novo, procurava noticias feito doido, aí o Google me indicou vocês, e cá estou eu indo para o terceiro ano seguindo o blog. ^^ 

13. Somos personalidades diferentes aqui no Octeto. Juntas, personalizamos o blog. Como você enxerga cada uma das “diretoras da equipe” mais louca do mundo do automobilismo? 
Ih agora o bicho pegou, peço ajuda pras cartas!! Hahahaha... A Lu tem um humor sarcástico que me espoco de rir principalmente nos podcasts e no facebook, já as irmãs Coimbra me passam a impressão de serem bem tranquilas até certo ponto, não pise no calo delas que o negócio não vai prestar hahah... cada uma das 3 defende com unhas e dentes os seus octetes, e isso eu acho muito bacana!! ^^ 

14. Se você fosse chefe de uma equipe de Fórmula 1 e pudesse contratar dois pilotos que fazem parte do Octeto Racing Team, qual seria a sua dupla e por quê? 
Kimi Räikkönen e Jenson Button, pra mim os dois seriam uma dupla excelente livre de qualquer problema, ambos são muito leais em disputa de posição, então caso se encontrassem na pista eu não ficaria 100% calmo porque acho que isso seria impossível!! Hahahah... Mas confiaria nos 2!! Já fora das pistas acho que teriam menos problema ainda, nenhum dos dois tem histórico de declarações polêmicas ou alfinetadas, seria perfeito. Rsrs... 

15. O que você acha que o blog do Octeto trouxe de diferente para a sua maneira de ver a F-1? 
Bom, o blog meio que ampliou minha visão dentro da F1, creio que meu senso crítico tenha ficado mais dinâmico, pelo fato de ter inúmeras opiniões diferentes, e por trazer notícias que antes eu não prestava atenção, gosto muito do blog, já falei isso pra vocês e admiro a forma como vocês trabalham, então é isso. Rsrs... 

********

Eric, adorei sua entrevista. Foi muito bacana e agradeço demais pelo carinho com o blog, com a gente, pelos papos via mensagem no Face durante toda temporada para analisarmos o desempenho deKimi em 2014. Aliás, assino embaixo tudo o que você falou sobre este ano dele na Ferrari! ;)

Bom galerinha, espero que tenham gostado. 

Beijinhos, Ludy

Kimi sobre Mattiacci e Arrivabene

Räikkönen fala de amizade com Arrivabene, mas elogia Mattiacci: “Estava fazendo um bom trabalho”

Apesar de ser amigo do novo chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene, Kimi Räikkönen elogiou o trabalho que Marco Mattiacci vinha fazendo à frente do time italiano

A chegada de Maurizio Arrivabene agradou o finlandês Kimi Räikkönen. Contudo, nesta terça-feira (25), o campeão mundial de 2007 contou que aprovava o trabalho feito por Marco Mattiacci e valorizou o desempenho do ex-chefe, que teve na Ferrari seu primeiro trabalho na F1.

Räikkönen comentou que, mesmo não conhecendo Mattiacci antes de 2014, teve boa relação com o ex-chefe que, segundo o finlandês, vinha fazendo um bom trabalho à frente do time de Maranello.

“Eu achei que ele estava fazendo um bom trabalho. Eu gostava dele. Eu não o conhecia antes, nos conhecemos apenas na Ferrari. Acho que chegar de fora para trabalhar na F1 não é fácil e, ainda assim, ele fez um bom trabalho”, disse.

O campeão mundial de 2007 explicou que a situação agora é outra, já que é amigo de Arrivabene, novo comandante da equipe, há alguns anos.

“Agora, obviamente, há um cenário diferente. Eu conheço Maurizio há anos, ele é um cara muito legal. Acho que tem tudo para ser o cara certo para o cargo que foi colocado”, declarou.

Räikkönen deu seu voto de confiança para o novo chefe, mas destacou que a missão não será das mais simples. 

“O trabalho a ser feito é grande, não apenas por ele, mas pelo time inteiro. Ele conhece a Ferrari há anos e também conhece muito do mundo dos negócios. Tem tudo para colocar o time onde a Ferrari nunca deveria ter saído”, completou o finlandês. 

A Ferrari teve mais uma temporada decepcionante e terminou na quarta colocação com 216 pontos. De saída, Fernando Alonso foi o sexto melhor piloto na classificação, anotando 161 pontos. Räikkönen foi apenas o 12º, com 55 pontos.

Fonte: Grande Prêmio

Eu não sabia da amizade de Kimi e Arrivabene, mas confesso que na segunda, quando postei este vídeo, imaginei que os dois se conhecessem há alguns anos, porque geralmente Kimi não abraça as pessoas com as quais ele não tem intimidade, da forma como ele abraçou o novo chefe no vídeo.

Enfim, veremos o que este moço vai fazer nesta nova fase da ferrari. Tô pagando para ver se vai conseguir tirar a equipe deste limbo. #nãocreiomuito

Beijinhos, Ludy

25 de novembro de 2014

Para rir mais um pouco...


Acho sinceramente que as pessoas que falam estas coisas devem fazer isso como um esquema de "consolo" para esconder o fracasso que foi Felipe desde que Alonso entrou na scuderia. Só pode! Tipo... "olha lá, o Massa teve o mesmo número de vitórias que Alonso na Ferrari"  ... o que pode dar a entender que:
Opção a) Massa e Alonso iguais, LOGO Massa é tão bom quanto Alonso.
Opção b) Alonso e Massa são iguais, LOGO Alonso é tão ruim quanto Massa.
Opção c) Nenhuma das alternativas anteriores. Este povo tá louco! hehehehehe

Gente, F$#%@-se os números, olhem as performances... ponto final!

Com isso, sem mais comentários...

Se eu quisesse saber de números eu teria escolhido torcer por uma calculadora!

Bjusss, Tati

Para rir... do Mattiacci!

ADOROOOOO!!! Alonso e Tio Bria não perdem tempo ... Não entendeu?! Clique AQUI.

BJuss, Tati

Alonso, 109


Bjuss, Tati

Kimi by Ludy - Abu Dhabi November testing - Day 1

 

Kimi esteve testando hoje em Abu Dhabi e ficou com em oitavo lugar entre os noves pilotos que foram para pista. #promissor #SQN

Se quiserem ler mais sobre o teste de hoje, cliquem aqui.

Beijinhos, Ludy

Bolão do Octeto - Abu Dhabi 2014 - Resultado final

Pois bem, cá estou eu para anunciar a pessoa que venceu o nosso Bolão 2014, esta que foi a sexta edição da brincadeira!!!

Na verdade, assim como no Mundial da F1, tivemos um campeão conquistando o Bolão pela segunda vez... rsrsrsrs...

Sim, por uma diferença de 75 pontos apenas, Leandro Montianele sagrou-se bicampeão do Bolão do Octeto!!!! #ParabénsLeandro

Resultado Pós Abu Dhabi

clique na imagem para ampliar

Resultado oficial - GP de Abu Dhabi

Pole: Nico Rosberg (Mercedes)
P1: Lewis Hamilton (Mercedes)
P2: Felipe Massa (Williams)
P3: Valtteri Bottas (Williams)
P4: Daniel Ricciardo (Red Bull)
P5: Jenson Button (McLaren)
Volta mais rápida: Daniel Ricciardo (Red Bull)
1º a abandonar: Daniil Kvyat (Toro Rosso)


Fonte dos resultados: www.formula1.com

Bom gente, chegamos ao final de mais uma temporada de F1 e do Bolão do Octeto. Agradeço de coração a todos os participantes. Espero que tenham curtido a brincadeira.

Leandro, mais uma vez, parabéns. Em breve você receberá o seu prêmio em casa.

Conto com a participação de vocês para o ano que vem!!!!

Beijinhos, Ludy

MCLAREN: WE HAD ISSUES BUT ...

GrandPrix247

MCLAREN: WE HAD ISSUES BUT AT LEAST THE HONDA ENGINE FIRED UP

 25 November 2014  was a historic occasion for both McLaren and Honda – as it was the first proper run for the interim MP4-29H/1X1, the chassis developed to test Honda’s new V6 turbo engine and undertake various systems checks ahead of 2015.

An electronics issue meant the car spent the morning in the garage, but it broke cover soon after lunch, with test and development driver Stoffel Vandoorne conducting a number of exploratory installation runs throughout the afternoon.

He was halted on a couple of occasions by a fuel/data exchange issue – the second of which left him stranded on the circuit, causing a red flag.

Nonetheless, the first day of running was positive, as it’s enabled the team to begin its trouble-shooting programme well ahead of the first test of 2015, which takes place at Jerez in early February.
Eric Boullier, McLaren racing director: “Running a modern Formula 1 car is a very complicated procedure – and this week’s test is all about how the departments at Sakura, Milton Keynes and Woking learn to work with the operational hub at the circuit.”

“This test is an opportunity for us to build up that operational strength; to get McLaren and Honda working together under the same roof. We encountered a number of issues, including a lengthy check of electrical installations this morning, but it’s satisfying to see that we got the engine fired up, the car out of the garage, and some laps on the board in the afternoon.”

“We’re not chasing lap times this week, it’s just about gradually expanding our knowledge. [Day two] will hopefully be all about conducting longer runs as we learn about different parts of the engine, and run through each separate system.”

Yasuhisa Arai, Honda R&D senior managing officer and chief officer of motorsport: “This week’s test is really all about performing some fundamental systems checks on the engine before we begin testing in earnest next February.”

“When I was at Jerez earlier this year, I noticed just how many issues the teams faced in readying these turbo engines, so we really wanted to get those initial checks under our belts before winter testing starts in 2015.”

“The engine we used today is still under development – it’s not for the actual race – and we’re on schedule to develop it further ahead of the forthcoming season. There are a few more steps coming before Australia. We’re making good progress for the new season as one team.”

Stoffel Vandoorne, test & development driver: “Firstly, I want to say that wearing Honda’s famous ‘H’ logo on the chest of my overalls and team kit makes me feel extremely proud. Before today, McLaren Honda had only existed to me as a chapter in F1 history – to actually become part of it is very exciting.”

“We’d hoped to get a few more laps under our belts today, but we had a fuel data-logging issue that stopped the car a couple of times. However, the team are already analysing the situation and we’ll hopefully cure it ahead of tomorrow.”

“Nevertheless, it’s been a very positive day for us. At this stage of development, any lap we complete has a benefit – and it’s better to be solving these initial teething problems in November rather than in Jerez next February. I’ve already given the team some useful feedback.”

“The purpose of this test is to enable the engineers to deepen their knowledge of the McLaren and Honda collaboration. This is their first time working together at the track, and – operationally – it’s all a bit different.”

“We’re still building up the power – we haven’t run the engine at full power yet – so it’s difficult to get a feeling for it, but it sounds absolutely fantastic! People often say that if an engine sounds good, then it usually has lots of power – so let’s hope that’s the case!” 
(Fonte: GrandPrix247)

***

E começamos bem!!!!! #sqn hehehehehehehhehe

Mas é assim mesmo, agora é que hora de errar, certo?! 

Ainda bem que estou na fase de alegria pós-temporada... hehehe

Bjuss, Tati

Visitinha

Sem poder treinar, Vettel já dá expediente e faz primeira aparição como piloto da Ferrari em Abu Dhabi

Sebastian Vettel já é um piloto Ferrari. O alemão apareceu na manhã desta terça-feira (25) nos boxes da equipe italiana em Abu Dhabi para acompanhar de perto os testes coletivos visando a temporada do ano que vem. Vettel não vai poder treinar por veto da Red Bull

A Red Bull pode ter vetado a presença nos testes coletivos, mas não impediu que Sebastian Vettel fizesse sua primeira aparição nos boxes da Ferrari, marcando, assim, sua estreia como piloto de Maranello. À paisana, o alemão esteve nesta terça-feira (25) na garagem da equipe italiana para acompánhar o modus operandi do seu novo grupo de trabalho.

Vettel foi apresentado pelo diretor-esportivo, Massimo Rivola, aos integrantes, conversou com engenheiros e já colocou o fone de ouvido para entender a troca de informações entre a equipe e Kimi Räikkönen, que hoje anda com o carro #7. O tetracampeão da F1 assinou com a Ferrari por três anos. O salário de Vettel é estimado em R$ 200 milhões por temporada, o que faz do seu contrato o maior da história da F1.

Ao ver Vettel na garagem vizinha, o conselheiro da Red Bull, Helmut Marko, estranhou sua presença. "Legalmente, não é certo", declarou, para então dar de ombros. "Mas eu nem ligo..."

De acordo com o jornal 'Bild', a primeira decepção de Vettel na Ferrari se deu com a notícia da saída do engenheiro Andrea Stella, que vai seguir os passos de Fernando Alonso rumo à McLaren. O anúncio do retorno do espanhol à escuderia de Woking ser feito na semana que vem.

Já que Vettel foi vetado pela Red Bull por "pânico da equipe técnica, o escolhido para substituí-lo é Raffaele Marciello, que vai fazer a sua primeira aparição na F1. "É uma pena, especialmente porque inicialmente eu tinha sido liberado e depois, não. É o que é”, lamentou. “Eu não sei. De repente, alguma coisa mudou. A equipe técnica estava com medo de que eu levasse algum segredo...”, completou.

A estreia do membro da Academia de Pilotos da Ferrari deve acontecer nos testes de terça-feira no circuito de Yas Marina, que recebeu a decisão da temporada 2014.

O piloto de 19 anos falou de toda a expectativa para o momento de seu primeiro contato com o carro na pista do emirado árabe. 

“Eu não vejo a hora de guiar a F14 T fora da garagem, vai ser um sentimento único, tenho certeza”, disse. 

O outro representante da Ferrari nos testes que acontecem em Abu Dhabi é o finlandês Kimi Räikkönen, que segue no time para a temporada 2015. 

Fonte: Grande Prêmio

Ok, não deixar que ele participe dos testes eu até entendo o lado da Red Bull. Mas qual o problema do cara ir até a equipe que ele vai correr na temporada seguinte? Como se fosse fazer alguma diferença... Ainda mais para onde ele vai.... Enfim...

Agora, não sei quanto a vocês, mas eu sinto uma estranheza daquelas ao ver Sebastian ali dentro, só com os fones, imagina quando estiver de macacão?

Senti esta mesma sensação no final de 2006, quando Kimi visitou a Ferrari durante treinos de final de ano. #quelouco

Deixo algumas fotos para vocês.



 Beijinhos, Ludy

Stronger than before

DENNIS: YOU CAN REBUILD A MARRIAGE, MAKING IT STRONGER THAN BEFORE

Even McLaren supremo Ron Dennis is now beginning to hint that Fernando Alonso is set to return to the Woking stable where in late 2007, the Spaniard left the team  amid acrimony and the Spygate furore, a reunion even years later appeared impossible.

But the impossible now appears to be fact, with Alonso almost certainly having already signed a deal and McLaren deciding only the identity of his teammate for the Honda-powered 2015 season.

“From what I read,” said Alonso in Abu Dhabi, “I’m not the most pleasant person to work with, but the bottom line is that I can usually go back to a team where I worked before.”

Even Briton Dennis is now hinting that the most unpleasant of racing divorces does not mean the parties cannot reunite in the future, “Let me tell you my interpretation because I know where you’re going.
 “We live in a world in which marriage is a big commitment, but sometimes it doesn’t work out, but the truth is that sometimes, when you try to rebuild your marriage, you end up making it much stronger than it was before,” mused the McLaren boss.

Dennis said a final decision about the team’s 2015 lineup will not be taken until a board meeting in December. As reported here>>>

It appears likely Alonso’s teammate will eventually be the young Dane Kevin Magnussen, with veteran Jenson Button apparently farewelling McLaren on Twitter by saying “it’s been a pleasure to call McLaren my home for the last five years”.


McLaren junior Stoffel Vandoorne will drive McLaren’s Honda-powered interim car at the Abu Dhabi test on Tuesday and Wednesday. (GMM)
(fonte:GrandPrix247)

**

Isso está REALMENTE acontecendo?!?! O que aconteceu com o mundo?! Eu tô meio perdida... sério! PUTZ!

Eu não suporto este homem justamente porque ele não tem palavra. Quando ele trouxe Alonso pela primeira vez o objetivo não era dar ao Alonso a chance de ser campeão. Ele não respeitou o piloto que era o Fernando. 

Mas eu desejo que, pelo menos desta vez ele CUMPRA e RESPEITE o Alonso. E um pedido de "desculpas" também não cairia nada mal... #masvoumorreresperando

Que este "novo casamento" termine bem... por agora é só o que espero! 

Bjuss, Tati

Sangue finlandês tem poder

Sangue finlandês tem poder, meu Brasil! Relatos dão conta de que esse é Nico na festa pós GP de Abu Dhabi. Carro quebrado, perdeu o título, mas não perdeu a festa. Isso que importa.


Enquanto isso clique aqui ...

By lu

Fica, vai!

Ex-companheiro, Hamilton sai em defesa da permanência de Button na F1: “É um recurso valioso para qualquer equipe”
Jenson Button ganhou um apoio de peso em busca de uma vaga no grid de 2015. Recém-coroado bicampeão da F1, Lewis Hamilton incentivou Ron Dennis a fazer a coisa “inteligente” e manter o britânico na McLaren.

Com 15 anos de F1 no currículo, Button terminou a temporada 2014 sem saber se terá uma nova chance no Mundial no próximo ano. O campeão de 2009 disputa uma vaga na McLaren com Kevin Magnussen, mas o time de Woking adiou sua decisão para dezembro.

 “Jenson está na F1 há um longo tempo, ele teve uma carreira excepcional e ainda é jovem”, defendeu Hamilton. “No domingo, ele guiou incrivelmente bem para colocar a McLaren na quinta colocação e com um ótimo piloto ao lado dele que não conseguiu fazer a mesma coisa com o mesmo carro”, continuou.

“Acho que isso só ressalta o quão limitada é a F1. Só tem 18 ou 20 vagas”, sublinhou. “Mas ele provou uma vez após a outra que ainda é um competidor digno e um recurso valioso para qualquer equipe”, avaliou.

Lewis destacou que conhece Ron Dennis há muito tempo e, por isso, acredita que ele tomará a decisão certa na hora de escolher o piloto.

“Conheço Ron há um longo, longo tempo e ele é apaixonado por corrida. Tenho certeza que ele tomará a decisão inteligente e, para mim, para construir um time com a meta de ser campeão, você precisa ter pilotos com ‘star quality’”, ponderou. “Só existem alguns desses e Jenson é um deles”, concluiu.

Fonte: Grande Prêmio

O cara ser querido e de bem com todos dá nisso. Ninguém quer que ele vá embora!Quantos estão deixando a categoria neste ano? Uns até já dão o segundo tchau e o povo nem tchun. Para JB tem lobby para que fique. Legal.
By Lu

24 de novembro de 2014

Kimi Räikkönen and Maurizio Arrivabene (Ferrari Team Principal)

Para quem não conhece o nome chefe da Ferrari, segue momentos dele com Kimi Räikkönen este fim de semana em Abu Dhabi.


O que eu achei desta mudança? Tanto faz! Não vai mudar nada mesmo!

Beijinhos, Ludy

Alonso, 110

E lá vamos nós recomeçar nossa contagem regressiva! Este ano farei um pouco diferente e postarei outros tipos de fotos que vão além deste sorrisão aí... só para mudar!



Bjus, Tati

Começar de novo

Alonso filosofou no twitter hoje... e falou bonito! ;)

E te digo: este é o sentimento! Depois de tantos anos na Ferrari, onde vi que a minha esperança e o meu desejo de seguir este esporte foi minguando... me hoje vejo ANSIOSA e ANIMADA com o futuro... ainda que seja na McLATA...

E principalmente, me lembrando PORQUE eu comecei tudo isso!!!!

Que venha 2015!!!!!!!!!!!!!!!!

Bjuss, Tati

Eu sempre posso voltar!



Alonso deixa portas abertas na Ferrari e cutuca: “Nos lugares onde trabalho, posso voltar normalmente”

 Fernando Alonso pode até ter fama de difícil, mas acredita que deixa as portas abertas por onde passa. No último domingo (23), o bicampeão da F1 encerrou sua história de cinco anos com a Ferrari, mas não descartou voltar ao time no futuro.

Mesmo com a temporada 2014 já encerrada, Alonso ainda não foi anunciado em nenhuma outra equipe. A oficialização pela McLaren, no entanto, é esperada já há alguns dias e foi antecipada até mesmo pelo rei emérito da Espanha, Juan Carlos.

Questionado se existia alguma chance de voltar para a Ferrari no futuro, Alonso respondeu: “Eu não sei. Acho que, no momento, não é uma opção, porque, obviamente, se você diz ‘tchau’ não é porque pensa que estará de volta em cinco minutos”, ponderou.
  
 “Mas eu fui da Renault para a McLaren, aí voltei para a Renault e fui para a Ferrari”, recordou. “Talvez eu volte para outros times”, continuou.

“Então parece que as pessoas que trabalham comigo mantêm as portas abertas”, avaliou. “Isso normalmente é o oposto ao que eu leio, de que eu sou difícil de trabalhar. Mas, no fim, nos lugares em que eu trabalho, posso voltar normalmente, então isso é um bom sinal”, concluiu.


Na última quinta-feira, Alonso foi alvo de criticas de Felipe Massa, que afirmou que o asturiano tem um “método de trabalho que cria problemas em todas as equipes em que ele já esteve”.
(fonte: Grande Prêmio)

***

Personalidade difícil, todos eles têm! Agora só falam de você... porque VENDE mais!!! 

Eu ainda não acredito que vou ter de aturar o Ron Dennis, gente! É muita provação... mais uma para CONTA DA FERRARI!!!!!

AH! E pode parar com esta história de voltar para Ferrari! CHEGAAAAAA!! Aquilo lá NUNCA MAIS!!!!!!!!!

Bjusss, Tati