Sobre Kimi, a carreira e o futuro.


Pensei muito antes de sentar e escrever algo sobre a aposentadoria de Kimi da F1. Mas a verdade é que ao longo de todos estes anos que o Octeto existe, vocês já me conhecem o suficiente e acho que para quem, como eu, é torcedor de Räikkönen, o sentimento é o mesmo.

Então, peço desculpas, mas não haverá um longo texto, apenas uma reflexão. E a foto acima (na verdade um screenshot do momento em que Kimi, ao lado de Minttu, Robin, Rianna e Mark deixam o circuito) é a fonte desta reflexão.

Kimi chegou à F1 com 21 anos, sem a superlicença, cheio de questionamentos e saiu aos 42, com uma família, um campeonato mundial, 21 vitórias, muitos memes, momentos épicos e uma carreira para se orgulhar. Com momentos inesquecíveis, memórias que estão marcadas eternamente na história da F1 e especialmente com uma base de torcedores muito orgulhosos dele.

No final de tudo, como o próprio Iceman falou por diversas vezes nas várias entrevistas que deu em Abu Dhabi, ele não mudaria nada em sua carreira, porque tudo o que ele viveu, o tornou quem ele é. E eu concordo totalmente com o nosso finlandês favorito, porque quando eu olho para trás e relembro tudo o que vivi como torcedora dele, eu também faria tudo de novo, exatamente da mesma forma. E você?

Com relação ao futuro, o que importa realmente é que ele possa ser feliz, é o que o finlandês merece depois destes anos todos nos proporcionando tantas emoções. E se um dia um Räikkönen voltar ao mundo da F1, eu definitivamente estarei de volta.

Obrigada por todos estes anos Kimi, por todas as memórias, vitórias, aprendizados, amizades, por ter me ensinado a expor minha opinião quando eu achava que algo estava errado. Obrigada por todos estes anos e por ter me feito evoluir como pessoa e torcedora. Obrigada! Kiitos !

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HAHAHA Impagável!!!

Iceman - the boss