24 é a meta

CEO da Fórmula 1 traça como meta ter calendário com 24 GPs nos próximos anos 

Chase Carey, que passa o cargo para Stefano Domencali em janeiro, planeja ainda ter revezamento de alguns GPs 

Depois de anunciar 23 GPs para a temporada de 2021, o CEO da Fórmula 1, Chase Carey, disse que a organização tem como meta um calendário com 24 corridas “nos próximos anos”, com alguns revezamentos de GPs. 

O ano que vem terá um novo evento na Arábia Saudita, mas ainda não teve a confirmação de qual substituirá o GP do Vietnã, cancelado. 

Pilotos e chefes de equipe deixaram claro que 23 etapas são complicadas, especialmente para mecânicos e outros membros da tripulação que têm de ficar viajando. 

No entanto, Carey diz que o plano de longo prazo é estender o cronograma ainda mais, com as corridas novas deste ano entrando na lista de possíveis candidatas. 

“Olhando para além de 2021, nos sentimos muito bem com a empolgação de locais ao redor do mundo em sediar a F1”, disse Carey em um discurso em um encontro virtual de investidores. 

“Muitos locais em que corremos este ano expressaram grande interesse em novas corridas e outros países têm mais interesse do que nunca. Esperamos passar para um calendário de 24 corridas nos próximos anos, e provavelmente faremos rodízio de algumas corridas para que possamos acomodar alguns novos parceiros.” 

“Mas eles serão limitados, pois as parcerias de longo prazo continuam a ser nossa prioridade.” 

Carey insistiu que apesar dos desafios criados pela pandemia, o esporte será capaz de se reaproximar à normalidade em 2021. 

“Não apenas mantivemos, mas fortalecemos o relacionamento com nossos promotores”, disse ele. “Concluímos as renovações para o próximo ano em termos melhores. 

“Estamos planejando eventos em 2021 com torcedores que proporcionam uma experiência próxima do normal e que esperam que nossos acordos sejam honrados. 

“Também esperamos trazer o Paddock Club de volta aos nossos eventos, que foi adiado neste ano. Na verdade, muitos anfitriões querem usar nosso evento como uma plataforma para mostrar ao mundo que estão evoluindo.” 

Carey, que passa o cargo para Stefano Domencali em janeiro, acredita que o esporte estará ainda melhor nos próximos anos. 

“Temos um 2022 ainda mais emocionante, com novos carros e regulamentos para energizar a competição e a ação nas pistas, com um modelo de negócios mais saudável para ampliar o apelo do esporte. 

“Dito isso, reconhecemos que não temos uma bola de cristal no que se refere ao vírus, então estaremos preparados para o desconhecido. Mas o que temos certeza é que quando o mundo superar o vírus, a F1 estará preparada para retomar de onde estávamos antes da pandemia.”

 Fonte: Motorsport.com

Olha, sinceramente, eu acho 24 um número extremamente exagerado. Para mim seriam 18. Ponto final.

Só queria uma coisa, já que está sobrando uma vaga para o ano que vem, por favor, coloquem Portimão. 

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Eita!!! hahaha