Dúvidas, muitas dúvidas...

Com incerteza na Inglaterra, Hungria pode ter rodada dupla da F1

Indefinição sobre as políticas de combate ao coronavírus na Grã-Bretanha podem gerar rearranjo no calendário da F1

Com a incerteza sobre a postura governamental britânica acerca da quarentena contra o coronavírus, o GP da Inglaterra está em xeque e a Fórmula 1 pode optar pela realização de uma rodada dupla na Hungria como segunda 'casa' da temporada 2020.

Embora não haja confirmação oficial das políticas do governo inglês, fontes indicam que a F1 não deve conseguir a ‘isenção’ pela qual havia pressionado. O Reino Unido deverá anunciar detalhes de uma quarentena de 14 dias ainda hoje.

Isso exigirá que os visitantes e os residentes forneçam um endereço onde eles se auto-isolarão por duas semanas, impactando as viagens da F1. As verificações pontuais serão feitas e os infratores estarão sujeitos a uma multa de £ 1000, cerca de 6770 reais. 

Apenas casos especiais, como o de motoristas de caminhão, serão isentos. As restrições de quarentena serão revisadas a cada três semanas. De todo modo, as viagens da F1, que tem a maior parte das equipes no país, ficarão impactadas na região. 

A F1 esperava obter uma ‘isenção’ para seu staff, de modo a fazer os deslocamentos para outros GPs sem maiores problemas. Os argumentos da categoria se baseiam em uma testagem constante para a covid-19. 

No entanto, apesar do apoio inicial à ideia, a posição definitiva do governo britânico é de que as isenções para o esporte a motor levariam a queixas de outros negócios e indústrias, que também sofrem com a pandemia. 

A temporada 2020 da F1 deve começar com uma rodada dupla na Áustria nos dias 5 e 12 de julho. Depois, haveria mais duas corridas justamente na Inglaterra, em Silverstone, nos dias 26 de julho e 5 de agosto. Entretanto, a etapa britânica está longe de acontecer neste momento. 

Por isso, o plano agora é ter pelo menos um e possivelmente dois eventos imediatamente após a Áustria, para que o pessoal do Reino Unido fique fora do país por um mês, antes de se isolar em casa antes da próxima viagem. 

A pista alemã de Hockenheim continua a ser a favorito para seguir a Áustria, mas a Hungria agora está no quadro como um segundo local alternativo, o que significaria uma corrida em 19 de julho e possivelmente outra na semana seguinte. 

Neste sentido, vale destacar que o Red Bull Ring, sede do GP da Áustria, e o Hungaroring, sede do GP da Hungria, estão apenas a 420 km de distância entre si. O fator geográfico obviamente facilita a questão logística. 

A sequência de rodadas duplas seria seguida por uma pausa de um ou dois fins de semana, que faria o pessoal do Reino Unido se auto-isolar, antes de uma segunda viagem de ida e volta que começaria em Hockenheim. 

A F1 está trabalhando em um calendário provisório que inclui o GP da Espanha em 23 de agosto, o GP da Bélgica em 30 de agosto e o GP da Itália em 6 de setembro, mas ainda não há uma confirmação definitiva. 

Segundo um membro de equipe, "tudo ainda está no ar”. “A única coisa que é muito clara é que tudo o que as equipes querem é começar a correr”, disse a fonte à reportagem do Motorsport.com. 

“Farão o que for necessário, incluindo duas rodadas duplas consecutivas e até mesmo estar na estrada por alguns meses, se isso for preciso. Contanto que seja seguro fazê-lo”, completou o entrevistado.

Fonte: Motorsport.uol.com.br 

Cara! Que loucura o estrago que esta pandemia causou e está causando no mundo, em todos os sentidos possíveis.

Não sei como a F1 vai resolver todas estas pendências não, de verdade, mas imagino que os caras não devam estar dormindo.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Enstone!

Alonso está bem!