As novas regras da F1: o que eu acho

F1 aprova redução do teto de gastos e regras para GPs com portões fechados

Categoria máxima do automobilismo mundial tem novas regras aprovadas para 2020 e além

O Conselho Mundial de Automobilismo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou formalmente uma série de mudanças nos regulamentos da Fórmula 1 para a temporada 2020 e além.

Como esperado, a mudança mais significativa é a confirmação do novo teto de gastos, que começará em 2021. Ele será fixado em US $ 145 milhões no primeiro ano (cerca de 765 milhões de reais), US $ 140 milhões em 2022 (aproximadamente 738 milhões de reais) e depois cairá para US $ 130 milhões (por volta de 686 milhões de reais) nos próximos três anos, com base em um temporada de 21 corridas.

Outro aspecto importante diz respeito às corridas com portões fechados. As equipes estarão autorizadas a levar apenas 80 pessoas para cada prova, das quais 60 podem estar em funções operacionais. 

Os seguintes regulamentos técnicos também foram confirmados: 

- Congelamento de uma grande lista de componentes entre 2020 e 2021. A lista inclui chassi, câmbio, vários componentes mecânicos e estruturas de impacto. Um sistema de token foi desenvolvido para permitir um número muito limitado de modificações, de acordo com as necessidades específicas dos concorrentes. 

- Para 2020, limitações às atualizações da unidade de potência. 

- Para 2021, simplificação do assoalho à frente dos pneus traseiros, a fim de moderar o aumento do downforce entre 2020 e 2021. 

- Para 2021, aumento mínimo de massa para 749 kg. 

Os seguintes regulamentos esportivos também foram confirmados: 

- Para 2020, protocolos para eventos com portões "fechados" e "abertos" e a estrutura regulatória relevante para cada um (por exemplo, pessoal no paddock). 

- Para 2020, várias atualizações relacionadas aos regulamentos de pneus, com disposições para permitir o teste de pneus durante o Treino Livre 2, caso seja necessário aprovar uma nova especificação de pneu da Pirelli e o uso prolongado de pneus P140 no caso de um Treino Livre molhado na 1ª sessão prática. 

- Para 2020, uma redução nos testes aerodinâmicos e de unidade de potência por razões de custo. 

- Para 2021, uma redução adicional nos testes aerodinâmicos e a introdução de uma ponderação entre a posição do campeonato e as limitações dos testes. A ponderação será linear nas dez primeiras posições. 

- Para 2022, foram estabelecidos vários aspectos específicos dos regulamentos, incluindo toque de recolher, componentes de número restrito, fiscalização e prescrições de parque fechado. Esses regulamentos funcionam como um pacote juntamente com os Regulamentos Técnicos de 2022 que foram aprovados pelo Conselho Mundial em 30 de março de 2020 e farão parte de um processo contínuo de revisão e aprimoramento ao longo de 2020 e 2021. 

Além do teto de gastos, foram feitas as seguintes alterações nos regulamentos financeiros de 2021: 

- Aumento do limite de exclusão de bônus de final de ano para resultados esportivos excepcionais de US $ 10 milhões para US $ 12 milhões e encargos sociais por bônus de final de ano. 

- O limite para o cálculo da exclusão de encargos sociais sobre o salário pago ao pessoal caiu de 15% para 13,8%. 

- Custos para entretenimento da equipe limitados a US $ 1 milhão. 

- Bem-estar dos funcionários: exclusão dos custos de programas médicos (por exemplo, vacinação, exames oftalmológicos, exames auditivos) disponibilizados a todos os funcionários relevantes. 

- Custos de sustentabilidade em iniciativas ambientais. 

- Maternidade / paternidade / licença parental compartilhada / adoção, exclusão por custos salariais. 

- Licença por doença e licença médica de longa duração: exclusão de custos salariais. 

- Projetos realizados para auxiliar a FIA. 

Além disso, a FIA abordou a questão controversa das equipes que fornecem componentes aos parceiros. 

A FIA observa: simultaneamente com essas alterações na regulamentação, os Valores Nocionais para Componentes Transferíveis foram definidos pela FIA para 2021, o que é de importância crescente, considerando o nível reduzido do teto orçamentário. Reafirmou-se que o conceito de Valores Nocionais (sujeito à sua configuração correta e justa) diz respeito ao seguinte: 

- Permite que equipes menores evitem a necessidade de estabelecer e manter a capacidade de projetar, desenvolver e fabricar as peças que foram designadas como componentes transferíveis. 

- Impedimento da inversão (uma equipe pequena fornecendo uma equipe grande para contornar as restrições do limite orçamentário). 

- Permite que pequenas equipes façam economias genuínas. 

Novo regulamento técnico da Fórmula 1 impacta o design dos carros 

Além da questão financeira, a categoria máxima do automobilismo terá mudanças nos regulamentos técnicos, o que impacta na aerodinâmica - e no design - dos carros. Estes ficarão mais simples e terão o retorno do efeito solo, que 'gruda' o monoposto ao chão e facilita as ultrapassagens. Tendo isso em vista, a própria F1, além de McLaren, Williams e Renault, lançaram esboços das versões de suas máquinas futuras.

Fonte: Motorsport.uol.com.br 

Muita coisa para assimilar, mas eu quero comentar uma que eu acho extremamente importante, o teto de gastos. Espero que isto ajude a trazer um pouco mais de realidade, porque sinceramente, é muito dinheiro sendo gasto e acaba que deixa as coisas desiguais. Esta é uma oportunidade boa da F1 se tornar mais justa.

Sobre as mudanças técnicas e de regulamento a gente só vai conseguir ver mesmo se vai ou não ajudar, quando elas forem utilizadas. Espero que sejam mudanças para o bem, porque caso contrário, iremos nós lá de novo para mais alterações.

Para encerrar, a questão das corridas com portões fechados e o número de pessoas permitidas para trabalhar com as equipes (para este ano no caso): vai ser insano imaginar que as equipes terão que dar conta de tudo com o número tão reduzido. Fico imaginando como as grandes vão se acostumar, porque para as pequenas, nem acho que a mudança será tamanha. 

A verdade é que a nova realidade do mundo é esta, eventos esportivos não serão os mesmos, assim como nossos vidas já não são.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Paulo Moreira disse…
É. Vai tudo ficar um bocado diferente agora, pelo nos primeiros tempos.
Vamos ver também como vai funcionar isso do tecto orçamental, a ver se as equipas ficam mais equilibradas. Tenho algumas duvidas.

cumps

visitem: https://estrelasf1.blogspot.com/
Com certeza vai ser uma grande adaptação para todos. Veremos!

abs, Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Lu, parabéns pelo seu dia!!!!