Coluna Velocidade e Batom: "Sobre corridas chatas e punições"

"Sobre corridas chatas e punições" by Ludy Coimbra

Não é de hoje que muitos de nós, torcedores, reclamamos de como as corridas da F1 estão chatas. 

Este ano em específico está pior porque o domínio da Mercedes é impactante e definitivo (não que eu me importe muito, já que quem está se perdendo feio é a Ferrari... hahaha), mas em termos de esportividade, competição, está tudo uma porcaria sem fim.

Quem viveu os anos da Era Schumacher como eu, sabe bem como isto é horrível. Então sim, ter apenas uma equipe vencendo tudo é realmente insuportável do ponto de vista esportivo, o que claramente é a parte que nos interessa como aficionados desta categoria.

O que pode ser feito? Mais igualdade financeira e de equipamento? Fornecedoras diferentes de pneus? Mudanças nos sistemas de classificação ou no sistema de pontuação? Eliminação de circuitos sem a menor emoção como Hungria, França, Abu Dhabi? Não sei. Sinceramente. Mas que algo precisa ser feito, isto é claro. 

Só que nós torcedores não temos voz. As equipes e os pilotos são aqueles que podem fazer algo e eu sinceramente duvido que a Mercedes vá mexer um dedinho sequer para mudar o atual panorama da F1. Como nenhuma outra equipe mudaria se estivesse na posição da equipe alemã no momento. Então, infelizmente não vejo mudanças neste sentido.

Já com relação às punições, que foram os personagens principais tanto no GP do Canadá quanto da França, aí sim algo pode ser feito. Mas é preciso que os principais envolvidos, os pilotos, deixem de ser todos (sem exceção alguma) estrelinhas e façam algo. Ficar só reclamando ou dizendo que tanto faz, não resolve.

Quando Vettel foi punido no GP do Canadá no lance com Lewis Hamilton eu bem disse que havia sido exagerado, porque considerei algo de corrida. Na minha visão não havia muito a ser feito ali pelo alemão, já que a pista não tinha muita área de escape e Hamilton estava bem colado nele. Por mim, em termos esportivos, poderia ter ficado sem punição alguma porque achei que foi algo de corrida.

No caso do embate da França entre Lando Norris, Nico Hulkenberg, Kimi Räikkönen e Daniel Ricciardo, eu por mim também não puniria, porque a disputa foi super bacana e não achei perigosa ou que tenha prejudicado alguém a ponto de ser antidesportivo. 

Só que atualmente há uma regra, não se pode ultrapassar os adversários usando o limite fora da pista e foi isto que Daniel fez. A regra foi aplicada. Paciência. 

É chato quando vemos um disputa bacana sendo influenciada por fatores assim? Claro que é! Mas enquanto no Canadá, ao meu ver, a punição foi mais subjetiva, no caso da França não foi. Pelas regras atuais houve o erro, houve a punição, então paciência.

"Ah, mas você é torcedora de Kimi, ele foi beneficiado, por isto fala isto!" Não, eu disse em todas as minhas redes sociais e aqui também, que por mim, não me importaria se Ricciardo não tivesse sido punido porque achei a disputa bacana. A questão toda é, existe uma regra, o australiano a desobedeceu e ela foi aplicada. Simples.

Os insatisfeitos que têm o poder para mudar isto, ou seja, os pilotos, deveriam então fazer algo, porque nós, torcedores infelizmente não podemos. Simples assim.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas