16 de agosto de 2018

Kimi lança seu livro em Helsinque


Uma publicação compartilhada por Octeto Racing Team (@octeto_racing_team) em


Hoje em Helsinque, no bar Wallis (do qual ele é sócio), Kimi lançou a versão em finlandês e em sueco do livro dele "The Unknown Kimi Räikkönen" escrito por Kari Hotakainen.

Em um dos trechos do livro, pela primeira vez, ele falou sobre a morte do seu pai, Matti (em dezembro de 2010) vítima de derrame cerebral.

Kimi contou que apenas sentou e chorou. Falou sobre a luta do pai contra o alcoolismo, como isto o preocupou, como ele tentou ajudar o pai, que eles acabaram discutindo por conta disto e eles não puderam resolver isto antes do pai falecer. E especialmente, o que isto deixou de lição para ele.

Sobre a briga...

"Nunca devemos ter uma discussão que deva ser resolvida antes da morte. E então simplesmente aconteceu. Como em muitos filmes, por causa da discussão, foi uma coisa lamentável. Em geral estava com medo que ele continuasse bebendo. Estava com medo que não pudesse impedi-lo. E essa discussão se iniciou quando estava com alguns de seus amigos, jogando e bebendo. Eu fiquei muito nervoso e tentei usar os argumentos que eu tinha e ele ficou bravo. Foi então que ele disse para eu não me preocupar, que estava tudo bem e me disse que me amava."

Sobre a morte do pai...

"No começo só me deitei em casa e dormi e chorei. A passagem do tempo suaviza tudo, mas o essencial fica lá no fundo. Afeta não ter conseguido transmitir naquele momento certas coisas, mas também ficou algo positivo: resolvi parar de beber, me livrei das coisas ruins e isto já tem quase oito anos." 

Esta é uma das partes do livro que eu vou poder ler em outubro (quando lançam a versão em inglês), porque já fiz o meu pedido há quase dois meses.

Caramba, melhor eu me preparar porque definitivamente vou me emocionar lendo esta biografia.

Fonte: www.mtv.fi

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: