22 de julho de 2018

Sobre hoje

Raikkonen admite que ordens da Ferrari não foram claras

Kimi Raikkonen, da Ferrari, e terceiro no GP da Alemanha, reconheceu que as ordens da equipe durante a corrida não foram tão claras

Kimi Raikkonen, da Ferrari, recebeu alguma justiça no final do GP da Alemanha, quando cruzou a linha de chegada em terceiro lugar, após seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel abandonar a corrida quando liderava.

Raikkonen liderou metade da corrida, mas uma série de mensagens de rádio da Ferrari, após queixas de Vettel dizendo estar perdendo ritmo dos pneus por estar perseguindo o finlandês pela primeira posição, levou a equipe de Maranello ordenar que ele se deixasse o alemão passar.

No entanto, as ordens do pit da Ferrari não foram claras e levaram Raikkonen a perguntar "o que você quer que eu faça". Pouco depois o Iceman cedeu a liderança, sem oferecer qualquer resistência.

A conversa entre Raikkonen e Ferrari pôde ser ouvida na transmissão da televisão internacional. Diante disso, o finlandês declarou que a princípio não entendia o que estavam querendo dele.

"Acho que temos uma certa regra, mas não foi clara o suficiente. Tive a velocidade e obviamente tive um momento na corrida onde não queria parar e... no final não mudou muito", afirmou o piloto da Ferrari. 

"Foi uma corrida complicada, especialmente quando enfrentei retardatários e Valtteri (Bottas) me ultrapassou, não foi um momento simples. Fiquei um pouco desapontado, aproveitei hoje, mas vamos tentar novamente na próxima vez." 

Após o safety car causado pelo acidente de Vettel, Kimi Raikkonen teve a chance de se aproximar de Bottas para tentar recuperar a segunda posição, mas não conseguiu. 

"Tínhamos boa velocidade, mas era difícil ultrapassar. Nunca chegamos perto o suficiente para tentar, e fiquei surpreso com o quão difícil foi alcançar a zona de DRS." 

Fonte: motorsport.com

Nunca passei tanto ódio na minha vida quanto hoje durante uma corrida. Mas que bom que não sentei para escrever aqui logo depois. Eu tinha um monte de coisas para falar, mas querem saber, nem preciso. Não vale sequer a pena eu me irritar novamente.

O resultado da corrida já serviu de resposta. O que você faz de ruim para os outros, volta para você.

Não tenho mais nada para declarar.

Kimi estava sozinho no pódio, ninguém do time estava lá com ele, não havia uma única pessoa representando a Ferrari no meio do engenheiros. Isto é apenas a comprovação do que eu sempre falei aqui. Kimi é um exército de um homem só nesta lixo de equipe. 

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: