23 de maio de 2018

O desejo de correr continua

Gostaria de ler isto e ficar feliz, mas não é o que acontece. Muito pelo contrário.

Se ele se sente bem, se o desejo de continuar correndo está lá e ele está motivado como nunca, fico triste em saber que ele vai dedicar isto para um time que o trata feito segundo piloto, caso ele permaneça onde está.

Queria tanto que Kimi pudesse ter realmente a chance de estar em um time em que ele importasse de verdade como piloto, que o que ele fizesse na pista fosse algo precioso para a sua equipe e que o valorizassem por isto.

Lá em 2013, eu sempre soube que a pior coisa que Kimi poderia fazer seria voltar para a Ferrari. Nunca quis, tive apenas que aceitar porque a situação com a Lotus chegou em um ponto sem volta.

Mas é muito triste para mim, como torcedora, olhar para trás e saber que tudo o que ele conquistou na carreira dele antes do retorno para este time asqueroso será esquecido assim que ele abandonar o esporte, porque nós bem sabemos que na F1 especialmente, só os resultados te tornam bons aos olhos de todos. As pessoas esquecem a trajetória, esquecem a jornada, elas só vêm o resultado final.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: