14 de abril de 2018

P2

Raikkonen admite não ter explicação para perda da pole

Vettel, por sua vez, mostra surpresa com diferença de 0s5 para Mercedes, mas se diz preparado para uma corrida parelha

Kimi Raikkonen admitiu não ter explicações para a perda da pole position no GP da China, quando foi derrotado nos últimos instantes por seu parceiro de Ferrari, Sebastian Vettel.

O finlandês foi o mais veloz no Q2 e vinha com a pole provisória no Q3, inclusive fazendo os melhores tempos nos dois primeiros setores em sua volta final.

Contudo, Raikkonen piorou no terceiro setor e não melhorou em grande margem seu temo no geral; foi a deixa para que Vettel o superasse em sua volta final, ficando à frente por 0s087.

Questionado pelo Motorsport.com sobre o que havia acontecido, Raikkonen disse: “Nada aconteceu. Eu perdi um tempo, mas não sei. Não foi como se eu tivesse cometido um grande erro.”

“Foi parelho, mas suficiente para fazer diferença. Não é o ideal. Amanhã é o dia, vamos ver o que acontece.”

Vettel afirmou que sabia que poderia melhorar depois de andar 0s161 mais lento que Raikkonen nas primeiras tentativas.

“Desde a primeira volta da classificação eu estava feliz”, disse. “Não fizemos muito no carro, não tivemos que lutar para encontrar [o acerto ideal]. Normalmente nós mudamos muito.”

“Eu sabia que tinha mais a dar e, na última volta, acertei tudo.”

Vettel admitiu que a diferença de 0s5 para a Mercedes foi uma surpresa, mas espera por uma corrida “longa e dura” entre as equipes da ponta – incluindo a Red Bull, que garantiu a terceira fila, logo atrás da Mercedes. 

“Ter uma diferença assim é uma surpresa. É uma pista onde você precisa atingir o ponto certo, e, se você sai um pouco desse ponto, você perde um pouco de tempo.” 

“Eu não ficaria surpreso se essa diferença desaparecesse amanhã e fosse uma corrida apertada. Obviamente, eu não ligaria se ficasse assim, mas acho que a corridas será apertada entre as três maiores equipes.”

Fonte: br.motorsport.com

Melhor largar em segundo de uma vez. Se ele tivesse ficado com a pole ia ter que abrir mão dela mesmo.

Pouco importa a esta altura a posição de Kimi. Não faz diferença mais. Ele nunca vai poder disputar vitórias, largue da posição que largar. 

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: