12 de novembro de 2017

Sem preocupação

Raikkonen, após 3º no Brasil: “Era impossível ultrapassar”

Finlandês admite sufoco nas voltas finais, mas reconhece dificuldade em ganhar posições no circuito de Interlagos

Terceiro colocado no GP do Brasil, em Interlagos, Kimi Raikkonen enalteceu a dificuldade em ganhar posições diante de rivais com equipamento semelhante e em condições de pneus parecidas.

O finlandês abriu a segunda fila no grid brasileiro e por lá permaneceu durante a prova inteira, sem conseguir ameaçar seu compatriota Valtteri Bottas na luta pela segunda posição.

Raikkonen admitiu que enfrentou um sufoco nas voltas finais, quando sofreu pressão de Lewis Hamilton, mas afirmou que, no cômputo geral, o GP do Brasil lhe foi difícil para disputas por posição. 

“Não foi o tempo inteiro [que enfrentou pressão], foi apenas no fim. Tive um equilíbrio complicado no primeiro trecho, sendo que o segundo jogo de pneus foi bom. Consegui encostar nos caras, mas era impossível passar em situação de velocidade semelhante”, analisou o campeão de 2007. 

“Ele [Hamilton] se aproximou de mim, eu me aproximei de Seb e Valtteri, mas não fiquei muito preocupado. Tive uma boa saída na última curva, então foi tudo bem”, completou.

Fonte: br.motorsport.com



Sobre a corrida, Kimi poderia ter forçado mais no começo para poder passar Bottas né? Mas também não adiantaria de nada, já que ele não tem permissão para vencer. Então ficou lá, esperando. No final Lewis apertou, mas como Iceman falou assim, ele não viu problemas e dificuldades.

Repito aqui o que falei no Twitter do blog e no meu Facebook, se a Ferrari respeitasse Kimi por tudo o que ele já deu a ela como piloto, eu ficaria contente em vê-lo em um pódio. Mas só me entristece quando paro e penso que Räikkönen não passa de apenas mais um, conquiste ele quantos pódios conquistar, sendo vitórias ou não. Eu não falo isto porque gostaria que ele fosse primeiro, não, só gostaria que houvesse respeito e igualdade, estas coisas não existem na equipe de Maranello, nunca existiram na verdade.

Eu atualmente assisto às corridas para aproveitar enquanto tenho Kimi nas pistas, porque como ele bem disse em uma entrevista este ano, está mais perto do final do que do início de sua carreira. Então não quero perder nada.

Mas é muito triste a gente ver o piloto que a gente torce ir para o pódio e simplesmente não sentir nada com isto. Bom para o Iceman, para os números dele, em termos de resultados, claro, mas não é algo que a equipe dele dê valor. Ainda que este tenha sido o 40º pódio da carreira de Kimi com esta equipe. Para vocês verem!!! A maior parte da vida de Räikkönen na F1 foi com este time.

Beijinhos, Ludy

2 comentários:

mário Paz disse...

Por favor meninas, gostaria que me tirassem uma dúvida...o Hamilton é brasileiro ou o Raikkonen é de marte ? Sim porque ligo a TV e vejo a equipe inteira de transmissão da globo fazendo uma corrente de orações para o Hamilton chegar ao pódio...a fé era tanta que eles já davam Lewis como terceiro colocado, e o objetivo era buscar o Vetel e a primeira colocação... patético !!!

Octeto Racing Team disse...

Mario...

Boa pergunta! Sim... pq eita puxação de sacoooo de sim com este Hamilton!!! Senhor!!

Bjuss, Tati