15 de setembro de 2017

Nico freelando com Kubica

Nico e o olhar de quem já sabe o que vai fazer ...
Atual campeão mundial, Rosberg assume gestão da carreira de Kubica com única missão: “Ajudá-lo a voltar à F1”

Nico Rosberg está de volta à F1. Não como piloto, função encerrada pelo alemão de 32 anos apenas cinco dias depois de conquistar o título mundial no ano passado. Mas o ex-piloto da Williams e Mercedes retorna ao esporte nos bastidores como novo gestor da carreira de Robert Kubica. O polonês, contemporâneo de Rosberg e também de Lewis Hamilton nos tempos de kart, sonha em voltar à F1 e agora tem seu ex-colega como grande aliado na missão de retornar ao grid do Mundial já em 2018.

A notícia foi publicada na manhã desta sexta-feira (15) pelo diário alemão ‘Bild’ e logo endossada pela revista britânica ‘Autosport’. Ao ‘Bild’, Kubica destacou a chance de trabalhar ao lado de Rosberg. “É fantástico que agora eu vou poder trabalhar com Nico. Nos conhecemos desde criança no kart. Ele acrescenta grande valor para mim e para meu retorno à F1”, comentou o polonês, que agora vai ter Nico trabalhando em conjunto com o italiano Alessandro Alunni Bravi, que há tempos gere a carreira de Robert.

 O nome de Kubica voltou a despontar no cenário da F1, de forma até surpreendente, no meio de 2017, quando a Renault lhe ofereceu um teste no E20, carro da antiga Lotus na temporada 2012, em Valência. O piloto foi bem, voltou a pilotar o modelo em outro teste, em Paul Ricard, sendo novamente destaque e bastante elogiado pela cúpula da equipe francesa. Assim, Robert passou a ter seu nome especulado como possível substituto do contestado Jolyon Palmer.

Na esteira do bom trabalho nos testes privados, Kubica foi chamado pela Renault para participar dos testes coletivos promovidos pela F1 dias após o GP da Hungria. A bordo do R.S.17, carro atual e adaptado ao novo regulamento técnico, mais exigente fisicamente, novamente o polonês foi bem, mesmo com as limitações no braço direito, seriamente lesionado após o gravíssimo acidente no rali Ronde di Andora, que interrompeu sua promissora carreira na F1.

 Contudo, a Renault optou pela juventude de Carlos Sainz como novo piloto para 2018, diz o site norte-americano ‘Motorsport.com’, sendo apenas questão de tempo para o anúncio oficial, com a mesma fonte indicando a chance de o espanhol já correr no carro aurinegro no GP da Malásia, algo que Jolyon Palmer tenta evitar, sob força de contrato.

Mas agora que está liberado do contrato com a Renault, Kubica busca alternativas para voltar ao grid. E a mais razoável dentre as disponíveis no momento é na Williams, que ainda não definiu o parceiro de Lance Stroll na temporada. Na última quinta-feira, Felipe Massa disse que negocia sua renovação de contrato, mas deixou claro que só vai seguir no time britânico se sentir que é peça importante para a equipe e se não for a última opção.

Rosberg pilotou pela Williams (*o GP tinha colocado Mercedes por engano)  nas quatro primeiras temporadas da sua carreira, entre 2006 e 2009, e ainda tem bons contatos na equipe. É na influência de Nico que Kubica aposta para retornar ao grid da F1 já na próxima temporada.

Ao comentar sobre sua nova missão, Rosberg disse que aguarda com expectativa para o início dos trabalhos. “Robert e Lewis Hamilton foram os adversários mais rápidos da minha carreira. Então, é muito empolgante que agora vou poder ajudar Robert na sua jornada para voltar à F1. Estou muito ansioso por encarar essa missão”, declarou o atual campeão mundial de F1.

Fonte: Grande Prêmio

Wel, Nico segue os passos do pai que gerenciou, inclusive, a carreira do Mika Hakkinen depois que se aposentou das pistas como piloto.

Um anúncio desses não vem de graça e acredito que eles já tenham conversas na manga com algumas equipes e agora, anunciam o trabalho para daqui a pouco o resultado.

Teste é teste, e tem que ver como a mão do Kubica se sairia mesmo em uma temporada completa. O mental dele em relação a tudo que aconteceu também. Ir bem em dois testes ok, mas e a temporada toda ? A autoconfiança? Tem tudo isso...  Não que os outros pilotos não passem por isso, mas ele tem um histórico. Como ele mesmo lida com isso? Se rolar, vai ser interessante de acompanhar.

Bottas já assinou, aliás? Nico tem boas relações na Mercedes e na Williams... Que do balacobaco seria Kubica anunciado na Mercedes, né?

By Lu

Nenhum comentário: