14 de julho de 2017

Vettel cauteloso sobre o escudo

Após teste, Vettel reprova uso de escudo: “Me deu tontura”

Piloto alemão usou o dispositivo por apenas uma volta e se mostrou pouco confortável

Sebastian Vettel se mostrou bastante cauteloso após testar pela primeira vez a proteção de cockpit de escudo, que a FIA planeja introduzir na F1 a partir do ano que vem.

O alemão utilizou o dispositivo no início das atividades de sexta-feira no GP da Inglaterra, em Silverstone. A peça foi utilizada apenas em uma volta de instalação, no começo do treino.

Vettel depois explicou que o plano era utilizar a proteção por mais tempo para avaliá-la, mas que, como não se sentiu confortável, preferiu remover após somente uma volta.

“Eu usei pela manhã e me deu um pouco de tontura. A visão dianteira não é muito boa. Acho que é por causa da curvatura, o que dá um pouco de distorção. Além disso, ele faz o capacete puxar um pouco para frente nas retas”, detalhou o piloto. 

“Havíamos planejado usar um pouco mais, mas não gostei, então tiramos.” 

Em contrapartida, Vettel não acredita que o escudo iria atrapalhar a mobilidade dos pilotos para sair dos carros. “Entrar no carro não importa muito. Quanto a sair, acho que é uma questão de se acostumar. Não é o principal.” 

Essa foi a primeira experiência prática do escudo em um carro de F1. A FIA pretende realizar novos testes futuramente, possivelmente nos treinos para o GP da Itália, em setembro.

Fonte: br.motorsport.com

Sinceramente, para quê um escudo em um carro de F-1? 

Esteticamente é horroroso em segundo lugar, não acho que seja tão bom por conta da questão de visibilidade. E já pensava isto antes mesmo da opinião de Vettel, agora tenho certeza.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: