16 de julho de 2017

Sobre hoje, Kimi e Marchionne

Em 3º, Kimi se consola com pódio apesar de problemas

Finlandês da Ferrari conquista primeiro pódio desde Mônaco mesmo sofrendo com pneu dechapado no fim da corrida na Inglaterra

Kimi Raikkonen conquistou um resultado positivo neste domingo (16) em Silverstone. Saindo de segundo no grid, o piloto finlandês chegou em terceiro após ter um problema de pneu a três voltas do fim da prova.

O campeão de 2007 viu seu pneu dianteiro esquerdo dechapando enquanto ocupava o segundo lugar. Raikkonen foi para os boxes, mas viu Sebastian Vettel sofrer com o mesmo problema no final e herdou o pódio novamente, mas com o terceiro lugar, atrás do compatriota Valtteri Bottas.

Falando após a prova, o piloto lamentou a corrida na Grã-Bretanha. 

“A Mercedes estava um pouco mais rápida hoje. Tivemos dificuldade para passar por alguns carros, mas infelizmente tivemos uma situação com a falta de sorte”, disse Kimi, em seu terceiro pódio no ano. 

“Por algum motivo o meu pneu dianteiro esquerdo teve problemas. Ele não explodiu, mas não conseguia continuar com ele na pista.” 

“Fui para os boxes, mas por sorte consegui sair bem rápido.” 

“Infelizmente Seb (Vettel) teve o mesmo problema uma volta depois no mesmo lugar eu acho. Não estou feliz, mas isso é melhor do que nada.”

Fonte: br.motorsport.com

Fiquei diversas corridas sem escrever uma linha sequer sobre o que tenho visto, sobre as provas, sobre tudo, então agora sentem, porque o texto hoje vai ser gigante.


Eu não tenho estado satisfeita com Kimi desde depois do GP de Mônaco, uma vez que ele simplesmente não agiu contra a forma como vem sendo tratado dentro da Ferrari, como segundo piloto.

Fiquei quieta porque era melhor para mim e porque não estava pronta para falar sobre o assunto, mas hoje estou.

Não estava empolgada para estava corrida, o segundo lugar na classificação para mim não significou nada porque a posição nunca foi real. E foi assim que assisti ao GP inteiro, esperando o momento em que a Ferrari faria Kimi ceder sua posição.

Mas quis a sorte (embora com um prazer sádico com aquele problema nos pneus faltando três voltas para acabar a prova) que pelo menos desta vez Kimi não fosse sacrificado. 

Ele não ficou satisfeito e eu entendo totalmente. Deu um gole na champanhe e quase nem interagiu com os outros dois pilotos no pódio. Ele não é disto, pelo menos a bebida ele aproveita mais. hahahaha....


Mas a reação do Iceman ter sido esta vem do fato dele ter um grupo de profissionais que parece claramente não sabe o que faz. E ele está perdendo a paciência. 

Há tempos venho me irritando com a forma como Dave Greenwood (engenheiro dele) vem atuando. Kimi reclamou algumas vezes durante a prova sobre algo estar errado e nada sequer foi feito para que se desse a ele qualquer tipo de resposta. 
 
No final da prova, quando o pneu dele começou a se soltar foi uma agonia sem fim. Uma daquelas injustiças que me levaram de volta à 2005 em questão de segundos. Um sentimento de impotência e tristeza que só quem já viu seu piloto favorito perder nas últimas voltas, saberá o que significa. 

Só que desta vez (embora não valesse vitória, apenas um terceiro lugar) a sorte mesmo sendo maléfica na execução, permitiu que Kimi ainda fosse para o pódio depois de tudo o que ele vem passando nesta equipe. Especialmente depois que o seu patrão veio à público e o chamou de lento, ou lesma ou retardado (todos estes sinônimos para a tradução de 'laggard'), termo com o qual Sergio Marchionne definiu Kimi na semana passada para a imprensa.
http://www.wordreference.com/enpt/laggard
clique na imagem se quiser o link para a fonte

Um time, na representação de seu chefe maior, que faz isto (e não foi a primeira vez que ele detonou o finlandês perante à imprensa mundial) com um piloto que compete por eles há 7 anos, que sempre foi correto, que deu os últimos três títulos que eles têm (dois em 2007 e um em 2008), não merece respeito, reverência, nada. 


Por outro lado, também me sinto chateada e até mesmo decepcionada com Kimi, que está aceitando ser tratado desta forma.  

Hoje ele estava bem insatisfeito (só não mais do que em Mônaco), mas é preciso que isto aconteça sempre, esta postura de quem não vai aceitar ser deixado de lado ou tratado feito um qualquer.

Que ele se imponha sem ser desleal, que ele mostre o valor que tem, sem precisar fazer nada além de pilotar. Mas é preciso que Räikkönen se posicione de uma vez por todas. Quero apenas que ele tome as rédeas da situação e me prove (assim como a todos os seus torcedores que corrida após corrida se angustiam via redes sociais, rindo da situação para não chorar) que pode enfrentar a forma como sua "equipe" o trata e que se for para perder, que seja de um jeito que ele saiba que fez o que podia e da forma correta.

Dito tudo isto, vou reforçar, eu tenho o maior orgulho do universo em ser torcedora de Kimi Räikkönen, falo do fundo do meu coração. Não estaria aqui até hoje se não o admirasse, mas eu não quero ver meu piloto favorito como segundo piloto. Eu quero que ele reaja, quero que ele tome uma atitude. Seja esta qual for, porque sinceramente, não dá para gente torcer achando que a qualquer momento uma ordem virá e ele terá que abrir mão de sua posição. Eu não aceito isto porque não é justo. 

Como eu havia avisado, o texto foi grande, mas precisava deixar isto claro aqui. E mesmo quando fico chateada ou decepcionada, não faria nada diferente do que já fiz como torcedora do Iceman. Vou até o fim, seja da forma que for. Ainda que seja uma lesma, um retardado ou um piloto lento, prefiro mil vezes Kimi Räikkönen, sempre, em qualquer situação, ok Sergio Marchionne?

Beijinhos, Ludy

4 comentários:

Diogenes SSSCorreia disse...

Sem mais palavras, querida. Você foi genial na sua analise. Se o Kimi renovar em 2018, acho que seremos os dois unicos torcedores dele no Brasil, mas, no mundo lá fora ele é Rei( menos para a ferrari)

Anônimo disse...

Concordo totalmente Ludy. E ta na hora mesmo do Kimi se impor pq se nao fosse por ele (Campeao de pilotos em 2007 e Construtores 2007 e 2008) os Maledetos ja estariam 13 anos na fila (o ultimo titulo seria o de 2004 na era Schumacher). Apesar dos pesares Kimi teve um fim de semana positivo com o sentimento de dever cumprido. Acompanhou o Hamilton enquanto pode e em nenhum momento teve carro para brigar pela vitoria. Se machionne reclamasse menos de seu piloto e trabalhasse mais para que sua equipe conceda um carro melhor pro Iceman talvez fosse possivel lutar pela vitoria. Mas como sao incompetentes deem gracas a DEUS pelo podio do Raikkonen. Fiquei mto feliz com o Kimi mais uma vez e espero q essa mare de azar tenha acabado hj.
E nois Kimi!

Andrey Neves

Eric Oliveira disse...

Ôh tempos difíceis esse, até quando ele ta sozinho na pista fazendo o que tem fazer, algo acontece!! Que maré de azar horrível, realmente não tem como não lembrar de 2005!! Sinceramente, acho que ele não vai se impor, apesar das caras emburradas(gostaria muito de tá enganado), mas eu tenho pra mim que Kimi não quer acabar com esse "bom clima" entre ele e Vettel, porque Raikkonen quer ficar na Ferrari(sabe-se Deus por qual motivo), e ele sabe que a partir do momento que ele criar um mal estar na equipe e com o Vettel, ele ta fora, querendo ou não, temos que ser realistas de que se Kimi ainda ta na Ferrari é porque Vettel quer! A palavra dele pesa muito nessa decisão, e acho que a Ferrari quer passar pra mídia que tudo ta bonitinho com seus dois pilotos "amigos", e não arriscar colocar um piloto que acabe com toda essa falsa paz, então vamos atender Vettel, pra não criar um clima pesado na equipe. Enfim... Bjo meninas.

Octeto Racing Team disse...

Infelizmente eu concordo contigo Eric. Também acho que ele não fará nada. E é isto que tem me desanimado e me decepcionado mais e mais....Mas foi aquilo que falei no texto, só quero uma atitude, seja ela qual for, porque não vou abandonar Kimi, mas dependendo de como ele reagir ao fato de ser segundo piloto, eu também vou reagir.

Obrigada pelos comentários de vocês!!!

bjs, Ludy