28 de maio de 2017

Ferrari faz dobradinha em Mônaco

Vettel passa Kimi no box e encerra seca da Ferrari em Mônaco

Alemão usa melhor estratégia para passar companheiro finlandês e ganha terceira no ano; Ricciardo completa pódio e Massa é 9º

O alemão Sebastian Vettel venceu neste domingo (28) sua terceira corrida em 2017 e sua 45ª prova na carreira na F1 nas ruas de Mônaco. O GP teve o resultado decidido após as paradas de box. Kimi Raikkonen, pole position, parou para trocar pneus voltas mais cedo que Vettel. Enquanto era líder, o alemão fez as voltas mais rápidas da prova e, quando foi para o pit, retornou à frente do parceiro finlandês.

Este triunfo terminou um jejum de 16 anos da Ferrari em Mônaco. A última vitória da escuderia, também com dobradinha, ocorreu em 2001. Na ocasião, Michael Schumacher e Rubens Barrichello foram os dois primeiros. Esta foi a segunda vitória de Vettel em Monte Carlo.

No campeonato, a corrida também foi ótima para Vettel. Seu rival na luta pelo título, Lewis Hamilton, se recuperou de 13º no grid, mas foi apenas o sétimo. Com isso, a vantagem do tetracampeão no campeonato aumentou de seis para 25 pontos.

Com Kimi Raikkonen em segundo, Daniel Ricciardo se aproveitou de uma estratégia semelhante à de Vettel para ganhar as posições de Valtteri Bottas e Max Verstappen nos pits para completar o pódio.

Em boa prova, Carlos Sainz Jr foi o sexto, à frente de Hamilton e Romain Grosjean. Stoffel Vandoorne conquistaria o primeiro ponto da McLaren no ano com o décimo lugar, mas foi passado por Sergio Perez no fim da prova na curva 1 e acabou batendo. O mexicano ainda bateu em Kvyat enquanto disputava o nono lugar. O russo abandonou enquanto o mexicano teve de retornar aos boxes.

Isso abriu espaço para Felipe Massa conquistar dois pontos no campeonato com o nono lugar.

A corrida foi marcada por uma capotagem de Pascal Wehrlein após um toque de Jenson Button. O alemão ficou com a cabeça no muro, mas não sofreu nada com a batida, que trouxe o Safety Car à pista.

A corrida

Na largada, os seis primeiros permaneceram no grid inalterados apesar de um pequeno toque envolvendo as duas Red Bulls. Lewis Hamilton ganhou uma posição, indo de 13º para 12º. No fim do primeiro giro, Button e Wehrlein foram para os boxes. O alemão foi punido com cinco segundos após sair próximo do inglês nos boxes.

O top-5 era Raikkonen, Vettel, Bottas, Verstappen e Ricciardo. 

Tudo continuou calmo até a volta 17, quando Nico Hulkenberg teve de abandonar a prova com sua Renault fumando devido a problemas de câmbio. No mesmo momento, Sergio Perez foi obrigado a parar nos boxes após um dos suportes de sua asa dianteira ceder. Com as saídas, Hamilton subiu para décimo lugar, na zona de pontos. 

Na volta 22, Raikkonen ainda liderava, com Vettel, Bottas, Verstappen e Ricciardo atrás. Sainz era o sexto, com Grosjean, Magnussen, Kvyat e Hamilton nos pontos. Massa era 12º. 

O primeiro pit stop ocorreu na volta 33. Max Verstappen tentou ganhar a posição de Valtteri Bottas, mas, com a Mercedes reagindo na volta seguinte, o holandês não conseguiu avançar. Raikkonen parou na volta 35. 

Com isso, Vettel e Ricciardo eram os dois primeiros e faziam voltas muito rápidas. Ricciardo conseguiu ganhar o terceiro lugar com suas grandes voltas antes do pit, e Vettel também passou Kimi pela liderança com suas voltas rápidas. 

Após as paradas, Vettel liderava à frente de Raikkonen, Ricciardo, Bottas e Verstappen. Hamilton foi o último parar nos boxes e retornou em sétimo após largar de 13º. 

Na volta 60, Pascal Wehrlein capotou na entrada da Portier após um toque de Jenson Button. O piloto britânico tentou passar o alemão, mas acabou tocando em sua Sauber e fez o piloto parar com a cabeça nas barreiras. O Safety Car veio à pista. 

Na volta, Vandoorne acabou batendo quando ultrapassado por Perez na curva 1 e perdeu o décimo lugar. Perez ainda bateu com Kvyat, e tirou o russo da corrida. 

A próxima etapa acontece em 11 de junho, no Canadá.


Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: