26 de março de 2017

Dificuldades

Räikkönen fala em dificuldades com pneus no início do GP da Austrália e mostra decepção com quarto lugar

Enquanto Sebastian Vettel teve motivos de sobra para comemorar após vencer a primeira corrida da temporada, Kimi Räikkönen foi uma grande decepção. Em momento algum o ‘Homem de Gelo’ conseguiu lutar pelas primeiras posições. O veterano disse que teve dificuldades com os pneus ultramcios na primeira parte do GP da Austrália, mas o ritmo da SF70H melhorou após o pit-stop

A festa da Ferrari neste domingo (26) em Melbourne só não foi maior porque Kimi Räikkönen esteve muito abaixo do nível do vencedor do GP da Austrália, Sebastian Vettel, e terminou a prova no circuito Albert Park apenas em quarto, sem qualquer chance de lutar pelo pódio. O campeão de 2007 não escondeu a frustração pelo resultado e apontou o rendimento dos pneus ultramacios na primeira parte da corrida como decisivo para seu resultado final.

“Nós entendemos o que fazer no carro após a classificação, mas já era tarde demais. Lutei com meu primeiro jogo de pneus, mas depois coloquei pneus macios e foi muito melhor”, comentou Räikkönen, que cruzou a linha de chegada 22s3 atrás de Vettel.

Enquanto Sebastian conseguiu acompanhar de perto o ritmo de Lewis Hamilton, a ponto de conseguir fazer a ultrapassagem na estratégia de pit-stop, Räikkönen sequer se aproximou de Valtteri Bottas, o terceiro colocado, e ainda foi pressionado nas voltas finais pela Red Bull de Max Verstappen.

Kimi disse que sua SF70H melhorou no segundo stint, mas não foi o bastante para poder almejar um resultado melhor. “O comportamento dos pneus macios no carro estava muito perto daquilo que eu queria. Infelizmente, naquela fase, já estava longe demais”, lamentou.

“Agora sabemos o que precisamos fazer para ter um carro mais competitivo e adequado ao meu estilo de pilotagem. Este quarto lugar é decepcionante, obviamente, mas não estou preocupado porque nós encontramos o que precisávamos”, acrescentou Räikkönen, bem ao seu estilo.

No fim das contas, o ‘Homem de Gelo’ viveu sentimentos mistos neste domingo. A satisfação por ver sua equipe de volta ao topo do pódio desde o GP de Singapura de 2015, mas a insatisfação pelo resultado em Melbourne. Que, ainda assim, foi melhor em relação às últimas temporadas. 

“A vitória é muito importante para a equipe, mas se meu resultado é decepcionante, ao menos consegui terminar a corrida e marcar pontos. Nos últimos anos não tinha conseguido fazer isso”, concluiu Räikkönen.

Fonte: Grande Prêmio

Não queria postar este texto do Grande Prêmio porque ele é claramente tendencioso na forma como fala de Kimi, mas enfim...

Räikkönen enfrentou problemas desde o sábado e na corrida foi a mesma coisa. No final das contas, vai ser mais do mesmo. Tive esperanças que talvez as coisas fossem mudar, mas não. Então vamos lá né? É o que temos.

Só para constar, a volta mais rápida que ele fez na Austrália foi a 44ª da carreira dele.

Abaixo uma entrevista do Iceman para vocês. Ele não parece nem um pouco satisfeito com o 4º lugar e eu compartilho do sentimento.


Beijinhos, Ludy

4 comentários:

Anônimo disse...

Kimi nao foi bem hj. Acontece. So achei q a ferrari poderia arriscar supermacios com o Kimi para tentar alcancar o Bottas visto q Verstappen com os super andou bem e chegou a ameacar o Kimi. Mas hj o Kimi n foi bem e ele proprio sabe disso e vai fazer o possivel para reagir nos proximos GPs. Go Kimi!
Andrey

Octeto Racing Team disse...

O carro estava saindo de traseira ontem, ele reclamou, os mecânicos mudaram o acerto, piorou e depois que mexe nos treinos, não pude mudar de volta. Já veio para prova sabendo que teria dificuldades, acho que ele fez foi muito. Só acho que a equipe precisa ser mais competente na solução destes problemas. Pelo menos desta vez não ferraram na estratégia.

bjs, Ludy

Carlos disse...

Olha....por quantos mais anos o Kimi vai continuar batendo nessa tecla do carro saindo de frente, de lado, de costas? São 3 anos de Ferrari já, camarada, já deu mais que tempo de se acertar com essa caranga. Gosto do Kimi, torço pro Kimi (apesar de as vezes não parecer), mas ta dando no saco ouvir isso entra temporada sai temporada. Se ele se recusa a se adaptar, ou se a equipe não consegue balancear esse carro para ele, ta na hora de pendurar o boné mesmo.

Eric Oliveira disse...

Também não entendi, acho que era meio óbvio, um Ultramacio durou 20 voltas obvio que o super chegaria bem até o final, ainda mais visto que a única ameaça era o Verstappen, e ele tava de super, eles não tinham nada a perder, mas eu vou até usar umas palavras do Galvão, " a Ferrari não é a campeã do mundo em estratégias ", esperar algo desse tipo deles, seria demais. Enfim... O ruim é que com o Vettel liderando o campeonato, eles não vão pensar duas vezes em deixar o Kimi pra trás nessa brincadeira. Tenso. =/ Bjo meninas.