2 de dezembro de 2016

Obrigada meu guri e meu campeão

Gritei e tu olhou: Nossa primeira troca de olhares em Interlagos 2008
Vamos escrever o que tem que ser escrito...

Lá estava eu trabalhando, cumprindo minha rotina na assessoria até que o celular apita uma notificação de que Nico estava fazendo um live. Abri para ver do que se tratava e era mais uma entrevista. Sem tempo de ouvir porque o tempo está corrido, nem dei muita bola. 

Lá lá lá... escreve, liga para uma jornalista e páááá!

Um inbox do amigo Regys dizendo que Nico tinha anunciado aposentadoria imediata. Sabia do live e corri lá e confirmei nos comentários das pessoas no vídeo.

;) Obrigada! Danke, Nico!
Pane no sistema! Não sabia o que pensar ou sentir, mas sabia que tinha a ver com missão cumprida. Nico parecia desgastado nos últimos meses. Ele focou o que deu e conquistou o que precisava. Por mais que os haters passem o dia dizendo que Nico ganhou porque o motor de LH quebrou na Malásia, isso é uma mentira deslavada. Ele se perdeu um tanto no meio do ano, perdeu a liderança, mas dominou mais de 90% do campeonato.

E isso teve um preço.

Mil mensagens em todas redes sociais! Amigos pensando em mim naquele momento me deixam feliz de ser linkada ao Nico. 

Lá veio o post oficial dele com a carta de despedida da F1.

Bingo! Era a missão cumprida. Era o cansaço, era a vida nova em família, era a vida, enfim.

Nico nasceu para a F1. Nasceu e disseram vai ser campeão de F1 como o pai. Foi. Feito.

E ele escolheu parar porque não queria passar por tudo novamente e mais que isso, não fazer a família passar por isso novamente. Tem um limite e ele teve a coragem de cumprir esse limite.

Acabei um live dele com a premiação do FIA Gala e ele falou sobre o assunto "queria ser campeão desde  que nasci. Se tivesse perdido o título ano que vem correria de novo e de novo até vencer. Quando venci sabia o que eu queria fazer, sabia que queria parar, mas não sabia ainda se teria a coragem necessária para fazer isso"

Teve.

Nico sempre teve coragem e foco. Olhem para a carreira dele. Nem sempre o mais brilhante, nem sempre aquele que senta no melhor carro e é chamado de Deus da Velocidade pelas facilidades que recebe.

Cameleou nesta F1 até ser o que sempre quis: campeão.

É campeão e vai ser sempre. Agora, é hora de ser pai, de ser marido, de ir na padaria buscar pão de chinelos, de andar de carro caro antigo, de ser piloto de algo se der na telha. De comer no Natal! 

Lembram? Lembram quando o kers entrou na categoria e todo mundo teve que perder peso para compensar a bateria do sistema???

Nico deu entrevista falando que era Natal e ele não podia comer nada!

Bem, o Natal daqui pouco mais de 20 dias vai ser um puta de um banquete, meu loro! Come até ter que abrir o botão da calça e mais um pouco!

Tenho tanto orgulho deste moleque. Tenho tanto orgulho desse homem que vi lá em 2005 ganhando o campeonato virando a pontuação na ultima rodada da GP2.

Orgulho de ver ele crescer e aprender na F1.

Nico pediu demissão. Nico escolheu a hora em que queria parar e para com o título recebido hoje no FIA Gala!

Eu só tenho a agradecer, guri. Gratião, minha lora! Por absolutamente todas as emoções que já me deste. Todas.

As meninas e muitas outras amigas e fãs que vi o dia todo falaram sobre o modo como ele anunciou. Sem chance de assistirmos uma corrida de tchau, um campeonato de tchau, uma despedida como a de Massa ou JB.

Bem, depois de pensar e meditar, me dei conta de que eu não queria mesmo uma corrida de tchau. As ultimas corridas dele eu vou lembrar de um cara vencendo o título. A ultima volta dele na F1 - se é que ele não volta daqui um tempo - vai ser a volta do título. Vencendo a porra toda! O que mais eu quero?????

Se ele desse uma declaração falando que se vencesse pararia de correr teria sido muito dificil no domingo passado. Não! Assim está bom. Nossos últimos momentos na pista foram foda demais. Chorei e soquei o chão rindo na casa da sogra (olha o escândalo!)

Não fui para Interlagos este ano porque tinha certeza que se perdesse o ano do campeonato, teria o bi. Bem, não vai ter bi.

Mas, a ultima corrida de Nico que vi ao vivo em Interlagos eu o vi vencer. Segurei ele na ponta com os olhos, volta a volta. Foi lindo! Foi demais! Só lamento não ter invadido a pista naquele dia. Kleber estava comigo há menos de ano e sabe como é, não queria assustar o boy. hehehe

Nico, vai lá ser feliz! Seja muito e muito feliz e não deixe de dar notícias. Posta uma fotinho vez ou outra. Queremos te ver, guri.

Mais uma vez, obrigada. Obrigada por cada emoção.

By Lu

Um comentário:

Octeto Racing Team disse...

AI Lu, ainda tô triste e tentando digerir tudo isso...

Mas o importante é vê-lo feliz...

Bjuss, tati