2 de novembro de 2016

Melhor desempenho

Räikkönen credita melhor desempenho em 2016 às mudanças feitas em grupo pessoal de trabalho na Ferrari

Kimi Räikkönen entende que as mudanças feitas pela Ferrari na equipe de engenheiros e mecânicos neste ano foram fundamentais para o crescimento de seu desempenho. “Houve uma mudança com as pessoas com que eu trabalho e elas são muito boas”, disse o finlandês

Kimi Räikkönen acredita que as mudanças que a Ferrari fez em sua equipe de trabalho para essa temporada foram fundamentais para o melhor desempenho que vem apresentando em 2016. O finlandês foi superado pelo colega Sebastian Vettel no ano passado, quando o alemão venceu três vezes. Antes disso, em 2014, o campeão de 2007 já havia sido batido por Fernando Alonso. Agora, entretanto, o nórdico vem mostrando resultados mais sólidos e bem próximos do tetracampeão. Na tabela de classificação, Vettel aparece em quarto, uma posição à frente de Kimi, com nove pontos de vantagem.

"Houve uma mudança com as pessoas com que eu trabalho e elas são muito boas. Os caras são realmente muito bons do que temos de fazer, trabalhamos bem juntos. Nós nos entendemos bem e temos sempre as mesmas ideias do que fazer", afirmou Räikkönen aos jornalistas durante a passagem da F1 pelo México, na semana passada.

O piloto de 37 anos ainda disse que os resultados são um reflexo das decisões corretas e precisas do grupo com quem trabalha. "Nos pequenos detalhes, estamos nos certificando que tudo está saindo de maneira correta. Quando você tem essa mentalidade, então tudo vale a pena. Porque você tem um monte de pequenas coisas, e se estão corretas, isso faz uma grande diferença no tempo de volta." 

Apesar do seu progresso pessoal, Räikkönen admitiu também que a Ferrari tem muito trabalho pela frente, especialmente na meta de alcançar a Mercedes e a Red Bull. "Não tem sido uma temporada muito boa. Mas continuamos querendo estar na frente e lutar por vitórias. Então, enquanto você não consegue isso, não é uma boa temporada. Por isso, esse resultado ainda não é o queremos", encerrou.

Fonte: Grande Prêmio 

Ele estaria em uma melhor colocação se a equipe maldita pela qual ele corre não ferrasse com as corridas dele.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: