23 de outubro de 2016

Quarto

Vettel fala em boa corrida em Austin, mas diz que safety-car virtual tirou chance de chegar ao pódio

Sebastian Vettel saiu conformado do GP dos Estados Unidos que aconteceu na tarde deste domingo (23). O piloto reconheceu que a quarta colocação conquistada era o máximo que poderia conseguir, mas lamentou que o safety-car virtual lhe custou uma posição no pódio

A quarta colocação conquistada por Sebastian Vettel no GP dos Estados Unidos foi o máximo que poderia conquistar, de acordo com o próprio piloto. Na tarde deste domingo (23), o alemão não conseguiu superar Daniel Ricciardo para beliscar um lugar no pódio.

Largando da sexta colocação, o alemão conseguiu fazer boa prova para recuperar algumas posições. No entanto, mesmo ressaltado a melhora do carro do sábado para o domingo e um ritmo semelhante ao da equipe das bebidas energéticas, não conseguiu alcançar o australiano.

“O carro estava melhor hoje do que ontem, foi um dia decente. A quarta posição era o máximo que poderíamos conquistar, é apenas uma pena que não tenhamos conseguido terminar com os dois carros’”, avaliou.

“Conseguimos perseguir a Red Bull durante a maior parte da corrida, mas é claro que em algumas voltas eles estavam mais rápidos. Fizemos uma boa corrida”, completou. 

Vettel ainda creditou o safety-car virtual pela perda da conquista do pódio. “Ficamos muito tempo na pista. É claro que os outros pilotos na minha frente pararam mais cedo, então acredito que era a chance para tentarmos algo diferente. Depois acho que fomos aos boxes muito cedo para colocar os pneus médios”, explicou. 

“Uma ou duas voltas mais tarde foi acionado o safety-car virtual, o que não foi ideal. De outra maneira, poderíamos ter conquistado um pódio. Mas no geral acredito que a corrida foi melhor que a classificação em termos de competitividade”, encerrou.

Mas o dia da Ferrari não foi o de todo positivo. Kimi Räikkönen acabou abandonando a prova após uma parada malsucedida. Ainda, o time italiano acabou punido com o pagamento de € 5000 (cerca de R$ 17 mil) por liberar de forma não segura o finlandês.

Fonte: Grande Prêmio

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: