21 de outubro de 2016

Nada contra

Depois de polêmicas, Räikkönen deixa desavença com Verstappen no passado: “Não tenho nada contra ele”

Kimi Räikkönen segue acreditando que algumas manobras de Max Verstappen “foram no limite”, mas descarta qualquer problema mais sério de convivência entre os dois

Kimi Räikkönen e Max Verstappen já se desentenderam algumas vezes em 2016. Desde a estreia pela Red Bull, Max virou uma pedra no sapato de Kimi, consequência de disputas que, na visão de muitos, acabaram passando do ponto. Agora, Räikkönen não quer saber de intriga – o finlandês garante que não vê problemas na postura do adversário.

“Não tenho nada contra ele. É um bom piloto e está fazendo um bom trabalho”, disse Räikkönen, ao ‘Motorsport.com’. “Óbvio que algumas coisas foram no limite, mas os comissários tomam suas decisões nas corridas e as coisas se acertam com o tempo. É comum competir com um tipo de cara em um ano, e no outro talvez ele seja um cara diferente”, completou.

O primeiro embate mais claro entre os dois veio no GP da Hungria, em que Räikkönen quase bateu em um superdefensivo Verstappen. A situação só piorou na Bélgica, quando mudanças de trajetória em alta velocidade causaram um alvoroço na F1. O próprio Kimi reclamou das “bobagens” do adversário. 

No GP do Japão, Verstappen voltou a criar novos problemas, agora com Lewis Hamilton. O holandês, uma vez mais, trocou de trajetória para impedir um ataques do britânico. A Mercedes até pensou em protestar na FIA contra a manobra, mas voltou atrás pouco depois.

Fonte: Grande Prêmio

Kimi pode não ter nada contra ele (e com certeza não tem), fez apenas comentários que ele achou necessário porque sim, Verstappen foi desleal e irresponsável nas manobras, mas eu, Ludy, tenho TUDO contra este moço! Terei para sempre!

Pode ganhar mil campeonatos, continuará sendo o moleque petulante que é.

Beijinhos, Ludy

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu tbm tenho tudo contra ele.
Riccardao vai te pegar muleke kkkk
Andrey