22 de outubro de 2016

Longe de ser ideal

Räikkönen se incomoda com classificação da Ferrari “longe do ideal” nos EUA: “Não dá para ficar satisfeito”

Kimi Räikkönen superou Sebastian Vettel, mas ainda não está feliz. A diferença para o tempo da pole-position está maior do que o finlandês esperava, resultando em dor de cabeça para as duas Ferraris

Kimi Räikkönen larga numa decente quinta posição em Austin, mas isso não é suficiente para ficar feliz. 1s132 atrás do tempo registrado pelo pole Lewis Hamilton neste sábado (22), Räikkönen não consegue esconder a frustração: algo precisa mudar para sonhar com pódio na corrida.

“Óbvio que não dá para ficar satisfeito com nossa posição final de hoje, considerando a diferença de tempo para a pole”, apontou Räikkönen. “Fizemos o que dava, mas nossa posição no grid de largada está longe de ser ideal. Essa é a realidade, e precisamos estar mais fortes na corrida”, completou.

O que anima Kimi é que, pelo menos em ritmo de corrida, a Ferrari não esteve tão ruim assim. Talvez seja a chave para tentar algo contra a Red Bull. 

“Ontem nós sofremos para encontrar o acerto correto. Mudamos algumas coisas aqui e ali, e hoje a dirigibilidade estava boa. Ainda falta velocidade e aderência para conseguir uma volta melhor. Nosso ritmo em simulação de corrida não estava tão ruim, então espero que o carro esteja melhor amanhã. Vamos fazer nosso melhor”, concluiu. 

Räikkönen conseguiu superar Sebastian Vettel, que vai largar em sexto no GP dos Estados Unidos. 

A largada está marcada para as 17h (de Brasília) deste domingo.

Fonte: Grande Prêmio 

Não espero muito além do quinto ou quem sabe, um quarto lugar amanhã. E estou sendo otimista. O ritmo da Ferrari hoje nos treinos foi muito ruim. Vamos torcer para que nas corridas eles consigam ser mais competitivos.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: