21 de setembro de 2016

Um ano

Vettel completa um ano sem vitórias, mas ainda crê na melhora da Ferrari na fase final da temporada 2016

Sebastian Vettel perdeu talvez sua grande chance de vencer em 2016 ainda no sábado do GP de Cingapura, quando foi traído por uma falha na suspensão e teve de largar em último lugar. Entretanto, o tetracampeão acredita que a Ferrari ainda pode lutar contra a Red Bull pelo vice-campeonato do Mundial de Construtores e deposita confiança nas atualizações para o carro nas últimas corridas da temporada

Na última terça-feira (20), a Ferrari completou um ano sem vitórias na F1. O último triunfo foi conquistado por Sebastian Vettel no GP de Cingapura. Foi uma vitória surpreendente em meio a um fim de semana ‘fora da curva’ da Mercedes. Quase um ano depois, as chances de triunfo do alemão foram por água abaixo em razão de uma falha na suspensão ainda no sábado de treino classificatório. Durante a corrida, o tetracampeão empreendeu grande reação, terminou em quinto e foi eleito pelos fãs da F1 como o ‘Piloto do Dia’ do GP de Cingapura.

Mas Vettel, quarto colocado no Mundial de Pilotos — com 153 pontos, contra 179 de Daniel Ricciardo e 148 de Kimi Räikkönen —, não escondeu a decepção com as oscilações da Ferrari durante um 2016 que começou prometendo muito, mas que até agora tem sido frustrante.

Entretanto, Seb ainda acredita que a Ferrari pode reagir e ao menos terminar em segundo lugar o Mundial de Construtores. O tetracampeão demonstrou confiança no trabalho do time de Maranello com as atualizações que estão previstas para a SF16-H nas últimas seis corridas da temporada.

“Acho que, se conseguirmos que tudo corra bem, pode acontecer. Sabemos que temos um pacote forte. Em algumas corridas, nós não conseguimos o rendimento que esperávamos; em algumas, por nossa culpa, e em outras por coisas externas que aconteceram. Está claro que não foi da forma que nós queríamos, e não estamos onde queríamos estar”, lastimou o piloto do carro #5 em entrevista veiculada pelo site norte-americano ‘Motorsport.com’.

“Acreditamos em nós mesmos. Obviamente, não estamos totalmente onde queremos estar em termos de ritmo, às vezes vai melhor ou às vezes pior, mas em pistas como Cingapura geralmente está tudo mais apertado”, disse Vettel, frustrado por não ver o macacão vermelho da Ferrari no pódio em Marina Bay.

“Esperávamos ser competitivos, e havia opções de vencer ou ao menos lutar pelo pódio. Infelizmente não aconteceu nem para mim e tampouco para Kimi”, lamentou o piloto. 

Vettel, contudo, deixou claro que ainda não perdeu sua fé em bons resultados nesta temporada. “Temos confiança. Chegarão pequenas melhorias. Estamos aqui para lutar, e é o que nós vamos fazer”, finalizou.

Fonte: Grande Prêmio

Se ele não acreditar, quem vai? Eu é que não! Obviamente!

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: