2 de setembro de 2016

Ou é uma Mercedes ou é a outra

Em segundo treino livre sonolento, Hamilton responde a Rosberg e fecha sexta-feira com melhor tempo em Monza
A sexta-feira (2) de treinos livres do GP da Itália, 14ª etapa da temporada 2016 do Mundial de F1, teve um desfecho já esperado: Mercedes nas duas primeiras colocações da tabela de tempos. Sem surpresas, os carros prateados voltaram a dominar a sessão desta tarde em Monza, porém com uma diferença bem menor em relação à obtida durante a manhã contra a Ferrari. Desta vez, as posições se inverteram, e Hamilton comandou  tabela de tempos. Com 1min22s801, o tricampeão e líder do campeonato desbancou a marca estabelecida por Nico Rosberg no primeiro treino e fechou a sexta-feira como o mais rápido do dia no lendário circuito italiano. Sem problemas, o britânico enfiou 0s193 de vantagem para o rival.

A Ferrari se manteve como segunda força em Monza nesta tarde, repetindo o desempenho da manhã. Mas as posições também foram invertidas em relação ao primeiro treino. Desta vez, Sebastian Vettel foi mais rápido que Kimi Räikkönen e fechou o treino em terceiro lugar. O tetracampeão foi 0s453 mais lento que Hamilton, mas a diferença foi menor em relação aos 1s088 da Mercedes perante a Ferrari na primeira sessão. Desta vez, a Red Bull mostrou serviço e colocou seus dois carros logo atrás da rival Ferrari, com Max Verstappen em quinto, 0s305 mais lento que Räikkönen, e Daniel Ricciardo completando o rol dos seis primeiros.

Fernando Alonso, depois de ter se recuperado de um problema na embreagem mais cedo, voltou à pista e marcou o sétimo melhor tempo, indicando uma sensível evolução do motor Honda em pistas de alta velocidade, uma crônica deficiência no ano passado. O bicampeão superou a Williams de Valtteri Bottas, oitavo colocado, enquanto Romain Grosjean aproveitou a potência da última versão do motor Ferrari e colocou a Haas em nono. Jenson Button, companheiro de Alonso na McLaren, fechou a lista dos dez primeiros em Monza.

Felipe Massa, no seu último fim de semana de GP da Itália, fechou a tarde em 11º. Já Felipe Nasr voltou a ter um desempenho bastante complicado com um carro que vem rendendo bem menos em relação ao seu companheiro de Sauber, Marcus Ericsson. O brasiliense terminou em 21º e penúltimo, só à frente do britânico Jolyon Palmer, com a Renault que simplesmente não se achou em Monza.

Fonte: Grande Prêmio

E lá foi mais um treino e as Mercedes sempre na frente.

By Lu
 

Nenhum comentário: