19 de setembro de 2016

Coluna "O que elas pensam?"





 

A coluna dessa semana começa com essa foto. Vejam bem essa selfie postada ontem pelo Nico.


Há pouco mais de dois meses Nico e Lewis nem se olhavam na cara caso fossem para o pódio e tivessem que se encontrar na salinha da pesagem e da água. Vocês lembram? Nico lá tomando água e fingindo muito empenho em tomar água sem olhar para Lewis. O inglês a mesma coisa.

Rolou uma conversa da equipe? Com toda a certeza! Durante ou pouco antes das férias algo rolou e desde então, eles procuram fingir ou - vamos ser positivos - ter mesmo uma relação amena entre eles.

Quebrar o pau não vale a pena. Ninguém ganha nada dentro da equipe com uma briga aberta fora da pista entre os pilotos. O próprio Lewis sabe disso quando ele e Alonso perderam a disputa do título em 2007. Kimi agradece e manda um beijo, inclusive. 

Nico, ontem, recuperou a ponta da disputa. Lewis até posou para foto com carinha meio nhaca. Ninguém pode culpa-lo por isso. Nenhum de nós estaria rindo feliz. Valeu e muito o esforço.

A briga, salvo mais tretas e "favorecimento desleal" (na falta de expressão melhor) da equipe que irrite um ou outro, deve ser justa até o final e bem acirrada. Ninguém vai entregar título de bandeja.

Claro, com aquelas coisas de sempre. Como bem disse Flavio Gomes no sábado: se Lewis tivesse feito a pole com o mesmo tempo de Nico todo mundo estaria babando, elogiando, chamando de novo Senna, Deus Dourado do Olimpo da Velocidade Perdida. Como foi Nico, é uma pole ok. Já estamos acostumados com isso e já falamos nisso. Alguns tem um status diferente mesmo que os outros façam até melhor em algumas vezes.

Ninguém está morto nessa luta e cada corrida vai ser disputada no pontinho a pontinho. Quem ganha somos nós. Um campeonato digno do tempo que investimos acordando cedo para ver.

By Lu

2 comentários:

Leandro Martins disse...

Engraçado é que eles eram amigões pelo que eu ouvi, amigos de infância desde que competiam entre si no kart. Foi só o pau comer na Mercedes que deixaram de ser amigos.

Francamente... A relação pode até estar mais amena, mas daí a estar mais amigável... Dois imbecis que deixaram de ser amigos porque confundiram as coisas não vão ficar iluminados da noite pro dia.

E o campeonato seria mais digno de acordar cedo se Ferrari e Red Bull errassem menos. Em certas pistas que os carros nivelam, as jumentices de estratégia estragam tudo. Dou toda razão ao que foi escrito aqui sobre a Ferrari.

Silvestre Zanon disse...

Leandro...aceito seu ponto de vista mas discordo no que diz respeito a relação entre os pilotos. Posso estar enganado, mas se, por exemplo, tivermos uma amizade de longa data mas que por algum motivo estamos disputando um alto cargo numa grande empresa.Em algum momento haverá um atrito e as coisas deixarão de ser como antes. É difícil dizer já que nunca passei por isso...mas não deve ser fácil.
Abç.