29 de setembro de 2016

Ambicioso

Vettel diz que objetivo da Ferrari é vencer seis últimas corridas de 2016 e reconhece plano 'muito ambicioso'

Sebastian Vettel segue confiante na capacidade da Ferrari de parar sequência vitoriosa da Mercedes. Germânico afirmou que a meta é vencer as próximas seis corridas, mas admitiu que o objetivo é um tanto ambicioso

Sebastian Vettel segue apostando na capacidade da Ferrari de subir ao topo do pódio ainda na temporada 2016. Passadas as 15 primeiras provas do ano, a Red Bull foi a única a quebrar o domínio da Mercedes – com Max Verstappen na Espanha.

Depois de apresentar um bom ritmo em Cingapura, mas ver suas chances destruídas por uma falha no carro que o forçou a largar em último, Sebastian voltou a manifestar sua confiança na Ferrari e disse que o clima em Maranello segue sendo de otimismo.

Ao ser confrontado com a afirmação da Mercedes, que acredita que o germânico poderia ter vencido em Marina Bay, Vettel respondeu: “Bom, eu não larguei no top-4, essa é a má notícia! Nós poderíamos seguir falando disso, em termos de ‘E se’, mas isso realmente não importa”.

“Mas, no geral, nós os sentimos bem, a atmosfera é boa, mas tem algumas coisas que trouxemos para cá para testar e ver se funciona”, contou. “Mas, no geral, nós estamos progredindo, Nossa temporada... Cingapura talvez seja uma boa reflexão! Não correu de acordo com o plano, poderia ter sido melhor, mas não importa. Aqui nós vamos tentar ir com tudo, ataque máximo”, avisou o germânico, que recebeu a bandeirada em Marina Bay na quinta colocação. 

De volta ao palco de sua primeira vitória com a Ferrari, Vettel acha que é um erro colocar a Ferrari fora da briga pelo topo do pódio. 

Questionado se a chance do time de Maranello já tinha passado, Sebastian respondeu: “Não, não mesmo. Sempre tem uma chance de vencer”. 

“Largando em último em Cingapura, muita gente não sabia o que esperar. Nós sabíamos para onde deveríamos ir com o ritmo que tínhamos, e você nunca sabe. Com safety-cars em momentos diferentes, poderia ter sido uma corrida completamente diferente, até melhor ou o contrário”, ponderou. “Tem sempre muitas coisas que podem acontecer na tarde de domingo e, no fim, é por isso que estamos aqui”, considerou. 

“Esta é a minha convicção e o meu sentimento sempre que estou no grid, que sempre tem uma chance de vencer. Claro, quanto mais para frente você está, estatisticamente maiores são as suas chances, mas estou convencido de que sempre tem uma chance de vitória”, declarou. “Nós temos seis corridas pela frente e a meta é ir bem em todas elas e vencer em todas elas, o que é muito ambicioso, mas vamos encarar corrida a corrida e ver o que podemos fazer”, concluiu.

Fonte: Grande Prêmio

Com o tempo Vettel vai ver que ter esperanças de dias melhores na Ferrari não ajuda em nada. Ele só tem dois aninhos de casa.

Na Ferrari não existe espaço para esperança, apenas para nadar, nadar e morrer na praia.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: