16 de agosto de 2016

Reagindo

Ex-presidente da Ferrari diz que Schumacher “está reagindo” e acredita: “Vai sair dessa situação muito difícil”

Michael Schumacher está em estado desconhecido desde que saiu do hospital e foi para sua casa, na Suíça, para continuar o tratamento que recebe desde o grave acidente de esqui que sofreu no fim de 2013. Em meio a notícias quase sempre ruins, o ex-presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, falou que o heptacampeão está se recuperando

Quase três anos após seu acidente na estação de esqui de Méribel, nos Alpes Franceses, Michael Schumacher ainda tem o estado de saúde escondido a sete chaves. As migalhas de informações que são dadas normalmente por alguém ligado ao heptacampeão mundial de F1 em segunda instância, nunca pela família, mas mesmo assim são raros. O ex-presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, foi o último a acenar com notícias sobre Schumacher.

De acordo com Montezemolo, presidente da Ferrari durante os anos de títulos de Schumacher, Michael "está reagindo". Em entrevista ao site norte-americano 'Ecumenical News', Montezemolo mostrou até um certo otimismo quanto ao seu antigo funcionário.

"Estou muito satisfeito em saber que ele está reagindo. Sei como ele é forte. E, graças a sua determinação, que é crucial, ele vai sair dessa situação muito difícil", disse Luca.

Nos últimos meses vários boatos sobre o estado de saúde de Schumacher acabaram conflitando. Publicações de diferentes lugares do mundo já afirmaram que Michael vivia suas últimas horas, que esperava um milagre. De forma um pouco mais detalhista, já se falou também que passou a se expressar através do choro quando ouve as vozes de sua esposa e seus filhos. 

Internado em sua casa na Suíça, Schumacher tem ao seu dispor uma unidade de tratamento intensivo no seu quarto. Parte imprensa europeia indicam que, entre os equipamentos usados na UTI doméstica e uma equipe de 15 especialistas que acompanham o heptacampeão mundial, a família já gastou mais de R$ 45 milhões. 

Fonte: Grande Prêmio

Gente, se eu que não sou torcedora do Schumacher já fico angustiada acompanhando a situação dele, fico imaginando quem é.

Eu sinceramente nem sei mais o que pensar. Que tristeza tudo isto!

Eu entendo perfeitamente a decisão da família em se blindar e não expor Schumi, mas o que eles fazem com relação à falta de informação sobre o estado real de saúde do heptacampeão eu acho errado. Não acho que deveria ter boletim de meia em meia hora, mas em algum momento, eles deveriam pelo menos falar algo. Mas enfim, esta é minha opinião apenas.

Beijinhos, Ludy

Um comentário:

Carlos disse...

Se eu falar que já nem ligo mais, soaria muito cruel? Sim?...é, nem ligo mais.