11 de agosto de 2016

Mais testes

Massa diz que Halo ainda precisa de “testes mais adequados” e defende: “Decisão sobre uso deveria ser só da FIA”

Apesar de sempre ter defendido o uso do Halo, Felipe Massa entende que o dispositivo ainda precisa de um teste mais adequado antes de uma decisão final sobre sua introdução nos carros de F1, como forma de ampliar a segurança do cockpit

Embora sempre tenha se colocado a favor da introdução do Halo como dispositivo para ampliar a segurança do cockpit dos carros da F1, Felipe Massa entende que a peça ainda precisa de um teste mais adequado para saber se realmente é a solução correta para o Mundial.

Até agora, o sistema que visa proteger a cabeça do piloto foi testado brevemente durante voltas de instalação ao longo do ano e foi usado apenas por quatro pilotos: Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel, da Ferrari, e Daniel Ricciardo e Pierre Gasly, com a Red Bull.

Apesar disso, a intenção da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) era a promover a estreia do Halo já no próximo ano, mas a iniciativa acabou frustrada depois da recusa das equipes, que pediram um tempo maior para avaliar também outras opções. Assim, a introdução da peça, a princípio, foi adiada para 2018.

Questionado se a decisão de atrasar o uso do equipamento foi acertada, Massa respondeu: "É muito difícil dizer sem ter testado." 

"Precisamos colocá-lo no carro e não apenas fazer voltas de instalação. Você precisa fazer um teste adequado, que é a coisa mais importante agora. Aí teremos como ter uma resposta adequada sobre isso. Se você coloca no carro, anda apenas por uma volta e não funciona, não é um teste correto", completou o veterano. 

Felipe ainda foi mais longe. O brasileiro entende que, antes de tudo, é preciso ter certeza de que o Halo é realmente um passo adiante. "Mas acho que o importante é fazer as pessoas testarem e andarem com ele corretamente. Nunca testei, então sei como responder se é a melhor coisa ou não. Seria bom tê-lo no carro e ver o que muda. Mas também acho que não pode descartá-lo só porque não fica bonito no carro", explicou o piloto. 

"A segurança é mais importante e acho que as pessoas vão se acostumar rapidamente", acrescentou o #19 da Williams. Por fim, Massa entende que a decisão sobre o Halo deveria ser exclusivamente da FIA. "Em matéria de segurança, acredito que a FIA precisa ser a única decidir", encerrou.

Fonte: Grande Prêmio 

Eu concordo com Massa, é preciso muito mais testes. Fazer meia dúzia de voltas com apenas duas equipes e não com todas também não é certo. Tem que ser com todos. É uma mudança muito grande.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: