24 de julho de 2016

Kimi x Verstappen

Räikkönen diz que critério da F1 é "piada" e pede mudanças 

Por: Valentin Khorounzhiy

Kimi Räikkönen diz que F1 precisa mudar abordagem em relação à interpretação das regras após controvérsias no final de semana do GP da Hungria; finlandês também criticou Verstappen em disputa pelo quinto lugar Kimi Räikkönen, sexto colocado no GP da Hungria, realizado neste domingo (24), protagonizou uma disputa intensa com Max Verstappen na reta final da prova, chegando a tocar a Ferrari na Red Bull do holandês na curva 2, terminando atrás do jovem piloto.

O finlandês não somente ficou bastante insatisfeito com Verstappen, julgando que a defesa de posição por parte do piloto da Red Bull excedeu os limites, como também deixou bem claro que não está nem um pouco satisfeito com o que ele julga falta de critério dos comissários de prova durante o final de semana em Hungaroring e nas últimas corridas.

"As regras existem, mas foram aplicadas de modo questionável neste final de semana. Não falo somente dos incidentes com Max, mas também das coisas que aconteceram no sábado. Qual a necessidade de termos regras se os comissários dizem 'tudo bem aqui, tudo errado ali'? Não faz sentido ter regras se elas não se aplicam da mesma forma para todos", disparou.

O piloto da Ferrari ainda criticou a decisão dos comissários quanto à permissão a cinco pilotos - incluindo Verstappen e Daniel Ricciardo - de largar em Hungaroring mesmo tendo excedido os 107% do melhor tempo do Q1.

"O que aconteceu na classificação é um bom exemplo. Você tem a regra dos 107% , mas ela não se aplicou para alguns carros ontem, mas se aplica para outros. Como você pode ter uma regra que se aplica de maneiras distintas. Se alguém puder me explicar...", reclamou.

"Mas a F1 é assim hoje, algo precisa mudar. Não é bonito de se ver e não é justo. Se a regra existe, deve ser aplicada da mesma forma o tempo todo, para todos", acrescentou.

Batalha com Verstappen

Ao falar especificamente sobre a disputa com Verstappen, Räikkönen reiterou que, para ele, o holandês passou dos limites na defesa de posição. Sobre a primeira tentativa de ultrapassagem, quando houve o toque na curva 2, o piloto da Ferrari explicou como viu o incidente.

"Para mim, ele se moveu primeiro para a direita, então decidi ir pela esquerda. Quando o outro cara se moveu novamente, fiz de tudo para evitar um contato, mas eu já tinha ido por ali e você não pode simplesmente ir por ali. Pelo menos consegui evitar o pior", disse.

Sobre o segundo incidente, quando o finlandês travou as rodas e quase passou reto na curva um para evitar um toque com Verstappen, o 'homem de gelo' disse que foi uma situação semelhante.

"Foi parecido, escolhi um caminho e, uma vez que tomei a decisão, é difícil voltar atrás e evitar o toque quando o outro carro vem em sua direção. Consegui evitar totalmente o toque, mas nas duas situações, para mim, ele não agiu corretamente", afirmou.

"Obviamente, como eu disse antes, o critério dos comissários - ou as pessoas que decidem o que vai acontecer, os comissários e outras pessoas - é uma piada", completou.

Reportagem adicional por Roberto Chinchero

Fonte: br.motorsport.com

Eu acho que foi um incidente de corrida. Talvez Kimi tenha ido com muita sede ao pote e talvez Verstappen tenha defendido de uma forma mais agressiva para o finlandês. Não sei... O que sei é que fiquei tensa e preocupada na hora porque não queria que Räikkönen acabasse a corrida abandonando.

Além disto, acho que quem mais saiu prejudicado foi o Iceman porque depois com o carro um pouco danificado, foi bem mais difícil tentar ultrapassar Verstappen, embora ele ainda tenha tentado.

Agora uma coisa que Kimi falou na matéria acima e eu concordo plenamente com a indignação dele é sobre a forma dúbia como estes comissários da FIA julgam as infrações. E não é de hoje mesmo. É 8 ou 80, sempre. Nunca é a mesma punição para o mesmo caso.

Sobre Max Verstappen, só tenho uma coisa a dizer. Sim, você tem todo o direito de defender sua posição, ninguém estava pedindo para você abrir, mas se tem uma coisa que eu não gosto é de deboche. Não gosto mesmo. Concordo com a opinião de Vettel sobre você, mas esperarei com paciência budista para presenciar o dia em que você vai engolir estas palavras


Para encerrar, Seb falou algo que muitos falam de Kimi e que eu como sua torcedora sempre presenciei, ele é um dos caras mais justos e sinceramente, mesmo quando erra, nunca o vi fazendo algo de má fé.

Beijinhos, Ludy

2 comentários:

Carlos disse...

Tem que exportar rolhas para os comissários da FIA

Anônimo disse...

Kimi fez uma excelente corrida de recuperacao e chegou onde era possivel chegar (6lugar) Claro q seria sensacional ele passar o vestappen mas na hungria e dificil haver ultrapassagem.
sobre o deboche? enquanto ele debocha o Ricciardo sorri no podio.
Quero ver se o vestappen segura o Kiimi em Spa.
Andrey