6 de junho de 2016

Sobre o fim de semana de Montoya

Sei que a notícia é de sábado, mas ainda assim quero comentar.



Montoya celebra retorno ao pódio em Detroit, mas acredita que problema mecânico custou briga pela vitória

Juan Pablo Montoya bem que tentou, mas não pôde fazer nada contra os surpreendentes Sébastien Bourdais e Conor Daly. De acordo com o colombiano, a perde de potência nas últimas voltas impediu um ataque aos líderes

Juan Pablo Montoya pode estar se recuperando de um começo de campeonato mediano, mas ainda não é capaz de ficar plenamente feliz com o resultado conquistado neste sábado (4) em Detroit. De acordo com o colombiano, o terceiro lugar poderia ter se transformado em uma vitória, não fosse um problema mecânico nas últimas voltas.

“Tínhamos bom ritmo e todos na Penske fizeram um trabalho incrível. Tivemos um problema de potência no fim. Não fosse isso, acho que teríamos vencido. Mas é bom voltar ao pódio e aos bons resultados”, refletiu Montoya.

Com Juan Pablo prejudicado, os surpreendentes Sébastien Bourdais e Conor Daly abriram na liderança. A vitória acabou nas mãos do francês da KV.

Além de lamentar a perda de potência, Montoya também revelou que a estratégia não funcionou da forma que se esperava. 

“Minha equipe fez um bom trabalho, mas nosso erro foi tentar economizar combustível enquanto liderávamos, pensando na chuva. Mas a chuva nunca veio. Era a coisa certa a se fazer ao olhar o radar”, lamentou. 

Para a segunda corrida, Montoya acredita que tem uma boa base. Mas será necessário uma corrida de poucas bandeiras amarelas para pensar na vitória. 

“Se tivermos poucas amarelas, estamos bem. Se você reparar, sofremos no começo do primeiro trecho e o carro ganhou vida no fim”, recordou.

Fonte: Grande Prêmio

Infelizmente, na segunda corrida Montoya acabou batendo e não completou. E por conta deste fim de semana de altos e baixos, ele acabou caindo bastante na classificação do campeonato, onde agora ocupa a 9ª colocação.

Até agora o desempenho de JPM tem sido bem na média, nada de extraordinário, especialmente se compararmos com o campeonato do ano passado, que ele liderou o tempo todo, venceu corridas (incluindo a Indy 500) e mostrou força.

Veremos o que acontece daqui em diante. Não sei se ele vai brigar por título, não parece, mas acho que dá para ficar no top 5 né? #Veremos

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: