9 de junho de 2016

Para melhorar

Räikkönen vê atualizações da Ferrari para GP do Canadá como passo à frente: “Estamos trabalhando para melhorar”

A Ferrari vai dar uma cartada importante no fim de semana em Montreal para tentar conter o avanço da Red Bull. O time de Maranello vai levar um novo sistema de turbo e também atualizações na suspensão traseira. Para Kimi Räikkönen, tudo representa, no fim das contas, um passo à frente

As últimas etapas da temporada 2016 do Mundial de F1 mostraram um avanço significativo da Red Bull como segunda força do grid. Além da épica vitória de Max Verstappen no GP da Espanha, os taurinos conquistaram a pole-position do GP de Mônaco — com autoridade, diga-se — por Daniel Ricciardo, que só não venceu no Principado devido a um erro clamoroso do time de Milton Keynes. A Ferrari, que começou a temporada sonhando em bater a Mercedes, se viu obrigada a reagir.

No Mundial de Construtores, após seis etapas, a Ferrari soma 121 pontos, apenas nove a mais que a Red Bull. Para conter o avanço taurino, o time de Maranello providenciou algumas atualizações significativas para o GP do Canadá, neste fim de semana: o motor vai contar com um novo turbo, e a SF16-H terá mudanças na suspensão traseira.

Se vai surtir efeito ou não na pista, só os próximos dias vão resolver, mas Kimi Räikkönen está confiante em pelo menos ver um desempenho melhor.

“Nós estamos explorando tudo o tempo inteiro, não vamos começar agora com esses componentes novos. Isso, na verdade, é um passo à frente, claro. E acho que estamos na direção certa. É só mais uma nova peça que temos, é mais um passo novo que a equipe dá neste ano”, declarou o finlandês de 36 anos durante entrevista coletiva da FIA nesta quinta-feira (9), em Montreal.

“Tivemos um início difícil neste ano, mas estamos trabalhando para melhorar enquanto equipe”, considerou o veterano, que conteve a empolgação. “Não espero milagres e mágica, mas a nova undiade de potência é um passo no rumo certo”, disse. A Ferrari ainda não venceu em 2016 e está mais longe da Mercedes do que se esperava no começo da temporada.

Kimi passou a ser ainda mais questionado em razão do seu fraco desempenho em Mônaco, onde cometeu um erro clamoroso durante a corrida e abandonou a prova. O contrato de Räikkönen com a Ferrari vai até o fim deste ano e, ainda que Maurizio Arrivabene acene com uma renovação, nada ainda é garantido. 

O nórdico sabe que, no fim das contas, não depende apenas de si próprio para continuar em Maranello. “Não sei mais além disso. A imprensa fala disso sempre, mas isso não é uma decisão minha. Estou feliz onde estou, mas vamos ver o que acontece no futuro”, afirmou o último piloto a ter sido campeão do mundo pela Ferrari.

Fonte: Grande Prêmio 

Que coisa insuportável isto de especularem TODO ANO sobre o futuro de Kimi. Caramba!!!! Se eu não aguento, imagine ele!

Sobre as atualizações, veremos o que vai virar, eu só quero que Kimi faça uma boa prova depois do desastre em Mônaco.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: