16 de junho de 2016

O que elas pensam?! by Tati

A F1 precisa se reinventar.

A cada dia que passa, eu fico com a mesma sensação: a F1 precisa se reinventar.

Não sei se este meu sentimento está associado ao fato de que meu piloto já não disputar mais nada, nem mesmo vitórias, ou se está no fato da categoria ter em seus dois últimos campeões indivíduos tão poucos carismáticos e com personalidades tão sem graça, mas a verdade é que a cada vez mais percebemos, na prática e nos números, que a F1 não é mais a mesma. Ela está mudada... para pior!

Por favor... eu sei que os tempos são outros e não podemos ficar no passado. E não sou destas que fica lamentando e dizendo que "tudo na época do Senna era melhor", mas tudo que sobra no quesito "dinheiro gasto" na F1, fica faltando na "energia e espontaneidade".

Talvez este seja um dos motivo pelo qual todos curtam tanto o menino Ricciardo. Ele é sorridente e simpático, sem forçar a barra ou fingir. É natural dele. 

A F1 este fim de semana estreia mais um corrida, desta vez no Azerbaijão. Sim, você não leu errado., é isso mesmo!!!

Eu juro que sou a favor de inovações, de novidades e novos circuitos, só cada dia mais estamos saindo das nossas origens para lugares que só estão no calendário porque representam dinheiro. Não é pelo esporte. E isso é triste!

Quantas vezes a F1 fechou os olhos para as crises e conflitos, se isolando da realidade do mundo? Quem se esquece do que aconteceu no Bahrein em 2011?

Nós fãs não temos voz. Os pilotos às vezes têm, isso quanto estão interessados ou quando mexem em seus bolsos. As equipes só MESMO quando mexem em seus bolsos, e Bernie... bem... Bernie só se preocupa com o velhinhos de Rolex.

E com isso o nosso esporte vai se tornando cada dia menos interessante. Eu e você... nós fãs não abandonamos porque gostamos disso... de verdade, mas quem curte mais ou menos simplesmente abandona e desliga a TV, isso se tiver TV à cabo, já que na maioria dos países o esporte sequer é transmitido nas canais abertos. O Brasil segue esta linha, mas não deve durar muito...

Portanto, fico triste ao ver o que o futuro da F1, na minha visão, não será dos mais interessantes. Ou ela se reinventa, de verdade, ou se tornará um mais dos esportes de pay per view, ou seja, só seguirá aquele torcedor fanático que se sujeitar a pagar (caro) para ver uma corrida. 

Bjuss, Tati

2 comentários:

Fernando Kesnault disse...

Falo uma coisa pra voces, menina.....começem a olhar outras categorias como a WEC, V8 Supercars e a serie Blancpain tanto de endurance quanto de sprint e verão como são provas disputadas com muitos fãs, belos e fantasticos carros com leiautes muito bonitos....nao irão se arrenpender....afinal, nao custa ao menos assistir algumas provas....abraços.

Sabrina disse...

a f1 vai sobreviver a esses tempos dificeis. Agora quanto tempo vai demorar pra ela voltar a ser competitiva e divertida aí é que está o problema.
A fia só escuta ela mesma. Tantos os fas quanto os pilotos/equipes sabem mt bem quais são os problemas dessa categoria.
A f1 precisa se adequar ao ano de 2016 e promover melhor seu produto.
É um absurdo que até hoje a fom fique proibindo postar corridas ou qualquer coisa relacionada a f1 por exemplo. A DTM posta corridas completas no youtube. São essas coisas que parecem irrelevantes para a fia, mas que na verdade fazem uma grande diferença