10 de maio de 2016

Por quê o burburinho ?

Hamilton elogia Mercedes, se diz confiante na volta por cima em 2016 e crava: “Ainda sou mais rápido que Nico”
Depois de terminar o GP da Rússia na segunda colocação, após uma dura prova de recuperação, Lewis Hamilton assegurou que segue confiante na capacidade da Mercedes em anular os problemas de confiabilidade, que tanto estão interferindo em seu desempenho em 2016, e voltou também a dizer que continua motivado, que não tem dúvidas sobre suas habilidades e que é, sim, mais veloz que o companheiro, Nico Rosberg.

O alemão, na verdade, vem apresentando um ritmo muito mais forte neste começo de campeonato. Rosberg lidera a classificação com 43 pontos de vantagem para Hamilton e venceu todas as quatro primeiras etapas do Mundial até aqui. Já Lewis vem lidando com uma maré de erros e falhas no carro da Mercedes. Até o momento, o britânico acumula dois segundos lugares, um terceiro e um sétimo.

 Ainda assim, o inglês de 31 anos disse ter certeza de que vai virar o jogo para cima do rival e colega de Mercedes. "Não poderia estar mais relaxado. Eu sei que tenho ritmo e estou preparado para o que vem pela frente. Ainda temos 17 corridas na temporada e estou certo de que há mais por vir da equipe e também da minha parte. Além disso, sei que sou mais rápido que Nico", afirmou.

"De qualquer forma, foi bom ter uma pausa após a Rússia", disse Hamilton. "Depois da corrida, com mais tempo, você consegue refletir sobre tudo que aconteceu ou o que poderia ter feito diferente, então a partir daí a gente aprende com cada experiência e segue em frente", completou o britânico, que elogiou o comprometimento da equipe alemã, depois de ter insinuado certo favorecimento a Rosberg.

"Eu estou realmente orgulhoso da equipe. Nós passamos por um momento difícil, mas eles continuaram a fazer um trabalho fantástico e estou muito feliz com a maneira como estamos trabalhando juntos. Todo o fim de semana, nós começamos com um bom acerto do carro - eu só não consegui ainda tirar todo o proveito disso. Tem sido um início complicado, mas ainda resta um longo caminho pela frente. Ainda há muito por vir de nós", assegurou.

"A equipe está trabalhando 24 horas por dia, sete dias por semana, desde que retornamos da Rússia, então estou confiante de que vamos resolver todos os problemas. Eu sei que ainda sou rápido. E sei disso desde o primeiro dia de testes. Então, assim que tivermos um fim de semana livre de falhas, eu vou mostrar na pista. A minha cabeça está na Espanha e espero por uma boa etapa. Agora começa tudo de novo", finalizou.

Fonte: Grande Prêmio

Por quê o burburinho que estou lendo na minha TL? As pessoas esperavam o que? Que ele dissesse que ele ia inclusive tirar férias faltando 17 provas para o final? Que ele tinha decidido não lutar esse ano? Claro que não, né? Nem foi contratado para isso. Bora, Lewis! Dá teus pulos e vamos ver como se sai.
By lu

Um comentário:

joaoleopires disse...

Para o Campeonato Mundial, isto é a melhor coisa que pode acontecer.
Sem colocar o lado de torcedor, eu prefiro ver uma disputa corrida à corrida entre Rosberg e Hamilton do que um Campeonato Rosberg!