1 de maio de 2016

Foi o que deu para fazer

Terceiro, Räikkönen não se anima com pódio 700 da Ferrari na Rússia e afirma: “Queremos ficar à frente”

Kimi Räikkönen colocou a Ferrari no pódio com o terceiro lugar no GP da Rússia - o de número 700 do time italiano. Finlandês levou a melhor sobre Bottas, mas não foi capaz de segurar a Mercedes de Lewis Hamilton. Com o resultado, chegou ao terceiro lugar no Mundial

Kimi Räikkönen fez uma prova discreta em Sóchi, neste domingo (1), vencida por Nico Rosberg, mas mesmo assim garantiu o terceiro lugar, levando a Ferrari ao pódio de número 700 na F1. O finlandês recebeu a bandeirada com 31s998 de desvantagem para Rosberg.

Terceiro no grid, Räikkönen travou algum duelo com o compatriota Valtteri Bottas pela segunda colocação, levando a melhor. Contudo, não conseguiu segurar a Mercedes de Lewis Hamilton, que largara em décimo e vinha em corrida de recuperação. Seguro contra Bottas e impotente diante de Hamilton, o ferrarista nada mais tinha a fazer além de esperar o fim da prova.

"O terceiro lugar não é exatamente o que queremos, porque o objetivo é levar os dois carros para o topo. Fiz uma boa largada, ultrapassei Bottas na primeira volta, mas depois eu não tinha a velocidade. Tentei reagir e ir mais longe no primeiro stint e assim passamos a Williams, mas eu não tinha o suficiente para atacar a Mercedes, e ainda tive que lidar com o combustível. Isto foi o que conseguimos, mas queremos ficar à frente", falou Räikkönen ainda no pódio. 

Com os pontos somados na Rússia, Kimi ganha duas posições na tabela de classificação e agora aparece em terceiro com 43 tentos. Hamilton tem 57 e é o segundo, e o líder Rosberg soma 100 pontos. 

A quinta etapa do Mundial de F1 2016 será em Barcelona, na Espanha, em 15 de maio.

Fonte: Grande Prêmio

Apesar da ótima largada, Kimi fez uma corrida bem morninha. Mas o que importa é que terminou em terceiro e somou mais alguns pontos.

Deu para perceber mesmo que ele não tinha velocidade, porque depois que o safety car eletrônico foi desativado, Bottas o passou com muita facilidade, assim como Hamilton. Pensei que até ia começar a perder mais posições, mas ainda bem que não.

Com a parada no box ele conseguiu voltar à frente do conterrâneo e assim foi até o final. Como eu disse, prova morna, mas o que importa é conseguir o melhor resultado possível, e isto era o que dava para hoje.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: