13 de abril de 2016

Unidos

Pilotos da F1 demonstram força e provocam Ecclestone durante jantar: “Os faladores estão unidos”

Uma vez mais, os pilotos da F1 deixam clara sua união. Os competidores postaram fotos de um jantar às vésperas do GP da China, mostrando disposição para mudar o certame 

As últimas semanas foram marcadas pelo desejo cada vez maior dos pilotos da F1 de serem ouvidos pelo corpo dirigente que rege o certame. Desde a divulgação de uma carta da Associação de Pilotos da F1, o movimento ganhou força. Nesta quarta-feira (13), os competidores deram mais um sinal de união ao jantar juntos, às vésperas do GP da China.

Ao todo, 18 pilotos compareceram ao jantar. Destes, 17 titulares e um reserva – Esteban Ocon, contratado pela Renault. As ausências ficaram por conta de Romain Grosjean, Rio Haryanto, Jolyon Palmer, Kimi Räikönen e Kevin Magnussen. 

Ocon, apesar de ainda estar longe de cumprir qualquer papel de destaque na F1, tem sua dose de importância no jantar. Dada a ausência de Palmer e Magnussen, o francês representa a Renault na reunião, de certa forma. 

Nico Rosberg aproveitou o momento para sacanear Bernie Ecclestone. O alemão escreveu que, nas palavras de Bernie, o jantar marcava a “união dos faladores”. 

A sacada de Rosberg vem depois de algumas declarações ácidas de Ecclestone. O dirigente disse que os pilotos só têm interesse “no dinheiro do esporte”, dias depois de concordar com as propostas dos pilotos na carta da GPDA. Jacques Villeneuve foi outro que alfinetou a união dos pilotos, sugerindo que os competidores deveriam ficar quietos. 

Fonte: Grande Prêmio

Sei que a foto já foi postada antes, mas estou postando a notícia porque tenho falado sobre isto com frequência por aqui e queria comentar mais um pouco.

Pois eu espero que esta união toda resulte em algo e não apenas em selfies. Os pilotos são as peças que fazem esta categoria girar, se eles se unirem para valer e enfrentarem Bernie e Todt com ideias, sugestões, se pelo menos se mostrarem atuantes, já vou ficar extremamente satisfeita.

Eu sou a mais crítica de todas com relação à postura dos pilotos,  não gosto da imagem de conformismo que eles passam ou de se portarem apenas como enfeite em uma categoria onde são os atores principais, então de verdade, espero que a partir do que aconteceu este ano (com o episódio da classificação) eles passem sim a dar opinião, é um direito deles, mas acima de tudo, acho que é um dever também.

Só para esclarecer, acho que Kimi não estava em Pequim ainda quando esta foto foi tirada, pois ele teve eventos da Ferrari para comparecer em Taipei. Ou talvez ele realmente não quis comparecer, o que é uma pena, mas cada um é de um jeito né? Enfim, só queria deixar a informação aqui.

Beijinhos, Ludy

Um comentário:

Anônimo disse...

E isso aí. Os pilotos são as estrelas do espetáculo e tem q ter voz sim. Surgerir opinar e participar (Queremos as regras assim, queremos o treino nesse formato ou do outro formato e por aí vai).

Só falta o bernie inventar um item de uso obrigatorio para os pilotos por debaixo do capacete e balacrava. A mordaça pra calar os faladores rs

Andrey