2 de abril de 2016

Sem expectativas

Räikkönen lamenta volta final na classificação no Bahrein e fala em “algum trabalho a fazer” para alcançar Mercedes

Kimi Räikkönen vai abrir o GP do Bahrein em quarto lugar, fechando a segunda fila do grid em Sakhir ao lado de Sebastian Vettel. Mas o finlandês entende que a Ferrari tem potencial para muito mais e sonha em alcançar a Mercedes. A diferença de tempo do ‘Homem de Gelo’ para Lewis Hamilton, pole neste sábado, foi de 0s751

Na visão de Kimi Räikkönen, o resultado do treino classificatório deste sábado (2) em Sakhir, palco do GP do Bahrein, foi mais ou menos aquilo que já era esperado: Mercedes dominando com Lewis Hamilton na pole e Nico Rosberg ao seu lado, enquanto Sebastian Vettel em terceiro lugar no grid, ficando à frente do finlandês.

Mas o ‘Homem de Gelo’ entende que tinha potencial para ter feito muito mais na classificação. O tempo de Räikkönen para faturar o quarto lugar no grid foi estabelecido em sua primeira tentativa no Q3, quando anotou 1min30s244. Depois, Kimi fracassou em uma nova volta porque seu jogo de pneus supermacios não teve o melhor rendimento.

“A sessão foi tranquila, tudo funcionou muito bem, mas teria sido melhor se a gente ganhasse algumas posições”, lastimou o piloto mais velho do grid da F1 atual.

“Com o último jogo de supermacios, tive algumas dificuldades nas primeiras curvas, então não consegui melhorar meu tempo de volta, mas apesar disso, tudo certo. Ainda assim, não é o que a gente pretende, a gente quer estar na frente”, disse.

Como é de praxe no seu discurso, Räikkönen prefere não alimentar expectativas, ressaltando que a Ferrari precisa ainda buscar algo além para finalmente emparelhar forças com a Mercedes na F1. 

“Definitivamente temos algum trabalho a fazer porque estamos mais ou menos perto de onde queremos estar. Amanhã vamos tentar melhorar a partir de onde terminamos hoje, vamos fazer nosso melhor e ver o que o dia vai nos trazer. Vamos tentar fazer uma boa corrida”, concluiu o cauteloso finlandês.

Fonte: Grande Prêmio 

Alimentar expectativas para quê? Ele vai ter problemas mesmo.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: