15 de abril de 2016

Pode melhorar

Vettel minimiza tempos de volta, diz que Ferrari “ainda pode melhorar” e espera se aproximar da Mercedes na classificação

Sebastian Vettel terminou a sexta-feira (15) com a segunda melhor marca do dia em Xangai, ficando só atrás de Kimi Räikkönen. O alemão preferiu não dar muita importância ao que a tabela de tempos mostrou neste primeiro dia de atividades de pista na China, mas demonstrou esperança em andar mais perto dos carros de Lewis Hamilton e Nico Rosberg

A sexta-feira (15) que abriu o cronograma de atividades de pista do GP da China mostrou duas situações bem distintas. Na primeira, no treino livre pela manhã, deu a lógica, com a Mercedes à frente do resto e a Ferrari figurando em terceiro, com Sebastian Vettel, e quinto, com Kimi Räikkönen. Contudo, a tarde tratou de mostrar uma grande surpresa.

Os carros de Maranello mostraram ótima performance com os pneus supermacios e dominaram a tabela de tempos, e com direito a 1-2. Kimi marcou o melhor tempo do dia e anotou 1min36s896, com Vettel em segundo, 0s109 atrás.

Nico Rosberg fechou em terceiro, mas o alemão anotou 1min37s133 com pneus macios. Por sua vez, Lewis Hamilton, quarto colocado, cravou 1min37s329 usando os compostos médios. Por isso, embora seja teoricamente natural se empolgar com a Ferrari na ponta da tabela de tempos, Vettel prefere a cautela neste momento.

“É só sexta-feira, mas parece que nós vamos conseguir chegar mais perto da Mercedes na classificação. Nós ainda podemos melhorar”, disse o tetracampeão, sem disfarçar a satisfação com o trabalho feito no dia.

“O equilíbrio do carro não está onde nós queremos que esteja, mas, no geral, acho que foi um tempo bem decente. Depende do que os outros estão fazendo, mas acho que se nós fizermos tudo certo, vamos poder ficar mais próximos”, destacou. 

Contudo, novamente o alemão procurou colocar a cautela à frente da empolgação. “É só sexta-feira, então não vamos nos empolgar e não vamos dar tanta importância assim aos tempos de hoje”, concluiu Vettel.

Fonte: Grande Prêmio 

Estou como Vettel na última declaração, nada de colocar empolgação à frente porque isto nunca acaba bem.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: