8 de abril de 2016

Custo alto

Vettel reclama de custo do V6 turbo da F1 e sugere retorno aos motores aspirados: “Seria bom para todos”

Sebastian Vettel lamenta que os V6 Turbo, em uso desde 2014, estejam custando muito caro para as equipes da F1. O alemão sugere o retorno aos motores aspirados como forma de aliviar as economias das equipes

Sebastian Vettel teme que o alto custo dos V6 turbo da F1, em uso desde 2014, esteja comprometendo o orçamento das equipes da categoria. Para controlar os altos custos do certame, cada vez mais um fator de risco para escuderias menores, o alemão sugeriu o retorno aos motores aspirados.

“Pessoalmente, acho que as regulações para unidades de potência são muito caras. Seria bom para todas as equipes se o esporte voltasse a ter algo aspirado. Eles (os motores turbo) já custaram muito dinheiro e vão seguir custando muito dinheiro”, opinou Vettel.

Além dos V6 turbo, a F1 optou por aplicar um complicado sistema híbrido nos carros. Assim, toda a mecânica dos carros passou por mudanças bruscas entre as temporadas 2013 e 2014. Mesmo hoje, com as novas tecnologias já consolidadas, o custo não baixou. 

“Tudo que tentamos fazer até aqui sobre mudanças no regulamento não serviu para mudar o problema principal. Acho que muitos dos problemas que enfrentamos agora têm a ver com o fato de que fizemos o caminho errado. Agora é fácil levantar a mão e dizer isso, mas o fato é que ainda estamos presos com o que temos”, ponderou. 

“Não posso mudar as regras. Acho bom que uma pessoa não possa mudar as regras sozinha, mas a situação das coisas provavelmente não é a melhor”, finalizou.

Fonte: Grande Prêmio

Concordo com o Sebastian. Acredito que este custo alto para os motores, mesmo depois de um tempo já para se adaptar, está minando as equipes aos poucos.

As grandes sentem de forma bem mais lenta, mas as pequenas sofrem, e muito. Nesta temporada estamos vendo o sofrimento da Sauber para se manter.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: