30 de março de 2016

Os médicos precisam liberar...

McLaren confirma que Alonso vai passar por avaliação médica da FIA antes de ser liberado para correr no Bahrein

Depois do assustador acidente que sofreu no GP da Austrália, Fernando Alonso terá de passar por uma avaliação médica da FIA para ser liberado para correr neste fim de semana, na etapa do Bahrein, a segunda da temporada 2016 da F1. O espanhol será submetido aos exames nesta quinta-feira (31) pela manhã.

O bicampeão deixou Melbourne e voltou para a Espanha, como forma de se recuperar dos efeitos do forte impacto da batida e preferiu permanecer perto da família. O piloto de 34 anos também treinou pouco nos últimos dias. E a McLaren informou nesta terça-feira que Fernando já está em solo barenita. "Como é de costume em caso de acidentes fortes, Fernando terá uma consulta de rotina com os médicos da FIA na quinta-feira pela manhã", confirmou um porta-voz da equipe inglesa, que deixou, por precaução, o reserva Stoffel Vandoorne de sobreaviso.

Mas Alonso também reiterou que não vê a hora de voltar ao cockpit do MP4-31. "Estou contente em estar no Bahrein depois do acidente sofrido na Austrália. Eu passei algum tempo descansando e não vejo a hora de voltar ao carro", disse.

Na volta 18, em uma tentativa de ultrapassagem na aproximação da curva 3 da pista do Albert Park, Alonso errou o ponto de freada e acabou acertando a Haas de Esteban Gutiérrez. O toque jogou o McLaren #14 para o alto e, após bater na brita, ainda saiu capotando e atingindo com força a barreira de proteção de pneus. Por sorte, o espanhol escapou ileso de qualquer problema físico mais sério.

A FIA também decidiu investigar o acidente depois de tomar conhecimento sobre a quebra do banco de fibra de carbono. O assentou partiu na altura do ombro depois do impacto de mais de 46 vezes a força da gravidade.


O carro do asturiano ficou completamente destruído na batida. Por isso, a McLaren terá de usar um chassi de reposição, enquanto a Honda vai ter de lançar mão de um novo motor. O outro carro envolvido no acidente, o Haas de Gutiérrez, também terá de ser substituído.
(fonte: Grande Prêmio)

***

Acredito que seja uma formalidade, mas tem de ser feita mesmo...

Bjuss, Tati

Nenhum comentário: