25 de março de 2016

Com o mesmo motor

Ferrari detecta que fogo no carro de Räikkönen foi causado por falha no turbo e decide manter motor para GP do Bahrein

Kimi Räikkönen acabou fora do GP da Austrália por conta de um princípio de incêndio em seu carro. A Ferrari testou e confirmou sua suspeita de que se tratava de um problema no sistema de turbo. O motor pode ser mantido

Kimi Räikkönen teve de abandonar o GP da Austrália quando brigava por um pódio quando um princípio de incêndio aparece no carro durante a parada nos boxes. Foi uma falha no turbo, mas a unidade de força que ele utilizou por lá vai seguir no carro para o GP do Bahrein.

A Ferrari esperava que o motor estivesse em boas condições, mas a certeza chegou apenas após um teste em Maranello durante esta semana. A análise confirmou que o problema foi num dos seis turbos.

Mesmo assim, a preocupação da Ferrari era que o fogo pudesse ter partido do motor de combustão interna - como não é o caso, a unidade está a salvo para a prova barenita. A mudança necessária é a troca da unidade de turbo. 

O problema acabou impedindo o que tinha tudo para ser uma grande estreia do que deve ser a última temporada do campeão mundial de 2007 na F1. Uma largada espetacular o havia colocado no segundo posto e apesar de perdido o P2 para Nico Rosberg, tinha boa vantagem para Lewis Hamilton. 

O GP do Bahrein acontece em 3 de abril.

Fonte: Grande Prêmio

Está a salvo né?! Pois eu pago para ver!

Beijinhos, Ludy

Um comentário:

EricOliveira disse...

Ja somos inseguros normalmente quando se trata de ferrari e Kimi, agora eles só vão triplicar isso, valeu ferrari.