16 de março de 2016

Chegando perto

Vettel fala em “expectativas altas, mira vencer corridas, ser campeão” e põe Lauda em alerta: “A Ferrari está chegando”

Às vésperas do início da temporada, Niki Lauda, presidente não-executivo da Mercedes, considera a Ferrari como uma ameaça real ao domínio dos bicampeões do mundo. Por sua vez, Sebastian Vettel exala confiança até mesmo em lutar pelo penta, mas não sabe dizer, ainda, o quanto a escuderia de Maranello reduziu a diferença para a rival

Ao menos no discurso, a Mercedes prega total respeito à Ferrari e vai além: considera os rivais de Maranello como uma ameaça real ao domínio que vem sendo imposto pela equipe bicampeã da F1 desde 2014. Niki Lauda, lenda da Ferrari, porém atualmente presidente não-executivo da Mercedes, alertou para o crescimento do time italiano, algo que é compartilhado por ninguém menos que Sebastian Vettel, único piloto a quebrar a hegemonia da Mercedes no ano passado ao vencer três corridas na temporada.

Em entrevista ao diário alemão ‘Sport Bild’ antes de embarcar para a Austrália para a disputa do primeiro GP da temporada, Vettel não escondeu sua confiança sobre a capacidade da Ferrari em brigar por vitórias e, principalmente, de lhe ajudar em chegar ao histórico pentacampeonato.

“As expectativas são altas. Meu objetivo é muito claro: ser campeão do mundo e vencer corridas. Qualquer outra coisa para mim não é o bastante”, afirmou o tetracampeão.

Contudo, Seb evitou falar sobre o quanto a Ferrari reduziu a vantagem para a Mercedes e disse que prefere esperar algumas etapas para ter uma maior clareza dos fatos. “Só é possível responder a esta pergunta depois de algumas corridas. Mas, como piloto, você sempre tem de acreditar em sim mesmo e em suas oportunidades”, explicou.

Por outro lado, Lauda acredita que a Ferrari está, sim, bem mais próxima, de modo que qualquer erro, por menor que seja, pode ser fatal.

“Vejo claramente a Ferrari chegando com grandes passos. Suspeito que eles estão a 0s2 a 0s3 de nós. É uma vantagem perigosamente pequena agora. Nosso menor erro em estratégia ou nos pneus vai significar que esses 0s2 ou 0s3 vão pelos ares de forma muito rápida”, afirmou o austríaco em entrevista à emissora RTL. 

O fato é que Vettel é a grande esperança de uma F1 que anseia pelo fim do domínio da Mercedes e torce por uma categoria mais competitiva e imprevisível. Assim, o crescimento da Ferrari passa a ser visto por muitos dos fãs do esporte como um alento para um 2016, enfim, mais equilibrado e com mais postulantes ao título mundial.

Fonte: Grande Prêmio 

Let's wait and see.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: