25 de janeiro de 2016

Insatisfeitos

Villeneuve nega outros projetos como causa da saída da Venturi e diz que batida no Uruguai deixou “todos insatisfeitos”

Jacques Villeneuve deixou claro que a batida no treino classificatório em Punta del Este deixou a situação entre a Venturi e ele em um nível caótico que culminou na decisão de separar caminhos de agora em diante. Mas o veterano garantiu que outros possíveis projetos em nada têm a ver com a saída da F-E

Jacques Villeneuve e a Venturi anunciaram a separação na semana passada após apenas três corridas. É difícil imaginar que um Villeneuve tão animado em voltar às pistas como piloto titular esteja apenas deixando a F-E sem planos futuros em mente, mas o próprio piloto disse que sua saída nada tem a ver com qualquer outro projeto que tenha no momento.

O campeão mundial da F1 em 1997 afirmou que todo o processo na Venturi foi muito rápido. Apesar da pré-temporada de agosto passado em Donington Park, é fato que o canadense não teve tanta quilometragem assim no carro, mas outros pilotos que também não tinham ainda conseguiram se sair melhor.

Jacques, no entanto, fez questão de afirmar que não houve uma briga que desembocou na saída, mas que existiu, sim, uma deterioração na relação com a equipe após o início complicado.

"Eu não saí para mudar de categoria. Não tenho planos no momento. O que aconteceu foi muito rápido - não tenho mais nada a acrescentar. Sinceramente, não houve ataque, não me defendi. A situação atual vai permitir que eu trabalhe em outros projetos. Sou um piloto, meu objetivo é correr", disse.

"Estava muito envolvido com o projeto. Introduzi várias coisas que agora estão sendo usadas pelo time. Eu estava muito envolvido, mas infelizmente não estávamos na mesma página, ponto. Creio que as coisas se complicaram na parada de Natal, mais ou menos no Ano Novo. Foi uma decisão mútua. Você sempre deve acreditar na versão oficial da história. Com isso em mente, todo mundo pode acreditar no que quiser", seguiu. 

Não escondeu, ainda, que a batida em Punta del Este foi a gota d'água no estresse das partes. Villeneuve bateu na classificação e acabou nem conseguindo participar no eP uruguaio. 

"É sempre decepcionante não terminar um projeto, especialmente quando acaba tão cedo na temporada com tanto por fazer. Não tive tempo de me ajustar. É frustrante. Passamos por vários problemas nas primeiras duas corridas da temporada, o que limitou meu tempo para guiar. Em seguida, danifiquei o carro na terceira prova, evitando que eu corresse", contou. 

"A situação deixou todos insatisfeitos. Se a relação não for boa, melhor para todos que foquem em seus próprios projetos. Assim, vocês evita brigas. Isso é tudo", encerrou. 

O substituto de Jacques, ao menos para a próxima corrida, é Mike Conway. Esta prova é o eP de Buenos Aires e dá prosseguimento à temporada 2015/16 da F-E no dia 6 de fevereiro - sábado de Carnaval.

Fonte: Grande Prêmio

É, uma pena que as coisas não deram certo.

Mas como Jacques disse, melhor sair antes que fique pior. Assim ninguém perde a razão.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: