17 de dezembro de 2015

“Trabalhador e talentoso”

Dennis exalta “trabalhador e talentoso” Alonso e prevê: “Ele terá grandes anos com a McLaren-Honda”

A relação entre Ron Dennis e Fernando Alonso é antiga e tem um histórico de rusgas e polêmicas, sobretudo pela guerra nos bastidores que envolveu também o então novato Lewis Hamilton em 2007. Mas oito anos depois, o dirigente britânico conta com o bicampeão do mundo para recolocar a McLaren de volta ao topo da F1 e, mesmo depois de um 2015 de muitas dificuldades na reedição do casamento com a Honda, Dennis aposta que Alonso viverá grandes momentos com a McLaren.

Contratado a peso de ouro no começo da temporada para liderar o projeto da equipe inglesa nesta nova parceria com a Honda, Alonso conseguiu como melhor resultado um quinto lugar no GP da Hungria nesta última temporada, mas Dennis diz que seu piloto sabia que estava entrando para uma equipe em transição. Por isso, descartou qualquer possibilidade de ano sabático e deixou claro que o espanhol vai cumprir os dois anos que restam do milionário contrato com a McLaren na F1.

Em entrevista ao site oficial da F1, Dennis rasgou elogios ao espanhol. “Fernando é um trabalhador e ele é talentoso, não tenho dúvidas disso. Ele amadureceu uma enormidade desde a última vez em que ele guiou para nós, há oito anos, e ele agora é um dos pilotos mais completos de sempre, de modo que é um privilégio trabalhar com ele”, disse.

“Ele tem o que eu muitas vezes me refiro como os quatro ‘Es’ que todos os pilotos deveriam buscar cultivar: energia, entusiasmo, expertise e experiência”, acrescentou.

Ao ser questionado sobre uma eventual saída de Alonso, Dennis foi taxativo. “O contrato de Fernando é de três anos de duração, sem cláusulas de performance nem nada. Ele sempre soube que 2015 seria um ano de aprendizado. Ele sabe tão bem que, em conjunto com a Honda, nós vamos fazer grandes evoluções. Então ele se uniu a nós ciente disso.”

No fim das contas, o que o chefão da McLaren espera é que todas as dificuldades vividas em 2015 fiquem no passado. “Juntos com os conhecimentos e a experiência que ele cultivou durante os últimos 15 anos correndo na F1, ele ainda se mantém com energia e entusiasmo. Ele já teve anos bem melhores do que o de 2015, mas ele sabe que terá grandes anos pela frente, com a McLaren Honda”, finalizou.
(fonte: Grande Prêmio)

***

Existem várias pessoas que ESTÃO na F1 e que não curto, outras que super curto, mas existem APENAS DUAS que eu simplesmente ODEIO: uma delas é Ron Dennis. Os motivos são bem óbvios. E não adianta, eu não tenho capacidade suficiente para ler o que Dennis fala sem imaginar uma alfinetada.

Falar da maturidade do Alonso é totalmente desnecessária porque, é ÓBVIO que depois de 8 ANOS o Fernando seria um sujeito melhor e mais maduro. Ficar surpreso com isso é ridículo.

Sem falar que foi Ron Dennis e sua boca maledeta que começou com esta onda sobre "não correr em 2016". Um sujeito deplorável, definitivamente!

Nada do que o chefão fala ou os elogios que diz sobre Alonso me soa verdadeiro. Nada de teorias de conspiração, por favor! Só não acredito nele. Simples... 

Ron Dennis tem sorte de hoje poder contar com o talento do Fernando. Mas isso não me tira a cara de nojo que sinto toda vez que imagino Alonso ter de conviver com um sujeito como ele.

Mas depois de 5 anos suportando a ferrari, ficar apenas com cara de nojo é totalmente aceitável... 

Bjuss, Tati

Um comentário:

Sabrina disse...

Tb detesto o Ron Dennis. Mas pelo menos, assim como o Alonso, a gente finge que gosta dele e ele finge que gosta do Alonso. Posso ser falsa e cinica o quanto eu quiser hahahahah. Aí vi vantagem!
Ron Dennis deve ter recebido algum alerta vermelho la na mclaren/honda, pq depois da infeliz entrevista do ano sabatico e depois de se meter na vida do seu filhinho hamilton, ele aparece com essa entrevista falando bem. Ta bom...