1 de dezembro de 2015

Farpas

Em troca de farpas, Rosberg tripudia e vibra ao ver “atos desesperados” de Hamilton para vencer em Abu Dhabi

Nico Rosberg está sabendo aproveitar seu bom momento na F1. O alemão, que sofreu com o melhor ritmo de Lewis Hamilton na maior parte de 2015, deu a volta por cima nos três últimos GPs do calendário, que acabaram em vitórias maiúsculas do alemão. Agora, o filho de Keke quer ver o rival se descabelar para voltar ao alto do pódio.

 Em sua coluna no jornal alemão ‘Bild’, Rosberg deu a entender que Hamilton já está se desesperando, apesar de garantir o segundo título consecutivo.

“Preciso admitir que fiquei feliz ao ver meu companheiro de equipe recorrer a alguns atos desesperados, como neste domingo. Ele queria terminar a corrida com apenas uma parada, não aceitando o conselho da equipe, que dizia que definitivamente não poderia ganhar assim”, apontou Rosberg.

A reação de Rosberg, todavia, veio muito tarde. Na maior parte do tempo, Nico foi um piloto apático, apenas a sombra de alguém que se colocou como forte candidato ao título em 2014. Mesmo com o supercarro da Mercedes, o #6 sofreu até para assegurar o vice-campeonato contra Sebastian Vettel.

Agora, resta a expectativa de que a temporada 2016 finalmente seja a da consagração. E, já pensando no próximo ano, Nico revelou que não vai ser difícil se habituar com o próximo carro da Mercedes.

“Três vitórias e seis poles seguidas. Significa que vou chegar à próxima temporada em uma posição forte. A Flecha de Prata de 2016 é basicamente um desenvolvimento da atual, estaria pronta para começar a temporada amanhã mesmo”, finalizou.

Fonte: Grande Prêmio

Li também o Lewis alfinetando o Nico hoje cedo. Assim eles estão indo. Sabe quando tu fala "te adoro" com os dentes serrados? Nesse nível. Para o Nico isso pode ser bom, essa raiva, esse gás. Mas mesmo assim tem que usar isso na medida certa.

By Lu

Um comentário:

Reginaldo Nepomuceno disse...

Vai dar ruim, meninas. Agora que o Nico acordou (um pouco atrasado), acabou a paz pro Lewis, Toto e Lauda. Mas eu ainda aposto no inglês, que tem experiência e 3 canecos na estante.