29 de novembro de 2015

80 pódios

Räikkönen chega a 80 pódios na carreira na F1, iguala Senna e garante quarto lugar no Mundial em ano “não ideal”

Kimi Räikkönen terminou a temporada em uma alta, por incrível que possa parecer. O finlandês sumiu no terceiro lugar, garantiu o quarto posto no Mundial de Pilotos e chegou a 80 pódios na carreira, igualando Ayrton Senna

Alguém viu Kimi Räikkönen por aí? O campeão mundial de 2007 ficou com o terceiro lugar no GP de Abu Dhabi deste domingo (29), mas praticamente não foi visto. Mas foi desta forma que Räkkönen chegou a 90 pódios na carreira, igualando Ayrton Senna e se tornando o quinto piloto a mais ir ao pódio em toda a história.

Na realidade, a terceira posição foi uma zona de conforto e Räikkönen ficou 20s atrás do segundo colocado e 25s à frente do quarto. Enquanto a TV focava numa possível briga entre as Flechas de Prata e na recuperação de Sebastian Vettel chegando a Sergio Pérez, Kimi foi-se.

Ainda no pódio, Kimi preferiu falar da temporada ao dizer muito sobre a corrida. Para ele, os finais de semana que encerraram o ano, sem sobressaltos, foram excessão.

"Creio que começamos bem nesta temporada, mas não foi ideal. A velocidade está lá, mas o resultado final não foi ótimo muitas vezes. Esse final de semana foi um pouco melhor, as coisas aconteceram de forma mais tranquila", disse. 

"Obviamente não foi o bastante para bater esses dois [Lewis Hamilton e Nico Rosberg], mas fizemos nosso melhor", encerrou. 

Assim, Räikkönen garante a quarta colocação do campeonato mesmo num ano tão ruim. Dentre o ano que teve, o finlandês acabou terminando 2015 no lucro. 

Fonte: Grande Prêmio

Não vou fazer comentários sobre o tom debochado e de julgamento desta matéria. Hoje estou zen!!!! rsrsrs...

80 pódios! Uau! Coisa para caramba!!!! E eu presenciei 79 deles, só não vi Inglaterra 2004. #OnneaKimi

Definitivamente não foi uma boa temporada a de 2015. Melhor do que a passada, com certeza, mas ainda assim não foi ideal. Kimi teve sua parcela de responsabilidade em algumas provas e a equipe porcaria dele em outras. Não vou fingir que não achei o desempenho dele aquém das expectativas. Ele precisa melhorar para 2016. #fato

Mas fico contente que este pódio tenha acontecido hoje, aliviada na verdade (embora a equipizinha dele quase tenha colocado tudo a perder com o problema no pit), porque é uma forma de terminar um ano bem mais ou menos de forma positiva.

Enfim, como disse no twitter e no facebook, agora é hora de aprender com os erros de 2015 e tentar esperar por algo bom em 2016, mesmo correndo na equipe em que ele corre. Faço um esforço diário para suportar isto, mas vamos que vamos.

Que venham as férias, os testes de inverno e 2016.

Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: