13 de outubro de 2015

Semana Kimi Räikkönen 2015: "Em 13 temporadas..."


"Em 13 temporadas: o momento mais difícil"

By Myn: GP de Abu Dhabi 2009 - Com destino incerto e com a saída da Ferrari decretada depois duas temporadas amargas, Kimi estava indo embora da F1, eu não sabia como seria, sem ele na próxima temporada a sensação é que faltaria um carro no grid e o jeito como as coisas aconteceram deixou cicatrizes que sempre vão ficar lá para lembrar, mas como dizem, certas cicatrizes acabam por nos ensinar algumas lições.


********

By Manu: Todo o ano de 2014. Achei que 2009 tinha sido sofrido, mas foi um crescimento e por sua vez, um olhar positivo das coisas que vieram a acontecer depois. Olhando 2014, é dificílimo de encontrar algo positivo para Räikkönen, mesmo em termos de crescimento. Arrisco a dizer que se houvesse uma borracha gigante, poderíamos apagá-lo sem remorsos. 


********

By Eric: Eu gostaria de dizer “a saída dele em 2009”, mas 2014 veio com tudo, com uma força malígna nunca antes vista e superou de longe, nós fãs do Ice sabemos o que é a ferrari, e sabemos o quão o Kimi é injustiçado nessa equipe de M*, mas enfim... é isso que temos.


********

By Ludy: A temporada de 2014. Odeio. Muito. Não tenho uma única, sequer uma única boa lembrança, e isto por si só já supera 2009. Nunca imaginei na vida que depois de tudo o que havia acontecido com Kimi e a Ferrari, que ele voltaria para lá. Passei praticamente a temporada de 2014 inteira tendo que engolir Räikkönen nesta equipe maldita e decepcionada com ele. Não vou mentir e me fazer de torcedora perfeita. O maior erro da carreira de Kimi foi voltar para lá. Eu sei que ele não tinha outra opção, mas ainda assim, não aceito. Entendo, mas nunca aceitarei. Enfim, 2014 não é um ano que eu goste de lembrar (como eu bem comentei na época). Na verdade, ele só existe na minha mente para me fazer lembrar o quão ruim ele foi.


Beijinhos, Ludy

Nenhum comentário: