Emotiva

Emocionado por Bianchi, Vettel lembra ter igualado número de vitórias de Senna na F1: “Nem sei como colocar em palavras”

Sebastian Vettel igualou as 41 vitórias de Ayrton Senna na F1 com a vitória no GP da Hungria deste domingo (26), segunda pela Ferrari. Após saltar na frente das Mercedes na largada, Vettel dominou completamente a prova inteira

Sebastian Vettel largou na parte limpa da pista no GP da Hungria deste domingo (26), atrás exatamente de Lewis Hamilton, que largou terrivelmente mal. A largada de Vettel, então, só pode ser classificada com terrivelmente boa. Ela pulou para a ponta e por quase todo o tempo foi o mais rápido na pista. Mesmo quando não era, jamais correu perigo para igualar as 41 vitórias de Ayrton Senna na F1.

Depois de pular na ponta, Vettel abriu para o companheiro Kimi Räikkönen, que também saltou para a frente. Enquanto Nico Rosberg ficava nervoso no rádio e Lewis Hamilton tentava voltar do problema em que se meteu, Vettel só abria. Até que o sistema de recuperação de energia de Kimi começou a falhar até deixar de existir e Nico Hülkenberg bateu e causou o safety-car.

Então, com todo mundo bem próximo, Rosberg passou Räikkönen e deu a impressão de que ia atacar, o que nunca aconteceu, porque Daniel Ricciardo também passou o finlandês e começou a chegar na captura do alemão. Vettel aproveitou e terminou na frente, tranquilo, para a segunda vitória na Ferrari.

Após a prova, ele não falou da corrida. Preferiu recordar Jules Bianchi e a dura semana. A única coisa especificamente sobre a vitória que disse foi sobre igualar Senna. 

"Igualar o número de Senna é fantástico, nem sei como colocar em palavras", disse. 

E ainda voltou a lembrar de Bianchi, assim como fez em uma linda mensagem no rádio, após cruzar a quadriculada. 

"Ao fim, temos uma paixão comum, algo que amamos. Somos pessoas diferentes, mas o amor pelas corridas é maior que tudo. Foi um começo complicado e uma semana difícil depois de terça [quando aconteceu o funeral]. E pensar em Jules de novo no grid foi muito emocional. Hoje foi para Jules e sua família", disse Sebastian. 

A F1 agora entra no recesso de verão, volta daqui um mês, em 23 de agosto, para o GP da Bélgica. Em 2014, foi Daniel Ricciardo quem venceu, batendo as Mercedes pela terceira e última vez. 

Fonte: Grande Prêmio 

Número importante mesmo este de vitórias que Vettel igualou hoje quando a gente para e pensa há quanto tempo Senna já nos deixou.

Parabéns a Sebastian pela prova de hoje.

Sobre Jules... é tudo muito surreal ainda. E triste.

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz Aniversário, Alonso!!!!