“Parece pior do que é”

A notícia já foi postada dias atrás, mas aqui está em português...

Mesmo sem andar forte nos testes, Button diz que situação “parece pior do que é” e cita outras pré-temporadas ruins
Jenson Button ainda não teve um dia decente de testes nesta pré-temporada, sendo sempre atrapalhado pelos problemas mecânicos do carro da McLaren, mas demonstra confiança ao afirmar que a situação do time “parece pior do que é”.

Em Barcelona, na última semana, o piloto inglês teve seus dois dias a bordo do MP4-30 interrompidos por conta de problemas mecânicos. No domingo, quando receberia mais uma chance para trabalhar, o acidente de Fernando Alonso encerrou mais cedo a programação da equipe.

Mas Button, que está na F1 há 16 temporadas, diz que esta nem é sua pior pré-temporada. Ele destacou que teve começos ruins na própria McLaren e que os contratempos foram contornados.

“Já tivemos algumas pré-temporadas bem difíceis. Aqui na McLaren, mesmo. Tivemos o escapamento de 2010, que vivia se desmanchando. Os testes de pré-temporada têm sido difíceis para nós e temos contornado tudo muito bem sempre”, afirmou o britânico ao ser questionado pelo GRANDE PRÊMIO.

“Neste ano, mais do que nunca, vocês vão ver os grandes passos adiante. Isso é empolgante, mas precisa começar relativamente cedo", prometeu.

Na segunda bateria de testes, a McLaren ao menos foi capaz de andar bem mais do que conseguira na primeira, em Jerez. O dobro da quilometragem percorrida. E Button, com seus 42 giros pelo Circuito da Catalunha, encontrou melhoras que considerou significativas em relação à primeira experiência.

“A dirigibilidade do motor melhorou muito desde o primeiro teste. Também a forma como estamos usando o ERS. São passos enormes que não se pode ver porque há outros problemas que temos que resolver.”

Por fim, ainda destacou que a McLaren Honda não sofre com os mesmos problemas que atrapalharam especialmente as equipes da Ferrari e da Renault quando os V6 turbo foram introduzidos na F1 em 2014, como com relação à dirigibilidade e ao sistema de brake-by-wire.

“Nós não temos. A dirigibilidade é um ponto forte e também é boa nas frenagens. Tudo está funcionando muito bem. Quando passarmos por estes problemas que temos e pudermos desenvolver o carro, vamos para a frente”, falou. Em termos de dirigibilidade, “falta só o acerto fino, o que é muito bom”.

É possível que Button ganhe mais tempo de pista na última bateria de testes da pré-temporada, que começa nesta quinta-feira em Barcelona. Com Alonso ainda internado após o acidente sofrido no dia 22, a própria McLaren admite que a participação do espanhol é incerta na atividade.

Fonte: Grande Prêmio

Eis o resumo: Acalmem as periquitas porque já foi pior.

By Lu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mas logo o Maradona??

Alonso em 2023

Roubou a cena!