Nada fechado

Chefe do autódromo de Hockenheim afirma que “ainda não há contrato assinado” para receber F1 em 2015

Georg Sieler, responsável pelo autódromo de Hockenheim afirmou à revista 'Auto Motor und Sport' que ainda não há um acordo fechado para receber a F1 em 2015, apesar de Bernie Ecclestone ter dito o contrário

O chefe do autódromo de Hockenheim alertou que ainda não há um acordo com a F1 para a realização do GP da Alemanha em 2015. Bernie Ecclestone, o chefão do Mundial, revelou nesta quinta-feira (15) que a pista será a responsável pela corrida no lugar de Nürburgring, circuito que deveria sediar a etapa da categoria dentro do acordo de revezamento que vigora desde 2008.

"Vai ser em Hockenheim. Nós estamos no meio das negociações com eles. Não há como fazer a prova em Nürburgring, porque não há ninguém lá", afirmou Ecclestone em declaração à agência de notícias 'Reuters'.

Só Georg Sieler, responsável pelo traçado, no entanto, disse que um contrato ainda não foi fechado, embora as negociações estejam acontecendo neste momento. "Nós só podemos dizer uma coisa sobre isso: o contrato ainda não foi assinado", afirmou o dirigente à revista germânica 'Auto Motor und Sport'. 

De acordo com a publicação, o cerne da questão está nos termos financeiros do novo acordo. No ano passado, a etapa da F1 reuniu 52 mil pessoas, o que significa dizer que o circuito teve de lidar com perdas significativas. 

"Naturalmente, pretendemos finalizar com recorde positivo de números", disse Sieler. "Em uma circunstância especial, pode-se até aceitar um acordo sem muitos ganhos. De qualquer forma, agora uma decisão é conveniente e necessária", completou.

Fonte: Grande Prêmio

Sempre o dinheiro para emperrar as coisas...

Beijinhos, Ludy

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Para Lu... um Feliz Aniversário!!!!!!

Lu, parabéns pelo seu dia!!!!