Mais respeito

Lauda vê mais respeito e entende que relacionamento entre Hamilton e Rosberg será muito melhor em 2015
A relação entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg será muito melhor em 2015. A frase é de Niki Lauda, presidente não-executivo da Mercedes. Para o tricampeão, os dois pilotos, que disputaram o título deste ano até a última etapa, agora possuem mais respeito um pelo outro. A decisão veio na prova de Abu Dhabi, quando o inglês venceu e ficou com a taça, a segunda da carreira.

O austríaco entende que a superação das crises vividas dentro da equipe alemã pela dupla serviu apenas para fortalecer os laços entre os dois. Lauda citou como crises o incidente no treino classificatório em Mônaco e o toque entre ambos no GP da Bélgica.

"Quando você supera todos esses problemas, um que ganhou o campeonato e outro que não, a coisa fica mais fácil, porque agora eles se respeitam mais, especialmente com relação ao nível de desempenho", explicou Lauda.

No fim do ano passado, a revista inglesa 'Autosport' revelou que a cúpula da Mercedes impôs uma proibição de comunicação entre os dois pilotos e a equipe técnica logo depois da batida entre ambos na etapa belga. Embora a esquadra tenha aplicado uma punição não divulgada para Rosberg, o ex-piloto disse que o fator mais importante na reparação das relações foi a forma como os dois companheiros de time reagiram depois disso, culminando com Nico parabenizando Lewis pelo título.

"Spa foi o calor do momento", afirmou Niki. "Agora, nós temos tudo sob controle novamente, todos juntos. Nós não dissemos nada, eles perceberam o que tinham de fazer. A partir de então tudo funcionou e o resultado foi inacreditável. Eles lutaram entre si, mas depois se abraçaram e um felicitou o outro", acrescentou.

Lauda ainda negou que, com o título, Hamilton agora esteja em uma posição de vantagem dentro da equipe. O tricampeão acredita que ainda há mais por vir de Rosberg, principalmente diante da experiência adquirida em 2014 com a disputa intensa pelo campeonato.

"Nico vai voltar e vai lutar novamente. Ele tem potencial para isso. E é exatamente o que precisamos. Ainda há mais para tirar em termos de desempenho e qualidade técnica. Vai ser divertido vê-los novamente. E espero que ninguém interfira", continuou.

Por fim, o austríaco afirmou que a tensão entre companheiros de equipe é algo normal na F1. "Eu nunca gostei de Alain Prost ou Clay Regazzoni, eu nunca gostei de John Watson. E isso é algo normal. Mas há certo respeito uns pelos outros", encerrou Lauda, lembrando os antigos colegas de time. 

Fonte: Grande Prêmio

Spa foi o divisor de águas. Seja lá o que tenha acontecido a portas fechadas, Nico demorou muito para digerir - ou como diz meu terapeuta "elaborar" - para seguir em frente e recuperar o prejuízo com mais tempo. Vale a lição e o aprendizado para 2015.

By Lu

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mas logo o Maradona??

Roubou a cena!

Alonso em 2023